Ir para o conteúdo UFSM Ir para o menu UFSM Ir para a busca no portal Ir para o rodapé UFSM
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

Grupo Pallind lança vocabulário temático digital da pandemia nesta segunda-feira

O lançamento será transmitido ao vivo a partir das 9h no canal do PPGL no Youtube



O Grupo de Estudos Palavra, Língua e Discurso (Pallind) vai lançar na próxima segunda-feira (2) o Vocabulário da Pandemia do Novo Coronavírus, que será disponibilizado on-line no Observatório de Informações em Saúde da UFSM. O lançamento será transmitido ao vivo a partir das 9h no canal do Programa de Pós-Graduação em Letras (PPGL) no Youtube, contando com a presença dos pesquisadores do projeto e representantes das instituições parceiras. A ideia de criar o vocabulário partiu de uma proposta de contribuição da área das ciências humanas e, de modo especial, dos estudos da linguagem na compreensão e enfrentamento da situação pandêmica do novo coronavírus.

A iniciativa faz parte do projeto intitulado “A história das palavras e a dicionarização: ditos e não-ditos em tempos de pandemia no Brasil do século 21”, coordenado pela professora Verli Petri (bolsista de produtividade PQ 2 do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – CNPq), docente do Departamento de Letras Vernáculas da UFSM. Contando com participação de 26 pesquisadores, o projeto tem a colaboração das seguintes instituições parceiras: institutos federais Farroupilha (IFFar) e de Santa Catarina (IFSC), universidades federais da Fronteira Sul (UFFS), do Paraná (UFPR) e do Pampa (Unipampa), Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC Minas), Universidade Estadual do Centro-Oeste do Paraná (Unicentro), Universidade Comunitária Regional de Chapecó (Unochapecó) e Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões (URI).

Visando à ampla consulta pública, à instrumentalização dos leitores brasileiros e à divulgação linguístico-científica, o vocabulário é constituído nesta primeira fase por 16 verbetes – a previsão é que ao final sejam 40. As definições foram elaboradas a partir de pesquisas em sites de notícias e comparadas com o que está posto nos dicionários, vocabulários e glossários disponíveis na web. Dentre os verbetes que serão disponibilizadas nesse primeiro momento, destacam-se “coronavírus”, “distanciamento social”, “colapso”, “imunização”, “ensino remoto”, “luto”, “medo”, “sobrevivente”e “vacina”, entre outros.

Publicações Relacionadas

Publicações Recentes