Ir para o conteúdo UFSM Ir para o menu UFSM Ir para a busca no portal Ir para o rodapé UFSM
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita
Início do conteúdo

Projeto de Extensão Flores para Todos leva a jardinagem para escola de Júlio de Castilhos



Foto colorida horizontal mostra em detalhe um pequeno jardim, com alguns tipos de plantas, umas flores vermelhas e uma plaquinha escrito "Flores para todos - sou parceiro"
Equipe PhenoGlad da UFSM coordenou a produção do jardim

A Escola Estadual de Ensino Fundamental Nossa Senhora Aparecida, de Júlio de Castilhos, uma escola rural voltada a alunos filhos de agricultores familiares na comunidade de São João dos Mellos, avança a passos largos no Projeto de Extensão Flores para Todos. A primeira escola a ingressar no projeto, em 2018, e que já produziu gladíolos para várias atividades, agora ganhou um jardim interno viabilizado pelo projeto.

O jardim foi planejado e executado com a participação dos alunos e professores da escola. Na sexta-feira (13), a Equipe PhenoGlad da UFSM esteve na escola para realizar o plantio das espécies ornamentais (folhagens que se adaptam ao ambiente de sombra). Primeiro, foi realizada uma reunião com alunos dos anos iniciais e finais para explicar os fundamentos de um jardim interno e porque esta atividade faz parte do projeto Flores para Todos na escola. Depois, alunos e professores colocaram a “mão na massa” e plantaram as mudas. No final da tarde, o jardim estava pronto, embelezando, a partir de agora, a parte interna de acesso à escola.

O projeto Flores para Todos é uma iniciativa das Equipes PhenoGlad no RS, SC e no PR. O projeto já atingiu 35 municípios no RS, quatro municípios em Santa Catarina e 11 municípios no Paraná, levando a floricultura, o cultivo de gladíolo (ou palma-de-santa-rita), como alternativa para agregar renda ao agricultor familiar e manter o jovem no campo.

O projeto também tem ações em seis escolas de ensino fundamental e médio/tecnológicos no RS, onde, além do cultivo do gladíolo, a jardinagem é levada como ferramenta de inclusão social e preparação do jovem para os desafios da vida.

No Rio Grande do Sul, o projeto é levado para os agricultores familiares e para as escolas pela Emater em parceria com as Equipes PhenoGlad da UFSM, dos campi Santa Maria, Frederico Wesphalen e Cachoeira do Sul, e também da Equipe PhenoGlad do Instituto Federal do RS – Campus Bento Gonçalves.

Foto: Divulgação


Publicações Recentes