Pular para o conteúdo
Português English Español Français Italiano
Início do conteúdo

1º Seminário de Estratégias para Adequação Ambiental reuniu na UFSM participantes de diversas regiões do país

Foto horizontal colorida mostra o reitor, em pé, falando ao microfone, ao lado de outras duas pessoas sentadas à mesa oficial
Mesa de abertura do evento

O Núcleo de Estudos e Pesquisas em Recuperação de Áreas Degradadas (Neprade) da UFSM, em parceria com a Embrapa Clima Temperado, promoveu o 1º Seminário de Estratégias para Adequação Ambiental no Rio Grande do Sul. O evento foi realizado nos dias 25 e 26 de outubro, no Núcleo de Estudos em Agricultura Familiar (Nesaf), no campus sede da UFSM, e contou com a participação da comunidade acadêmica, profissionais autônomos, técnicos de extensão rural, agricultores e demais interessados provenientes de diversos municípios do estado e das regiões Sudeste e Centro-Oeste do país.

O reitor da UFSM, Paulo Afonso Burmann, esteve presente na abertura e destacou a importância do evento, cujas abordagens poderão auxiliar na solução de passivos ambientais do próprio campus. Nas palestras foram discutidas questões como técnicas da restauração dos ecossistemas campestres e florestais do RS, custos, experiências de adequação em outras regiões brasileiras, principais técnicas utilizadas e sua aplicabilidade no RS, legislação aplicada, dentre outros aspectos.

A professora Ana Paula Rovedder, coordenadora do Neprade, ressaltou a importância da discussão de políticas públicas aliadas ao conhecimento científico produzido na Universidade, além do fortalecimento de ações conjuntas entre os diversos atores sociais envolvidos nessa temática.

Na abertura, o músico Gilmar Gonçalves, acadêmico do curso de Música, interpretou o hino nacional ao acordeom. No último dia do evento, Gilmar interpretou clássicos da música popular brasileira e latino-americana, emocionando os participantes.

Foto mostra diversas fotografias de ações do Neprade afixadas sobre um fundo verde
Varal com imagens do Neprade

Paralelamente ao seminário, aconteceu o “Varal de imagens do Neprade”, mostra fotográfica das ações de pesquisa e extensão do núcleo, e a mostra de produtos da sociobiodiversidade, em que produtores rurais convidados puderam expor seus produtos provenientes de sistemas agroflorestais, plantas medicinais, produtos melíferos e plantas nativas ornamentais, demonstrando que os usos múltiplos da sociobiodiversidade podem estar associados às estratégias de adequação ambiental.

Além disso foram lançados dois materiais bibliográficos: “Estratégias de restauração florestal – experiências do Núcleo de Estudos e Pesquisas em Recuperação de Áreas Degradadas”, de autoria de integrantes do Neprade, que reúne os principais resultados de pesquisa em técnicas de restauração desenvolvidas pelo grupo nos últimos sete anos; e “Espécies de plantas prioritárias para projetos de restauração ecológica em diferentes formações vegetais no bioma pampa: primeira aproximação”, de autoria da Embrapa Clima Temperado, em parceria com UFSM, UFRGS, Fundação Zoobotânica e Secretaria Estadual do Ambiente e Desenvolvimento Sustentável.

Ao final do evento, foi realizada uma plenária em que se compilaram sugestões e considerações debatidas e que irão compor a Carta de Santa Maria, um marco documental para a restauração ecológica no RS.

Fotos: Divulgação