Ir para o conteúdo Guia Eventos Ir para o menu Guia Eventos Ir para a busca no site Guia Eventos Ir para o rodapé Guia Eventos
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

Tipos de Eventos

A partir da necessidade de se realizar um evento, é preciso saber em qual tipologia ele se encaixa para que se possa nomeá-lo adequadamente. Confira abaixo os tipos mais recorrentes no ambiente acadêmico e suas características.

É um evento organizado por entidade oficial para discussão e debate, de forma ampla, de temas específicos e de atualidade com a presença e participação ativa de elevado número de pessoas interessadas ou representantes de setores de atividades ou associações de classe. De forma mais simples, o Fórum consiste em uma apresentação breve de um assunto pelo orador, seguida por perguntas, comentários e recomendações. 

A expressão Fórum de Debates significa ampla discussão sobre assunto atual e de interesse geral. O fórum é dirigido por um coordenador que comanda o grupo de debatedores. Esse evento exige ambientes amplos e eficiente infra- estrutura de serviços de apoio. Em geral, a final o coordenador da mesa colhe opiniões e apresenta as conclusões em função da maioria. O tempo médio de duração depende da proposta do evento, mas varia de um até vários dias.

São eventos promovidos pela administração central, unidades acadêmicas e cursos de graduação e pós-graduação,  com a duração de vários dias, reunindo grupos para apresentação, troca de idéias e discussão de temas atuais e de interesse específico de determinado nível de participantes. Caracteriza-se por seu caráter prático e objetivo.

Estimula a troca de experiências e conhecimentos em torno de vários temas, não implicando necessariamente em debates, como ocorre em eventos similares. A jornada acadêmica poderá ser realizada em vários dias em salas distintas, para a abordagem de temas diferenciados, simultaneamente, com um número médio de pessoas. A condução dos trabalhos é feita por um coordenador que poderá apresentar as conclusões dos diversos grupos instalados em salas distintas.

A mesa-redonda é um evento promovido geralmente por entidades profissionais, de curta duração, controlado por um moderador ou coordenador com a participação de um número reduzido (quatro a oito pessoas) de especialistas de elevado nível profissional e técnico para debater coletivamente com tempo limitado um tema pré estabelecido, normalmente controvertido e de interesse relevante. Com a direção ou coordenação do moderador, a equipe de especialistas sustenta pontos de vista diferentes sobre o tema. Em alguns casos, ao término do evento é elaborado um relatório conclusivo ou uma tomada de posição conjunta sobre os temas abordados, formalizado em um documento específico. 

Opcionalmente, o público poderá participar de forma direta ou indireta com o encaminhamento de perguntas à mesa, por escrito. A promoção de uma mesa-redonda é feita de forma esporádica e não tem, geralmente, continuidade ou freqüência.

Apresenta características de uma conferência com menor formalidade e com público ou assistência reduzida, que possui noções sobre o assunto. Consiste na apresentação de um tema preestabelecido e de interesse específico de um grupo homogêneo de pessoas, com limitação do tempo de duração. A palestra pode ser proferida sob a forma de simples narrativa de fatos ou por meio de um ciclo de palestras quando participam diversos professores ou especialistas para a abordagem de vários assuntos. São admitidas perguntas dos presentes.

 Utiliza-se essa modalidade especialmente quando se pretende imprimir um caráter informal e descontraído ao ambiente, estimulando o comparecimento e maior integração dos participantes.

Seminário é um evento técnico ou profissional administrado por um coordenador. Reúne pessoas de mesmo nível e qualificação, as quais, estruturadas em grupos e em salas menores, discutem aspectos técnicos de um mesmo tema, geralmente de conhecimento prévio, por especialistas e expositores. Em geral, o seminário é dividido em três etapas: exposição, discussão e conclusão. 

É um evento realizado com frequência em escolas, sob a direção de um professor ou autoridade na matéria. Por seu caráter técnico, em que os participantes buscam soluções de problemas em conjunto, os seminários geralmente contam com um número limitado de participantes. Para a apresentação dos trabalhos, utilizam-se equipamentos e recursos didáticos especiais, tendo, pois, característica de aula, com participação ativa dos presentes. Após a apresentação dos temas, são promovidos debates de casos práticos e experiências entre os participantes ou coordenadores de grupos organizados, e finalmente formulam-se as conclusões. Para que sejam incluídos nos debates, os participantes poderāo encaminhar antecipadamente à coordenação do seminário proposições, monografias ou sugerir matérias relacionadas com os temas propostos. Nos seminários, são distribuídos aos participantes material técnico para consulta e relatório resumido da exposição feita pelo apresentante, incluindo cópia de transparências que forem apresentadas. 

Os relatórios finais apresentados pelos grupos ou apostilas deverão também ser colocados à disposição dos interessados e fornecidos quando solicitado expressamente. De acordo com as condições da coordenação do seminário, o material poderá ser entregue no decorrer do evento ou remetido pelo correio posteriormente. O coordenador apresenta o tema e auxilia os participantes a selecionar subtemas específicos para pesquisas que poderão ser bibliográficas, de campo ou laboratório. Em geral, o coordenador estabelece o período de estudo e pesquisa e orienta os participantes quanto às fontes de consulta. No final, dirige a integração dos temas e apresenta as conclusões. Um seminário com característica de curso poderá ser desdobrado em vários módulos com taxa de matrícula e preços diferenciados para cada um. Exemplificando, no Seminário de Capacitação Técnica em Eventos, o temário era constituído dos seguintes módulos distintos: 

1° Organização de eventos (de……/ a ……..). 

2° Recepção e etiqueta (de…/ ../ a ……/…). 

3° Cerimonial e protocolo (de…/…/ a …/…..)

Evento de caráter científico ou tecnológico promovido habitualmente por entidades profissionais, para a discussão de aspectos diferenciados de um mesmo tema por especialistas de renome e elevada qualificação técnica e cultural, com a participação ativa dos presentes, geralmente do mesmo nível. Embora tenha algumas características semelhantes à mesa-redonda, diferencia-se desta pela presença de várias pessoas que abordam aspectos diferenciados de um mesmo tema ou problema, enquanto a mesa-redonda aborda temas diversificados de âmbito geral e variados. O simpósio poderá ser realizado em um ou vários dias. Ilustrando, um simpósio da indústria eletrônica apresentou durante dois dias os seguintes temas: – a indústria elétrica e eletrônica atual; – tendências da indústría elétrica e eletrônica no século XXI. No decorrer de cada apresentação, poderão ser formuladas perguntas breves por escrito e ao final realiza-se um debate amplo sobre os diversos aspectos dos temas discutidos, com a presença de um moderador. No caso de diversos apresentadores no dia do evento, caberá ao coordenador realizar uma apresentação de cada um, informando o limite de tempo aproximado de cada exposição. Além disso, deverá expor as diretrizes ou a sistemática a ser adotada nos trabalhos, ressaltando, principalmente, que o expositor não poderá ser interrompido e que os participantes deverão esclarecer suas dúvidas e formular perguntas somente no final da exposição.

 Para a produção dos “anais” que serão distribuídos aos participantes, apresentadores deverão encaminhar seus trabalhos à Secretaria previamente. 

Os workshops ou oficinas são eventos nos quais há a abordagem de um assunto, previamente estabelecido, por parte de um ou mais especialistas por um viés mais prático. Na UFSM esse tipo de evento, geralmente, se encaixa em projetos de extensão, podendo ser realizado com servidores, alunos e comunidades de interesse.  Os workshops têm uma duração relativamente curta e podem fazer parte da programação de eventos de maior porte.

Encontro de grande porte com número elevado de participantes, promovido por entidades ou associações de classe, e pode ter caráter regional, nacional ou internacional, com uma duração de três a cinco dias.

Seu objetivo é a apresentação e debate de assuntos de atualidade e de interesse específico de determinada categoria ou ramo profissional. Em geral, os temas são diversificados, embora se relacionem com a mesma especialidade ou entidade, e podem ter caráter profissional, técnico, cultural, artístico, político, histórico etc.

O fator de maior relevância de um congresso é a difusão de novas teorias e conceitos pela integração dos participantes em torno das matérias abordadas. A programação de um congresso poderá distribuir as atividades do evento em mesas-redondas, sessões plenárias, reuniões etc. Os trabalhos apresentados nos congressos, reunidos em um conjunto com a denominação de anais, são entregues aos participantes do evento e, de acordo com a natureza e importância, podem ser divulgados ou encaminhados a entidades ou autoridades como uma manifestação ou pronunciamento oficial da classe.

Por sua complexidade, o congresso deverá ser coordenado por uma comissão organizadora e seu funcionamento disciplinado por regulamento ou regimento interno. A estrutura operacional de um congresso em geral compõe-se de mestre-de-cerimônias, oradores, painelistas, debatedores, coordenador ou moderador. No decorrer dos congressos, é tradicional a realização de intensa programação complementar constante de atividades sociais, gastronômicas, passeios e comemorações.

A descrição dos eventos foi elaborada com embasamento em Zanella (2003), sendo adaptadas para o âmbito acadêmico e institucional.