Ir para o conteúdo UFSM Ir para o menu UFSM Ir para a busca no portal Ir para o rodapé UFSM
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

Escolas técnicas vinculadas às universidades entregam planilha orçamentária ao MEC



Foto colorida horizontal mostra cinco homens sentados em uma bancada, com a palavra Andifes ao fundo
Reunião do Condetuf foi realizada na semana passada, em Brasília

O Conselho Nacional de Diretores das Escolas Técnicas Vinculadas às Universidades Federais (Condetuf) realizou entre os dias 2 e 4 de julho, em Brasília, a 3ª reunião ordinária de 2019. O encontro resultou na finalização e entrega ao Ministério da Educação (MEC) da planilha orçamentária para 2020, que, a exemplo dos anos anteriores, informa o valor percentual a ser aplicado em cada escola do montante destinado às 23 unidades vinculadas.

A matriz orçamentária do Condetuf é feita mediante parâmetros baseados nas dimensões de ensino, infraestrutura e recursos humanos, além de considerar áreas construídas e não construídas. Em 2019, foram destinados pela Lei Orçamentária Anual (LOA) mais de R$ 59,9 milhões para o funcionamento das Instituições Federais de Educação Profissional e Tecnológica, além de R$ 16,5 milhões voltados à assistência estudantil. Para o orçamento de 2020, o conselho solicita a correção dentro do que prevê o teto dos gastos públicos, ou seja, o mesmo orçamento do ano anterior corrigido pela inflação.

De acordo com o coordenador de Educação Básica, Técnica e Tecnológica da UFSM e vice-presidente do Condetuf, Marcelo Freitas da Silva, a justificativa do pleito se deve à necessária continuidade das atividades dentro do padrão de excelência e produtividade, peculiar às unidades de ensino que compõem a Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica.

Para os diretores do Colégio Politécnico e do Colégio Técnico Industrial de Santa Maria (Ctism), Valmir Aita e Rafael Adaime Pinto, respectivamente, também é preciso avançar na política do MEC para melhorar a infraestrutura física, o aspecto didático-pedagógico e o número de matrículas nos cursos técnicos de nível médio, em consonância com o Plano Nacional de Educação (PNE).

As unidades do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico (EBTT) vinculadas às universidades federais somam um total de 23, pertencentes a 15 universidades federais, com mais de 22 mil alunos em 272 cursos, sendo 145 na região Nordeste, 25 no Norte, 56 no Sudeste e 46 no Sul. Na UFSM, as duas unidades de ensino técnico atendem aproximadamente 3,5 mil alunos.

Foto: Divulgação


Publicações Recentes