Ir para o conteúdo UFSM Ir para o menu UFSM Ir para a busca no portal Ir para o rodapé UFSM
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita
Início do conteúdo

Reitor articula Polo de Agrotecnologia da UFSM na Expointer



Reitor apresentou proposta de criação de Polo de Agrotecnologia na Expointer

O reitor Paulo Burmann participou de várias agendas na Expointer, em Esteio, nesta segunda (26) e terça-feira (27). Ele prestigiou diversas atividades da UFSM na feira, e realizou reuniões com autoridades relacionadas ao agronegócio.
O professor Burmann avalia a participação da UFSM como mais uma marcante presença da Instituição junto à Expointer, maior e mais importante do setor no RS. Segundo ele, um dos papeis da Universidade é colocar ferramentas a serviço do setor produtivo para que se possa produzir mais alimentos. “A Universidade tem uma ação forte junto ao setor produtivo, junto à pequena, média e grande propriedade. É um trabalho que precisa ser destacado. É um trabalho forte e consistente com resultados que vêm oferecendo nova realidade ao setor rural”, comenta.

O reitor também destaca a importância da Universidade nesse meio. “São eventos que projetam a UFSM nesse cenário em que alguns setores da sociedade buscam de forma inexplicável desqualificar o trabalho que a universidade faz e a importância da sua inserção junto às demandas e os anseios da sociedade. A Universidade é uma instituição consistente comprometida responsável e vai continuar trabalhando nessa direção independente as dificuldades.” avalia o reitor.

Ainda durantes as atividades em Porto Alegre, Burmann realizou uma reunião com o presidente da Emater-RS, Geraldo Sandri, buscando a criação de um Polo de Agrotecnologia na UFSM. Segundo o reitor, a instituição vem trabalhando nessa ideia em função da expertise que a Universidade tem nessa área, por conta da estrutura da Agittec, dos pesquisadores e parcerias com as empresas e lideranças políticas. Conforme Burmann, a partir de uma reunião que se sucedeu com o deputado Alceu Moreira, foi articulada uma reunião na UFSM para o dia 13 de setembro, a qual contará com a presença do deputado, da direção da Embrapa, da Emater, a Secretaria Estadual da Agricultura, entre outras autoridades. A reunião busca formar parceria para que se possa construir e consolidar o projeto que já está desenhado pela Universidade. Ainda, segundo Burmann, o Polo de Agrotecnologia é um projeto voltado para o setor produtivo independente da dimensão da propriedade rural.

APLICATIVOS – Na manhã da terça-feira (27), o reitor participou do pré-lançamento do aplicativo PlanejArroz, produzido por uma parceria da UFSM (através da Equipe FieldCrops), Embrapa, Irga e Instituto Nacional de Meteorologia. O PlanejArroz é um software, com versões Web e para aparelhos móveis, que permitirá estimar a produtividade de grãos bem como as fases de desenvolvimento da cultura visando o manejo. Esse software deverá causar grande impacto junto à cadeia produtiva do arroz no RS, responsável por cerca de 70% da produção da orizicultura brasileira.
Ainda na Expointer ocorreu o lançamento de outra plataforma digital para ajudar na produção do agronegócio, elaborada na Agência de Desenvolvimento do Médio Alto Uruguai, com a participação de professores da UFSM-FW. O “Alimento de Origem”, é uma plataforma on-line composta de vários módulos, desenvolvida para atender as demandas impostas pela legislação vigente, referente aos produtos de origem vegetal, animal e agroindustrializados que permite também a ampliação dos canais de comercialização.

LIVROS – Na parte da tarde, Burmann participou do lançamento de três livros da UFSM na Casa da Emater, na Expointer. Foram lançados dois livros sobre a cultura da mandioca, de autoria de integrantes da Equipe Simanihot da UFSM e da Emater, e um sobre a cultura do gladíolo (ou palma-de-santa-rita), de autoria das Equipes PhenoGlad da UFSM e da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).
Os livros são:
– “Ecofisiologia da mandioca visando altas produtividades”, de autoria da Equipe Simanihot;
– “Mandioca para alimentação humana e animal”, de autoria da Equipe Simanihot;
– “Gladíolo: fenologia e manejo para produção de hastes e bulbos”, de autoria das Equipes PhenoGlad da UFSM e da UFSC.
A solenidade contou com a presença do reitor da UFSM, Paulo Afonso Burmann, do pró-reitor adjunto de Extensão, Rudiney Soares Pereira, do presidente da Emater-RS, Geraldo Sandri, e da diretoria estadual da Emater. Além de integrantes das Equipes Simanihot e PhenoGlad da UFSM, uma comitiva de agricultores, professores e a secretária de Educação de Dilermando de Aguiar, que participam do Projeto de Extensão Flores para Todos, também estarão no evento.
Ao final dos lançamentos, foram entregues 500 exemplares de cada um dos livros para a Emater  destinados aos escritórios municipais da entidade nos 497 municípios gaúchos e nas 12 regionais da Emater espalhadas pelo território gaúcho.
O coordenador do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Agrícola (PPGEA) e pesquisador CNPq, Nereu Augusto Streck, avalia que parceria com a Emater é fundamental para o destaque obtido pela UFSM na área agrícola. Integrante das Equipes PhenoGlad, Simanihot e FieldCrops da UFSM, o professor avalia que “a participação do reitor na Expointer e nos três eventos na Casa da Emater é um sinal claro da liderança da UFSM na geração de informações aplicadas ao pequeno, médio e grande produtor rural”.

Texto e fotos: Assessoria de Comunicação do Gabinete do Reitor


Publicações Recentes