Ir para o conteúdo UFSM Ir para o menu UFSM Ir para a busca no portal Ir para o rodapé UFSM
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

Em atividade a distância, alunos do Ctism produzem e-book em inglês que desafia estereótipos



Em atividades a distância devido à pandemia de Covid-19, estudantes dos cursos integrados do Colégio Técnico Industrial de Santa Maria (Ctism) produziram narrativas em inglês que desafiam histórias únicas (ou estereótipos). O projeto “Challenging single stories” (“Desafiando histórias únicas”) foi desenvolvido por alunos dos segundos anos dos três cursos técnicos integrados do Ctism, na disciplina de inglês, nível intermediário, durante os meses de maio e junho.

O projeto foi inspirado na palestra da escritora nigeriana Chimamanda Ngozi Adichie intitulada “The danger of a single story” (“O perigo da história única”), proferida em 2009 e disponível no YouTube. Em um dos encontros online, os estudantes e a professora debateram vários aspectos da palestra, discutindo sobre as limitações que narrativas únicas apresentam e o quanto elas podem contribuir para um estreitamento de visão sobre pessoas, contextos e fatos.

Com base nesse debate, os estudantes foram encorajados a pensar nas histórias únicas, nos termos da fala de Adichie, que eles já ouviram durante suas vidas. Após escreverem a primeira versão em inglês dessas histórias, os textos foram lidos pela professora, que realizou as correções necessárias e apontou sugestões. Após a entrega da segunda versão pelos estudantes, os textos foram reunidos em um e-book. Escrito em inglês, o e-book pode servir de subsídio didático para aulas de língua inglesa com outras turmas e níveis de proficiência.

Além de desenvolverem a capacidade de escrita em língua inglesa, ampliando vocabulário e conhecimento sobre o gênero discursivo história curta, os estudantes tiveram a oportunidade de refletir sobre o poder da linguagem na constituição de narrativas e, consequentemente, na representação de pessoas e contextos.

Segundo a professora de Linguagens do Ctism Raquel Bevilaqua, a perspectiva de letramento crítico é o pano de fundo para o projeto. Com base nessa perspectiva, a aprendizagem de uma língua, seja ela materna ou estrangeira, é inspirada na vivência real de seus aprendizes, o que inclui temas de relevância local e global, e que fomentam a formação de cidadãos mais conscientes e críticos.


Publicações Recentes