Ir para o conteúdo UFSM Ir para o menu UFSM Ir para a busca no portal Ir para o rodapé UFSM
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita
Início do conteúdo

UFSM visita universidades francesas em projeto de cooperação Brasil-França na área de satélites



As universidades federais de Santa Maria (UFSM) e do Ceará (UFC), representadas pelos professores João Baptista Martins e Jarbas Silveira, respectivamente, realizaram missão de trabalho em universidades francesas entre os dias 16 e 26 de setembro para a implementação do projeto Brafisat: Cooperação Brasil-França na Formação de Engenheiros para Exploração de Micro e Nanossatélite, aprovado no Edital 2018 do Programa
Brafitec da Capes.

Este projeto de cooperação bilaterial, cuja coordenação geral, pelo lado brasileiro, é do professor João Baptista, tem validade de quatro anos, envolvendo três universidades brasileiras (UFSM, UFC e Instituto Tecnológico da Aeronáutica) e cinco francesas (Université Grenoble Alpes, Université de Montpellier, Institut Polytechnique de Grenoble, Institut Polytechnique de Bordeaux e École Nationale Supérieure des Mines de Saint-Étienne, em Gardenne), tem por objetivo a formação íntegra e de excelência de estudantes de graduação de Engenharia Elétrica, Computação, Aeroespacial e de Telecomunicações na área de satélites.

O projeto propicia aos estudantes a mobilidade de ambos os lados, a possibilidade da dupla diplomação e a
realização de estágios em empresas francesas e brasileiras, além de oportunizar a realização de pesquisas de alta tecnologia entre os países. O projeto conta hoje com 12 estudantes brasileiros em mobilidade nas universidades francesas citadas acima, sendo cinco da UFSM (três do curso de Engenharia Aeroespacial e dois de Engenharia de Telecomunicações). 

Segundo João Baptista, foram 11 dias de intenso trabalho, tendo em vista que as universidades francesas estão
distantes aproximadamente 500km uma da outra, e em cada uma delas havia apresentações das potencialidades mútuas para estudantes e pesquisadores, além de visitas a grandes laboratórios de pesquisa, como o Laboratoire d’Informatique, de Robotique et de Microélectronique de Montpellier (LIRMM), Centre of Microelectronics in Provence (Gardanne), IMS Laboratoire de l’Intégration du Matériau au Systèmeem (Bordeaux), TIMA –
Techniques de l’Informatique et de la Microélectronique pour l’Architecture des systèmes intégrés (Grenoble) e MINATEC – Micro and Nanotechnologies (Grenoble).

Em Montpellier e Grenoble, existem ainda o Center Spacial Universitaire(CSU) e o Center Spacial Universitaire de Grenoble (CSUG), respectivamente, que são laboratórios que desenvolvem nanossatélites, estando ligados à European Spacial Agency (ESA).

“A viagem foi um sucesso, abrindo oportunidades efetivas e concretas para a internacionalização almejada pela UFSM”, afirma o professor João Baptista.


Publicações Recentes