Ir para o conteúdo UFSM Ir para o menu UFSM Ir para a busca no portal Ir para o rodapé UFSM
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita
Início do conteúdo

Pela Série Ouro, time de futsal da UFSM sofre virada nos segundos finais contra a Assoeva



O time da UFSM recebeu a Associação Esportiva de Venâncio Aires (Assoeva) na terça-feira (2), no jogo mais aguardado pela torcida desde que a equipe anunciou que disputaria a Série Ouro do Campeonato Estadual. E o público que compareceu ao ginásio presenciou um grande espetáculo, digno de uma partida decisiva da principal competição organizada pela Federação Gaúcha de Futebol de Salão (FGFS). Após ver o adversário abrir o placar logo no início, a equipe da universidade “se encontrou” na partida, virou o jogo na metade do segundo tempo e teve chance de abrir 4×1, quando a Assoeva teve o segundo atleta expulso. Mas o time de Venâncio Aires mostrou poder de reação, teve qualidade para buscar o empate e virar o jogo nos últimos segundos de partida.

Com a derrota por 4×3, a UFSM segue na liderança (com 21 pontos), mas pode ser ultrapassada na tabela de classificação pela própria Assoeva (19 pontos), que joga nesta quarta-feira (4), em São Sepé, contra o La Máquina. No fim de semana, a equipe da universidade folga e só volta às quadras no dia 13 de julho, quando enfrenta em Santa Maria a Associação Rosário de Esportes (ARE), de Rosário do Sul.

O atleta Léo Rudek, novamente escolhido o melhor em quadra, definiu a atuação da equipe da UFSM como impecável, mas citou a marcação do goleiro-linha como ponto a ser melhorado. “Demos o nosso melhor, infelizmente erramos nos últimos minutos e sofremos a virada. Mas jogamos muito bem”. Ele disse que está feliz por ter ajudado a equipe com mais dois gols, chegando a dez na Série Ouro. Já o técnico Gabriel Pranke declarou que a atuação mostra a evolução do time e que o trabalho está no caminho certo.

“Conseguimos neutralizar o time deles por um bom tempo e até superar eles na proposta de jogo. No cinco contra quatro, eles mostraram superioridade e a qualidade que têm. Foi difícil de marcar. Fica uma frustração pelo resultado que não veio, a vitória esteve próxima, mas fica também a sensação boa de ter feito um bom trabalho e um bom jogo. Foi no detalhe”, concluiu o treinador da UFSM.

Com informações da Assessoria de Imprensa da UFSM Futsal


Publicações Recentes