Ir para o conteúdo UFSM Ir para o menu UFSM Ir para a busca no portal Ir para o rodapé UFSM
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita
Início do conteúdo

Pesquisadoras do Instituto Paulo Freire debatem docência na UFSM



Através de que caminhos e crises de identidade o professor despe-se do estereótipo de mero transmissor de conteúdos e torna-se, efetivamente, um educador? De que maneira a avaliação docente realizada pelos alunos pode estimular inovações didático-pedagógicas e a qualificação dos professores, contribuindo para aulas mais criativas e participativas? Que papéis o professor assume para si enquanto mediador de sentidos e de relações na sala de aula, em tempos de profundas transformações tecnológicas, culturais, socioambientais e políticas?

Essas são algumas das questões a serem debatidas na segunda edição do Ciclo Institucional Permanente sobre a Docência na UFSM (Ciped). O evento, promovido pelo Centro de Educação (CE) e pela Pró-Reitoria de Graduação (Prograd), ocorre nos dias 3 e 4 de junho, no Auditório Wilson Aita, do Centro de Tecnologia (CT).

Este ano, o Ciped tem como convidadas externas as professoras Ângela Antunes e Francisca Pini, do Instituto Paulo Freire de São Paulo. As inscrições gratuitas no evento podem ser feitas no site.

Mais informações pelo telefone (55) 3220-8010 ou pelo email direcaoce@ufsm.br.

 

Programação

3 de junho (segunda-feira)

19h – “Ensinar-e-Aprender com sentido” com professora Ângela Antunes (Instituto Paulo Freire)

4 de junho (terça-feira)

9h – “Avaliação docente pelo discente”, com técnico Fernando Barbosa (CPA UFSM);

14h – “Educação Superior em contextos emergentes: processos avaliativos e formação”, com as professora Glades Tereza Félix e Dóris Pires Bolzan, e a pedagoga Venice Teresinha Grings
19h – “Função política e pedagógica do(a) professor(a) problematizador(a), organizador(a) e mediador(a)”, com a professora Francisca Pini (Instituto Paulo Freire).

 

Com informações da Prograd

 


Publicações Recentes