Ir para o conteúdo UFSM Ir para o menu UFSM Ir para a busca no portal Ir para o rodapé UFSM
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita
Início do conteúdo

Lançada edição especial da revista “Cadernos de Comunicação” sobre a tragédia da Boate Kiss



O periódico Cadernos de Comunicação, ligado ao Programa de Pós-Graduação em Comunicação da UFSM (POSCOM), lançou no último domingo (27) a edição especial “Tragédia de Santa Maria – Múltiplas Miradas”. O lançamento ocorreu durante a programação do Janeiro 27, evento em memória dos seis anos da tragédia da Boate Kiss.

A edição especial teve como editora convidada a professora Ada C. Machado da Silveira, e reúne sete artigos científicos com diferentes abordagens sobre o incêndio ocorrido no dia 27 de janeiro de 2013, que vitimou 242 pessoas, e as consequências da tragédia. Além dos artigos selecionados, há uma resenha sobre o livro “Todo dia a mesma noite: a história não contada da Boate Kiss” (Intrínseca, 2018), da jornalista Daniela Arbex.

Professores Flavi Lisboa Filho (editor-chefe) e Ada Machado da Silveira (editora convidada) no lançamento da edição especial no Janeiro 27

A edição especial do “Cadernos de Comunicação” reúne um dossiê que busca representar a variedade de temáticas acerca de um acontecimento que exige uma abordagem multidisciplinar. De acordo com a professora Ada Machado, nos seis anos que se passaram desde a tragédia de Santa Maria, a comunidade de pesquisadores têm produzido inúmeras reflexões em diferentes áreas do conhecimento, superando traumas, envolvimentos passionais e aspectos pessoais: “Penso que os sete artigos e a resenha presentes no dossiê articulam enfoques importantes: Mídia (redes sociais e Jornalismo), Saúde (Terapia Ocupacional e Psicologia), Direito (Direito Penal e Segurança Pública) e Contabilidade (aplicada à AFVSTSM). Entendo que muitos outros temas podem ser convocados para abordar o acontecimento trágico; os aqui apresentados têm a particularidade de contribuir com novos enfoques no debate”, afirma a editora convidada.

Ainda segundo a editora, a tragédia da Kiss foi um evento que causou uma profunda fissura no tecido social, com implicações pessoais e políticas. Por isto, é necessário o surgimento de muitas narrativas, em distintos formatos, suportes e materialidades, especialmente na Academia: “Necessitamos manter-nos empenhados em refletir sobre o acontecimento trágico, atestando que há pessoas que não se eximem de posicionar-se e buscam, à luz de procedimentos científicos, iluminar um pouco a dor individual e coletiva frente ao desatino produzido por uma catástrofe biopolítica de nosso tempo e que continua desdobrando-se em tantos outros acontecimentos, conforme vimos em Brumadinho”, finaliza.

Os artigos

27 autores de diferentes regiões do Brasil submeteram artigos à chamada, ligados à UFSM e instituições localizadas em Porto Alegre, Belo Horizonte e Mariana. Foram selecionados pelo Comitê Editorial sete textos para compor o dossiê.

  • Para que não se repita”: práticas de consumo do Facebook por mães de vítimas do incêndio da Boate Kiss – Alice Pavanello e Sandra Rúbia da Silva (UFSM) ;
  • Informação e sensacionalismo no jornalismo de revista da cobertura da tragédia da Boate Kiss: Cláudia Mendes (UFMG) e Luciana Amormino (Centro Universitário UNA-MG);
  • Boate Kiss e a ressignificação do cotidiano de uma sobrevivente: são Juliana Borges e Marlis Polidori, do Centro Universitário Metodista (POA), e Andreisi Anversa, da UFSM;
  • Trauma e representação-Reflexões sobre o contexto do incêndio na Boate Kiss: Volnei Dassoler (UFSM) ;
  • O pássaro e as estrelas-para emancipar a imaginação sobre a Justiça: Ana Paula Pereira, Isabel Curvelo e Marília Budó (UFSM); Letícia Netto e Mateus dos Santos (FADISMA);
  • Responsabilidade Social Corporativa- Uma perspectiva de alunos de extensão na Associação de Familiares de Vítimas e Sobreviventes da Tragédia de Santa Maria: Felipe Dalmolin, Leonardo Deves, Camila Sanfelice, Juliani Alves, Sérgio Madruga (UFSM);
  • Reflexões sobre Segurança Pública e Forças Armadas-O exemplo da tragedia da Boate Kiss em Santa Maria/RS: Gabriela Schneider e Igor Castellano da Silva (UFSM).

Além dos artigos, a edição especial traz uma resenha do livro “Todo dia a mesma noite: a história não-contada da Boate Kiss”, de Daniela Arbex. A resenha é de autoria de Felipe Machado, da UFMG, e destaca o livro publicado em 2018 pela editora Intrínseca. Daniela Arbex é repórter especial da Tribuna de Minas e é autora premiada dos livros Holocausto Brasileiro e Cova 312.

Texto: Davi Pereira
Fotografia: Luciomar de Carvalho


Publicações Recentes