Ir para o conteúdo UFSM Ir para o menu UFSM Ir para a busca no portal Ir para o rodapé UFSM
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita
Início do conteúdo

Comitiva internacional visita Agittec para a construção de Parque Tecnológico entre Brasil e Uruguai



Comitiva internacional visitou Agittec para conhecer sistema de incubação

A UFSM recebeu comitiva internacional, composta por pesquisadores e consultores uruguaios, espanhóis, colombianos e coreanos, disposta a visitar e conhecer os métodos de pré-incubação e incubação desenvolvidos pela Agência de Inovação e Transferência Tecnológica (AGITTEC) da Universidade no último dia 27.

A iniciativa surgiu de um projeto enviado pela Univesidad Tecnologica del Uruguay (UTEC), ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), com o objetivo de estudar a viabilidade da construção de um parque tecnológico binacional localizado na cidade de Rivera, fronteira entre Brasil e Uruguai. A UTEC, segunda universidade federal criada no Uruguai, tem como intuito desenvolver o interior do país a partir da relação entre educação pública e o conhecimento tecnológico, baseando seus esforços nas práticas empreendedoras e de inovação. Dessa forma, segundo o professor Leonel Paes, da UTEC e um dos responsáveis pelo programa de pré-incubação do projeto uruguaio, o parque tecnológico foi pensado como um lugar onde as empresas possam se instalar e recebam, por parte do governo , apoio administrativo e de desenvolvimento.

Para que o projeto seja aprovado, a comitiva, formada por representantes da UTEC, do BID, além de consultores técnicos da empresa espanhola Science and Technology Link Office (SILO), e da coreana HAEAHN, vencedoras da licitação para construção do parque, iniciou a primeira etapa de pesquisas e visitas a instituições uruguaias e brasileira, conhecendo os projetos de desenvolvimento tecnológico e as fortalezas produtivas de cada região.

Durante a visita a UFSM, os pesquisadores e técnicos conheceram o modelo de pré-incubação desenvolvido pela Agittec, cujo objetivo consiste em apoiar institucionalmente, com ideias e ferramentas técnicas, empreendedores que não possuem empresas e planos de negócio formalizados ou produtos comercializáveis. Além disso, foram apresentados ao modelo de incubação utilizado pela Agência, e também conheceram duas empresas incubadas: QUIRON Robotics, focada em desenvolver cursos de robôs educacionais; e a Auster Tecnologia, especializada em consultoria agronômica. O coordenador de empreendedorismo da Agittec, Silon Júnior Procath, responsável por apresentar a Agência aos visitantes, destacou a importância do encontro como uma oportunidade de reconhecimento internacional do métodos utilizados na UFSM, e que se diferenciam daqueles adotados por outras universidades brasileiras, já que o processo é realizado em menor tempo.

Conforme explica Leonel Paes, professor da UTEC, outro trabalho desenvolvido em parceria com o Silon está relacionado ao desenvolvimento de startups através da promoção de empreendedorismo e a busca por alternativas binacionais. Ainda segundo Leonel, a parceria com a UFSM representa uma fortaleza importante e que precisa ser conhecida pelos consultores e pesquisadores estrangeiros, visto que existe mão de obra qualificada e empresas instaladas com grande potencial para iniciar o processo de internacionalização pretendido pelo projeto. “São várias coisas que podemos fazer juntos, já temos outros projetos planejados para fazer encontros de startups uruguaias e brasileiras na fronteira, para apresentar fundos de investimento binacionais, para apresentar projetos brasileiros para o Uruguai e, dali, ser uma porta para América Latina toda que fala espanhol. Entendemos que o interior precisa apoiar o interior, e temos a pretensão de desenvolver a região sul do Brasil e o norte do Uruguai como um todo”, ressalta Leonel.

Durante o encontro na UFSM estiveram presentes também o Diretor da Agittec, professor Hélio Leães Hey e o assessor do gabinete do reitor na Secretaria de Apoio Internacional (SAI), professor Érico Marlon de Moraes Flores. Após a visita à universidade, a comitiva também conheceu iniciativas nas cidades de Pelotas e Porto Alegre.


Publicações Recentes