Ir para o conteúdo UFSM Ir para o menu UFSM Ir para a busca no portal Ir para o rodapé UFSM
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

Cadeias produtivas do Agronegócio e Coleção “Ecofisiologia”: os destaques do encerramento da 1ª Agrofeira UFSM



Após três dias de mesas temáticas sobre as ações que contribuem para o avanço do mercado agrícola no país e a apresentação dos projetos voltados à agricultura desenvolvidos pela UFSM, a 1ª Agrofeira UFSM foi encerrada na última quarta-feira (3), com palestras sobre Economia do Agronegócio e Produção Vegetal.

O terceiro dia de evento contou com a participação do professor Nilson Luiz Costa , da UFSM – Palmeira das Missões. O docente desenvolve pesquisa e extensão, principalmente nas áreas de desenvolvimento regional, competitividade, mercado, e cadeias produtivas do Agronegócio. O professor apresentou um estudo sobre as estimativas globais de oferta e demanda por alimentos elaborado pelo Núcleo de pesquisas em economia do agronegócio da UFSM.

“O propósito é justamente identificar o cenário de produção e consumo de alimentos no mundo. Por isso buscamos junto ao departamento de agricultura dos Estados Unidos , um conjunto de estatísticas capazes de nos fornecer informações, como por exemplo, fornecer estimativas globais de oferta e demanda de diversos alimentos consumidos localmente e globalmente, tanto commodities tanto não commodities. Ao identificarmos os números e o cenário global de produção, de oferta e demanda por alimentos, é possível observar a grandiosidade do agronegócio brasileiro, que tem um impacto muito grande para o mercado de alimentos”, explica Nilson.

O segundo momento da programação do último dia do evento, também contou com a participação da equipe de doutorandos da UFSM na área de agronomia: Eduardo Lago Tagliapietra, Bruna San Martin Rolim Ribeiro, Lorenzo Dalcin e a representante da Emater/RS Luana Fernandes Gabriel, que apresentaram a coleção de livros Ecofisiologia. Os livros são divididos em quatro temáticas de cultivo distintas: soja, milho, mandioca e arroz.  O principal objetivo da série é traduzir o conhecimento científico que é produzido dentro da universidade para uma linguagem mais acessível, principalmente para os produtores rurais, visando a melhoria dos cultivos e uma maior produtividade. 

O grupo também apresentou o lançamento da linha de livros Ecofisiologia , referente à  2ª edição do livro Ecofisiologia da soja: visando altas produtividades.  A primeira edição foi lançada no ano de 2018 no Congresso Brasileiro da Soja. Atualmente o livro conta com mais de 10 mil exemplares distribuídos ao redor do mundo. As novidades para a segunda edição do livro, são informações inéditas relacionadas ao potencial de produção de soja no Brasil, a parte fisiológica da soja com a apresentação das características das cultivares. O livro promete trazer um resultado prático para o produtor, que o guia durante o cultivo e assim atingir uma maior produtividade com o produto. 

Ao final do evento o pró-reitor de extensão adjunto da UFSM, professor Rudiney Soares, prestou agradecimentos a toda a equipe que participou da organização da 1ª Agrofeira UFSM, a todos os convidados e ao público presente nesses três dias de feira. “Agradeço pela tarde muito rica de informações importantes que são produzidas dentro da universidade e que chegam até a sociedade como uma prestação de contas dos investimentos feitos, na qualificação do seu corpo docente, dos alunos dos nossos técnicos administrativos, a todo o grupo que participa na construção deste evento. Trabalharmos com essa qualidade e com essa perspectiva de mantermos nossos grupos interagindo e acompanhando o que a universidade está produzindo em termos de pesquisa e extensão é de fundamental importância”.

Confira as apresentações completas no Farol UFSM.

Reportagem: Ana Júlia Müller Fernandes – bolsista da Agência de Notícias da UFSM
Edição: Davi Pereira

Publicações Relacionadas

Publicações Recentes