Ir para o conteúdo UFSM Ir para o menu UFSM Ir para a busca no portal Ir para o rodapé UFSM
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

Nanossatélite desenvolvido pela UFSM e Inpe completa seis anos em órbita



Foto colorida horizontal mostrando em destaque o nanossatélite sobre uma mesa
Nanossatélite lançado pela UFSM em 2014. Foto: Felippe Richardt

Na última sexta-feira (19), completaram-se seis anos do lançamento com sucesso o NanoSatC-BR1, CubeSat 1U, que foi lançado em 2014 na base de Yasny, na Rússia. Trata-se do primeiro nanossatélite brasileiro, fruto de uma parceria entre a UFSM e o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). O satélite, que tem formato de cubo (com 10 centímetros de aresta), permanece em operação, enviando telemetrias para as estações terrenas do Programa NanosatC-BR de Desenvolvimento de Cubesats e para estações de apoio radioamador.

Atualmente a UFSM e o Inpe trabalham na finalização e integração do NanoSatC-BR2, CubeSat 2U, com recursos do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações e Agência Espacial Brasileira, além do apoio da Reitoria e da Fundação de Apoio à Tecnologia e Ciência (Fatec). O lançamento do novo satélite está previsto para o último trimestre de 2020. Além disso, a equipe que atua no projeto trabalha também no apoio ao desenvolvimento de outros projetos de nanossatélietes brasileiros (Aesp-14, Itasat1, Conasat1, Ubatubasat, Tancredo1, Serpens 1 & 2), entre outras iniciativas.


Publicações Recentes