Ir para o conteúdo Arquitetura e Urbanismo Ir para o menu Arquitetura e Urbanismo Ir para a busca no site Arquitetura e Urbanismo Ir para o rodapé Arquitetura e Urbanismo
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita
Início do conteúdo

Lançamento do folder da Pista Multiuso da UFSM



A proposta da Pista Multiuso para o campus da UFSM surgiu a partir da necessidade de atender ao crescimento das demandas da universidade no seu funcionamento diário, bem como para atender à comunidade que utiliza do espaço do campus como um parque urbano, principalmente nos fins de semana. Sendo multiuso, ela proporciona um espaço compartilhado para pedestres, cadeirantes, ciclistas, skatistas, entre outros usos.

Assim, as obras da Pista iniciaram em meados de 2014 e a primeira etapa do circuito foi finalizada no primeiro semestre de 2015. Em seguida, serão executadas as próximas etapas, que preveem áreas de estar ao longo do trajeto, mobiliário de apoio como bebedouros e lixeiras, pontos de aluguel de bicicleta dentro do campus, iluminação e paisagismo. Na sequência, o circuito será estendido pelo campus até os prédios que não foram abrangidos na primeira etapa, equipando os novos trajetos com mobiliário de apoio e demais infraestruturas necessárias, para completar o sistema de mobilidade alternativa dentro da UFSM.

O conceito de espaço compartilhado, já difundido em alguns lugares do mundo, vem para dar lugar a diversos modais de circulação. Para seu bom funcionamento, é desejável respeito e comunicação entre os usuários, bem como baixa velocidade em certas situações e atenção ao que ali acontece. Ainda que haja um estranhamento inicial quanto à concepção de área multiuso, ao longo do tempo o hábito e a consciência de dividir o espaço vão sendo desenvolvidos.

O folder de divulgação em questão dá dicas de comportamento na pista para diferentes usuários e esclarece algumas sinalizações. As instruções são simples e facilitam o uso, como a compreensão de que se um skatista surgir atrás do meu grupo de amigos que ali caminham, devemos deixar um espaço para que ele passe. Se ouço um som de campainha (a “buzina” das bicicletas) ou pedido de licença, darei lugar à ultrapassagem sem problemas. Manter-se à direita é uma das regras básicas para a boa convivência e não é de difícil de realizar. Tudo para que haja cada vez um melhor aproveitamento do campus bonito que temos à disposição, mais pessoas realizando atividades físicas e boas práticas de convivência no espaço público.


Publicações Recentes