Pular para o conteúdo
Português English Español Français Italiano
Início do conteúdo

Doutorandos da UFSM avaliam experiência no Les Doctoriales

O evento Les Doctoriales premiou na última sexta-feira (23) quatro alunos de doutorado da UFSM. Eles fizeram parte das equipes dos projetos escolhidos como os melhores dessa edição do seminário, realizada nos dias 22 e 23 de novembro. Promovido pela Aliança Francesa de Porto Alegre, o Les Doctoriales tem como um de seus objetivos aproximar estudantes, empresários e investidores financeiros, e contou com avaliadores ligados a empresas e instituições que fomentam o espírito empreendedor.

Os doutorandos foram recebidos no primeiro dia, já divididos nas equipes nas quais iriam criar os projetos, com dinâmicas em grupo para se conhecerem melhor. As atividades também ajudaram os participantes a decidirem quais funções iriam desempenhar ao longo do evento. Após, eles foram apresentados ao desafio de desenvolver um projeto inovador para o mercado. Para tal teriam ajuda de coaches e deveriam completar pequenas tarefas, para no final apresentar seu projeto para a banca avaliadora.

O seminário também é voltado a incentivar que os estudantes se conscientizem sobre as competências profissionais adquiridas durante sua trajetória acadêmica. Com relação a esse quesito, o Les Doctoriales edição de 2018 atingiu seu objetivo, segundo a doutoranda em Ciências Farmacêuticas Thais Dal Molin, uma das premiadas. Para Thais, a experiência foi transformadora e lhe trouxe maior autoconhecimento. Além disso, conseguiu estabelecer conexões com os doutorandos de seu grupo. Embora não possam divulgar exatamente o projeto que desenvolveram, por terem firmado um compromisso de confidencialidade com os organizadores do evento, o grupo de Thaís fez um projeto que busca dar mais segurança aos idosos.

Para Jaqueline Miranda, do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Vida, que fez parte da equipe que conquistou o primeiro lugar, a experiência também foi muito enriquecedora. Professora do ensino básico, ela relatou para seus alunos como foi ter participado da “gincana científica”, como uma forma de incentivá-los a estudar cada vez mais. O projeto desenvolvido por sua equipe deve ajudar na prevenção à solidão dos idosos.

Também foram premiados Eric Severo, do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Química, e Francielle Liz Monteiro, do Programa de Pós-Graduação em Medicina Veterinária, agraciados com o terceiro lugar. O projeto deles se relaciona à confecção de melhores etiquetas para produtos alimentícios. No total, nove doutorando representaram a UFSM no evento, que reuniu aproximadamente 100 doutorandos de 11 universidades diferentes.

Texto: Assessoria de Comunicação do Gabinete do Reitor