Ir para o conteúdo UFSM Ir para o menu UFSM Ir para a busca no portal Ir para o rodapé UFSM
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita
Início do conteúdo

Anime-se!



 

Se você está com problemas de aprendizagem, tem dúvidas de que escolheu o curso certo ou apresenta dificuldades no âmbito pessoal ou acadêmico, a UFSM possui um núcleo do Centro de Educação chamado Ânima. Esse núcleo visa orientar e assistir estudantes da Universidade com o intuito de promover seu desenvolvimento integral e harmônico. É um espaço para escuta, acolhimento e cuidados em saúde mental, envolvendo tanto questões acadêmicas quanto pessoais. São oferecidos gratuitamente serviços que abrangem as áreas de psicologia, psicopedagogia e orientação vocacional.

Na UFSM, o apoio ao estudante universitário foi implantado em 1975, através do Serviço de Orientação Educacional (SOE), para atender alunos de cursos que buscavam formação pedagógica. Em 1977, o SOE foi destinado ao atendimento de toda a comunidade Universitária. Em 1999, o serviço de orientação passou a se chamar Ânima e, após a reestruturação, deixou de ser um órgão suplementar do Centro de Educação para transformar-se em um dos núcleos de ensino, pesquisa e extensão desse centro de ensino.

Um dos principais objetivos do Ânima é oferecer condições para que o estudante possa conhecer melhor as experiências universitárias e obter o máximo proveito delas. Além disso, presta assistência ao estudante para solução de possíveis dificuldades surgidas nas relações interpessoais junto aos colegas, professores, direção e família. Em síntese, o Ânima visa auxiliar o aluno na realização de ajustamentos à vida particular, educacional, profissional e social.

Segundo a psicopedagoga e responsável pelo Ânima, Sílvia Maria de Oliveira Pavão, hoje em dia, esse núcleo trabalha em parceria com a Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis (PRAE), ou seja, os alunos com necessidade de apoio psicopedagógico são atendidos no Ânima e os que precisam de apoio psicológico são encaminhados para a PRAE. Basicamente, a psicopedagogia vai auxiliar os alunos com dificuldades de aprendizagem e a psicologia é indicada para estudantes com problemas emocionais. Entretanto, conforme a necessidade, o aluno pode participar de mais de uma modalidade de atendimento.

O Ânima destina-se a atender todo e qualquer estudante do ensino médio, tecnológico e de cursos de graduação e pós-graduação da UFSM. Para participar é necessário que os interessados preencham uma ficha de inscrição para agendar o atendimento. Após a primeira escuta, são feitos os encaminhamentos necessários, tanto a outros profissionais do Núcleo como para a PRAE ou para a rede básica de saúde mental do município. Devido à grande procura e ao tamanho reduzido da equipe do Ânima, depois de efetuada a inscrição, os alunos são conduzidos para uma fila de espera até que possam receber o atendimento. Contudo, segundo a psicopedagoga Sílvia, em caso de urgência de algum estudante, o atendimento é mais imediato.

Conforme Sílvia, o perfil dos estudantes que procuram o Ânima são em maioria estudantes universitários que passam por dificuldades pessoais e/ou de aprendizagem, insegurança em relação ao curso escolhido, depressão, problemas familiares e conflitos com professores e colegas. “E são essas dificuldades que provocam a temida evasão nas universidades públicas”, explica Sílvia.

Existem duas formas de atendimento no Ânima: a psicopedagogia clínica (que se refere ao atendimento individual) e, para casos de depressão ou inibição, atendimento em grupo (composto por mais ou menos dez pessoas). Neste ano, foi criado também o Projeto de Evento, que aborda os “processos de aprendizagem”. As ações desse projeto, inserido dentro do próprio Ânima, consistem no desenvolvimento de oficinas, minicursos e encontros de discussões. Cada encontro é composto por blocos temáticos e são oferecidas até 30 vagas por evento. “Esses eventos tem muita procura, a gente divulga na página da UFSM num dia e no outro o evento já está completo, isso porque os encontros são gratuitos e os temas que são selecionados têm relação com a aprendizagem, ou seja, são temas que possam contribuir para o que o aluno esclareça dúvidas e tenha um ponto de discussão”, alega Sílvia.

Mesmo contando com uma equipe pequena, os profissionais do Ânima têm ajudado inúmeras pessoas a resolverem problemas pessoais e educacionais. “Não é preciso ter receio ou vergonha, qualquer pessoa em determinado momento da vida pode passar por algum tipo de dificuldade e buscar ajuda é a melhor alternativa. Aqui no Ânima todos serão sempre muito bem recebidos”, ressalta a coordenadora.

Contato do Ânima:

Centro de Educação (prédio 16), na sala 3155.

Horário de atendimento: De segunda à sexta-feira, das 8 às 20 horas.

Fone: (055) 3220 – 8450
E-mail: anima@ce.ufsm.br

Repórter:

Greice Marin – Acadêmica de Jornalismo.

Edição:

Gisele Dotto Reginato – Professora da disciplina de Teoria e Técnica de Jornalismo Digital II.

Matéria produzida na disciplina de Teoria e Técnica de Jornalismo Digital II do curso de Jornalismo – UFSM.


Publicações Recentes