Ir para o conteúdo UFSM Ir para o menu UFSM Ir para a busca no portal Ir para o rodapé UFSM
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

Outubro Rosa: Conheça o projeto de extensão que há 29 anos oferece apoio emocional à mulheres com câncer de mama



Autoestima, suporte e qualidade de vida são alguns objetivos do Grupo Renascer

O Grupo Renascer: Apoio Emocional às Mulheres com Câncer de Mama é um projeto de extensão do Centro de Ciências da Saúde (CCS) da UFSM, que tem como objetivos buscar a melhoria da qualidade de vida de mulheres que sofrem com o diagnóstico de câncer de mama e orientar quanto à patologia, tratamento, prevenção, direitos dos pacientes com câncer e apoio emocional.

O projeto de extensão existe há 29 anos e, atualmente, é coordenado por Melissa Medeiros Braz, professora do curso de Fisioterapia da UFSM, com a participação ativa de 15 mulheres. O grupo também conta com uma enfermeira do Hospital Universitário de Santa Maria, Roselaine Félix, acadêmicas de diferentes cursos do CCS e com a colaboração voluntária de profissionais de diversas áreas, como educadores físicos, nutricionistas, advogados, enfermeiros e fisioterapeutas, para realizar palestras e atividades de educação e de promoção da saúde.

Segundo a coordenadora, o enfoque do grupo é promoção da saúde, trabalhando para instrumentalizar essas mulheres para o autocuidado, empoderando-as para que conheçam a si mesmas e saibam as possibilidades para viver na potencialidade máxima. São realizadas atividades de promoção à saúde, atividades lúdicas e de lazer, palestras, orientações, prática de atividades físicas, exercícios como yoga, pilates, dança e troca de experiências entre as mulheres. Muitas participantes já realizaram atividades de ajuda para outras mulheres com câncer, como confecção de artesanato.

As reuniões são quinzenais, e, primeiramente, eram feitas no HUSM. Posteriormente, a pedido das próprias participantes, o grupo passou a se encontrar no prédio do CCS. Mais recentemente, as ações são no Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (CEREST), no centro de Santa Maria.

Trabalho envolve voluntários de diferentes áreas do conhecimento

Desde o início da pandemia da Covid-19, para respeitar as medidas de distanciamento social, o grupo tem feito reuniões via redes sociais e por chamada de vídeo, além de transmissão de  lives no Facebook e orientações pela página do grupo no Instagram. Para o grupo, é extremamente importante manter os encontros e manter o vínculo, pois muitas mulheres demonstraram ter receio de ir à consultas, por medo dos riscos de contaminação, e é necessário reforçar a importância de manter as consultas periódicas. Além disso, os encontros têm um papel fundamental na saúde mental das mulheres, ajudando a combater a ansiedade e medo gerado pelo momento e contribuindo para autoestima, autoconfiança e autocuidado. 

Há também familiares e cuidadores que se interessam em participar do grupo para auxiliar as mulheres em fase de tratamento e formar uma grande rede de apoio. Também há um grupo no Facebook bastante ativo, com mulheres de todo o Brasil, além de familiares e amigos que procuram orientações e informações.

Mulheres em todas as fases de tratamento do câncer de mama podem participar do grupo. Normalmente, as participantes são encaminhadas pela equipe do HUSM que às assistem durante o tratamento. Mas muitas pacientes chegam ao grupo através da indicação de amigas, além da divulgação em cartazes mídias da UFSM.

Assista à reportagem da TV Campus:

Para mais informações sobre o grupo, confira a página do Facebook.

Texto: Ana Laura Iwai, acadêmica de Jornalismo, bolsista da Agência de Notícias.
Edição: Davi Pereira
Fotos: Arquivos do Grupo Renascer


Publicações Recentes