Ir para o conteúdo UFSM Ir para o menu UFSM Ir para a busca no portal Ir para o rodapé UFSM
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

UFSM realiza pesquisa sobre mobilidade da comunidade acadêmica

Objetivo da pesquisa é auxiliar planejadores urbanos na promoção de deslocamentos mais seguros, sustentáveis e eficientes



A maior parte dos professores, técnicos administrativos em educação e estudantes da UFSM precisam se deslocar para os campi da Instituição para realização de suas atividades na Universidade, e as características da mobilidade urbana afetam a rotina e qualidade de vida de cada um. Após muitos meses de pandemia em que as rotinas e os padrões de transporte se alteraram, no ano de 2022, a comunidade acadêmica voltou a se deslocar habitualmente desde casa até o Campus, no entanto, muitos aspectos do transporte podem ter mudado.

Com o objetivo de entender quais são os atributos mais importantes relacionados ao transporte da comunidade acadêmica no trajeto rotineiro até a UFSM, o Laboratório de Mobilidade e Logística (LAMOT) está realizando uma pesquisa sobre o tema. O objetivo é auxiliar os planejadores urbanos das cidades onde se localizam os campi da UFSM, assim como a equipe de gestão da própria Universidade, na promoção de deslocamentos mais seguros, sustentáveis e eficientes, com visão de futuro na nova realidade atual.

Neste momento a pesquisa encontra-se em fase de coleta de opiniões e respostas. A participação pode ser feita até o final de 2022, pelo Portal de Questionários, de forma totalmente anônimo. O tempo de resposta ao questionário é cerca de 10 minutos.

A pesquisa está sendo desenvolvida com coordenação do professor Alejandro Ruiz Padillo e com a participação de várias bolsistas do curso de Engenharia Civil da UFSM. O estudo abrange aos quatro campi da UFSM, incluindo os alunos de todos os níveis, professores e técnicos administrativos em educação e visa analisar as diferentes realidades geográficas, econômicas e sociais da UFSM.

As fases anteriores da pesquisa já permitiram conhecer como eram esses deslocamentos casa-UFSM antes da pandemia. Agora, o grupo quer saber como eles estão sendo realizados no momento atual, já que após esse período de mudanças bruscas, os dados tradicionais sobre a mobilidade ficaram obsoletos e tanto os pesquisadores na área como os responsáveis nas prefeituras, na UFSM e empresas de transporte precisam conhecer a situação atual para poderem analisar os pontos fortes e fracos, seus problemas e necessidades.

Uma vez analisados os dados, os resultados da pesquisa serão disponibilizados a toda a comunidade, assim como serão colocados à disposição da equipe de gestão da UFSM, das autoridades locais e estaduais, e para toda a comunidade científica.

 

Com informações do LAMOT

Divulgue este conteúdo:
https://ufsm.br/r-1-60560

Publicações Relacionadas

Publicações Recentes