Pular para o conteúdo
Português English Español Français Italiano

Redes Sociais

Início do conteúdo

Sobre o Curso

Coordenadora: Profa. Dra. Zanandra Boff de Oliveira

Coordenador Substituto: Prof. Eduardo Leonel Bottega

Código: 4005

Turno: Diurno

Ingresso: Semestral

Vagas: 40

Objetivo Geral

O objetivo do Curso de Engenharia Agrícola do Campus de Cachoeira do Sul (UFSM-CS) é formar profissionais qualificados, comprometidos com a sociedade e o meio ambiente para o desenvolvimento sócio-econômico e tecnológico do país. O Engenheiro Agrícola atuará nas áreas de Engenharia de Pós-Colheita, Armazenamento e Processamento de Produtos Agrícolas, Máquinas e Implementos Agrícolas, Engenharia de Água e Solo, Construções Rurais e Ambiência, Energização Rural e Energias Renováveis, solucionando problemas de Engenharia relacionados aos processos de produção agrícola.

Área de Atuação

As competências e habilidades do Engenheiro Agrícola, descritas neste projeto estão em perfeita consonância com o que é consubstanciado no art. 6º da Resolução n° 2 de 2 de fevereiro de 2006, do Conselho Nacional de Educação do Ministério de Educação e da Resolução nº 256, de 27 maio 1978 do Conselho Federal de Engenharia, Arquitetura e Agronomia, que discrimina as atividades profissionais do Engenheiro Agrícola, que indica que compete ao Engenheiro Agrícola o desempenho das atividades 1 a 18 do artigo 1º da Resolução nº 218 do CONFEA.

Publicada no Diário Oficial da União em 16 de junho de 1978, garante ser de competência do referido profissional o desempenho das atividades, referentes à aplicação de conhecimentos tecnológicos para a solução de problemas relacionados à produção agrícola, envolvendo engenharia de água e solos; energias renováveis e energização rural; engenharia de pós-colheita, armazenamento e processamento de produtos agrícolas; construções rurais e ambiência; máquinas e implementos agrícolas.

O profissional egresso do Curso de Engenharia Agrícola será capaz de atuar em ensino, pesquisa e extensão, podendo prosseguir seus estudos em cursos de pós-graduação. Compete ao Engenheiro Agrícola planejar, executar, ensaiar, fiscalizar e atuar como consultor e perito em atividades ligadas às áreas de:

Engenharia de Água e Solo

– Elaboração, implantação e execução de projetos hidráulicos para captação, condução e distribuição de água

– Sistemas e manejo de  irrigação e drenagem de culturas agrícolas

– Hidrologia agrícola

– Manejo e conservação dos solos

– Mecânica dos solos

– Obras em terra

Engenharia de Pós-Colheita, Secagem, Armazenamento e Processamento de Produtos Agrícolas

– Engenharia de pós-colheita e sistemas de processamento e industrialização de produtos agrícolas

– Tecnologias de pós-colheita

– Instalações e dimensionamento de equipamentos para pré-processamento, secagem, beneficiamento e armazenamento de produtos agrícolas

– Projetos de silos e unidades de pós-colheita de produtos vegetais

– Propriedades físicas, térmicas e mecânicas de materiais biológicos

– Transporte e transferência de produtos agrícolas

– Qualidade de produtos e subprodutos agrícolas na pós-colheita

Máquinas e Implementos Agrícola

– Seleção, desenvolvimento, operacionalização e otimização de equipamentos de preparo do solo, plantio e cultivo, controle fitossanitário, colheita e transporte

– Projeto de máquinas e componentes que integram máquinas e implementos agrícolas

– Ensaio, avaliação e normatização de máquinas

Construções Rurais e Ambiência

– Propriedades, especificações e emprego dos materiais de construção

– Dimensionamento e execução de estruturas de concreto armado, metálicas e de madeira

– Construções de habitações rurais, ambientes controlados, unidades de tratamento de resíduos orgânicos rurais e de agroindústrias, visando o controle da poluição e seus aproveitamentos para fins agrícolas.

Energização Rural e Energias Renováveis

– Projeto, dimensionamento, instalações e aproveitamento de fontes de energias renováveis

– Projetos de sistemas de energia elétrica para fins rurais

Geoprocessamento e Sensoriamento Remoto

– Projetos planialtimétricos

– Sensoriamento remoto

– Geoprocessamento aplicado a agricultura

Locais de atuação do engenheiro agrícola

– Empresas agroindustriais

– Propriedades Agrícolas

– Indústrias ligadas ao setor agrícola

– Órgãos governamentais

– Entidades de ensino, privadas e governamentais

– Captação de fomento da produção agroindustrial

Duração

Prazo mínimo: 10 semestres

Prazo máximo: 15 semestres