Pular para o conteúdo
Português English Español Français Italiano

Redes Sociais

Início do conteúdo

Colegiado

O Colegiado é o órgão de instância máxima dentro de nosso curso.

Composição

O Colegiado de Curso de Graduação compõem-se:

a) do Coordenador de Curso, como seu presidente:
b) do Coordenador substituto;
c) de um representante do CREA;
d) de uma representação docente pertencente, preferencialmente, a profissão objeto do Curso;
e) 3 discentes do curso;
f) docentes de departamentos vinculados ao Curso de Agronomia.

O CEPE baixará normas complementares à organização e funcionamento dos Colegiados de Curso de Graduação e Pós-Graduação.

Membros do Colegiado
COORDENADOR DO CURSOJosé Domingos Jacques Leão
COORDENADOR DE ESTÁGIOSJonas André Arnemann
REPRESENTANTE CREA-SMJuarez Morbini Lopes
REPRESENTANTE SASMJuçara Terezinha Paranhos
DIRETÓRIO ACADÊMICO – DAON
DIRETÓRIO ACADÊMICO – DAON
DIRETÓRIO ACADÊMICO – DAON
REPRESENTANTES DOS NÚCLEOS BÁSICOSSonia Maria Eisinger (titular)
Sylvio Henrique Bidel Dornelles (suplente)
DPTO CIÊNCIAS FLORESTAIS – CFLMaristela Machado de Araújo (titular)
DPTO ED. AGRÍCOLA EXT. RURAL – EDAPedro Selvino Neumann (titutar)
José Geraldo Wizniewsky (suplente)
DEPTO. DEFESA FITOSSANITÁRIA – DFSAndré da Rosa Ulguim (titular)
DEPTO. ENGENHARIA RURAL – EGRAdroaldo Dias Robaina (titular)
Valmir Werner (suplente)
DEPTO. FITOTECNIA – FTTDilson Antônio Bisognin (titutar)

Natália Teixeira Schwab(suplente)

DEPTO. SOLOS – SOLRicardo Bergamo Schenato (titutar)
Leandro Souza da Silva (suplente)
DEPTO. ZOOTECNIA – ZOTDari Celestino A Filho (titular)
Arlei Rodrigues de Quadros (suplente)
DEPTO. TEC. CIÊNCIA ALIMENTOS – TCA
Marta Weber do Canto (titular)
Patrícia Medianeira Grigoletto Londero (suplente)

Atribuições

Aos Colegiados de Graduação compete:

I – propor ao CEPE, através do Conselho do respectivo Centro, os Currículos plenos e suas alterações;
II – estabelecer a oferta de disciplina de cada período letivo;
III – fixar e propor ao CEPE, através do Conselho do respectivo Centro, a carga horária e os critérios de cada disciplina do currículo;
IV – fixar e propor ao CEPE, através do Conselho do respectivo Centro, o termo médio de integralização curricular, dentro dos prazos mínimos e máximos estabelecidos pelo CFE;
V – orientar, fiscalizar e coordenar a realização do Curso respectivo;
VI – avaliar os currículos e estabelecer o controle didático-pedagógico, propondo aos Departamentos competentes as modificações necessárias;
VII – traçar as diretrizes gerais dos programas e estabelecer os objetivos das disciplinas e do Curso respectivo:
VIII – estabelecer o perfil do profissional a ser formado;
IX – harmonizar os programas a serem submetidos a apreciação do CEPE através do Conselho do Centro respectivo;
X – propor a substituição ou treinamento de professores ou outras providências necessárias à melhoria do ensino ministrado;
XI – representar aos órgãos competentes em caso de infração disciplinar;
XII – deliberar sobre aproveitamento de estudos, ouvindo o Departamento respectivo, se necessário;
XIII – estabelecer, semestralmente, os critérios de seleção para preenchimento de vagas destinadas a reingresso, transferências, mudanças de curso e graduados;
XIV – decidir sobre todos os aspectos da vida acadêmica do grupo discente, tais como: adaptação curricular, matrícula, trancamento, opções, dispensas e cancelamento de matrícula, bem como estabelecer o controle da respectiva integração curricular;
XV – zelar para que os horários das disciplinas sejam adequados à natureza das mesmas e do Curso;
XVI – definir e propor no CEPE normas e critérios para a realização de estágios curriculares;
XVII – exercer as demais atribuições que lhe sejam previstas em lei ou estabelecidas pelo CEPE.

Parágrafo único – Das decisões do Colegiado de Curso cabe recurso ao Conselho do Centro respectivo.

O Colegiado de Curso reunir-se-á, ordinariamente, duas vezes por semestre ou, extraordinariamente, sempre que convocado pelo presidente ou maioria de seus membros.
Parágrafo único – O Colegiado de Curso deliberará somente com a maioria de seus membros.

Toda e qualquer manifestação de recepção aos novos estudantes, deverá obrigatoriamente, estar inserida na programação do Curso, aprovada pelo seu Colegiado.

[texto adaptado do Regimento Geral da Universidade]