Ir para o conteúdo UFSM Ir para o menu UFSM Ir para a busca no portal Ir para o rodapé UFSM
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita
Início do conteúdo

UFSM alerta servidores sobre tentativa de golpe



Neste semana, a ouvidoria da Universidade Federal de Santa Maria registrou o caso de uma servidora aposentada da instituição que relatou ter sido vítima de estelionato. O registro relata que, em junho deste ano, a servidora foi procurada em sua residência por uma pessoa que se dizia representante de uma seguradora. 

Na ocasião, o suposto representante informou à servidora que ela teria direito a um seguro de vida, a ser pago pela UFSM, mediante pagamento de um valor para regularizar sua situação. No ato, a vítima entregou dois cheques no valor de R$25,00 e R$ 28,00. Mas no dia 12 de junho, a servidora percebeu que haviam descontado R$3.025 e R$4.028 de sua conta. Diante disso, registrou boletim de ocorrência em uma delegacia de Porto Alegre e enviou cópia para a UFSM para alertar a instituição e evitar que outros servidores caíssem na mesma armadilha.

Nesta quinta-feira (19), outra servidora da Universidade foi procurada por telefone por uma pessoa que também se dizia representante de uma seguradora. O teor da conversa era o mesmo. O representante dizia que a servidora possuía um seguro e que gostariam de atualizar seus dados cadastrais. Ao perceber que a conversa não fazia sentido, a servidora encerrou o assunto e entrou em contato com a equipe da Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas (Progep) da UFSM, que confirmou que poderia se tratar de um golpe. 

Diante disso, a Pró-Reitora de Gestão de Pessoas alerta as servidoras e servidores ativos e aposentados que tomem cuidado para não serem vítimas deste tipo de golpe, sobretudo ao fornecer seus dados pessoais para terceiros. A Pró-Reitoria informa que a atualização de dados cadastrais dos servidores só pode ser realizada pessoalmente, na UFSM, ou através de um requerimento, assinado pelo próprio servidor. “A Universidade não vai até a residência das pessoas e não oferece nenhum tipo de seguro de vida. É importante que as pessoas fiquem atentas para esse tipo de ação e não repassem seus dados para desconhecidos”, ressalta a pró- reitora de Gestão de Pessoas, Marcia Lorentz.

 

Os servidores que forem abordados com ligações semelhantes devem entrar em contato com a Progep, através do telefone (55)3220-8102e informar a situação. O caso registrado em Porto Alegre está sendo investigado pela Polícia Civil.


Publicações Recentes