Ir para o conteúdo Direito Ir para o menu Direito Ir para a busca no site Direito Ir para o rodapé Direito
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo
LABORATÓRIO DE ESTUDOS INTERNACIONAIS (LEIN)

Pesquisa Em Atividade

Contato:

lein@smail.ufsm.br
Notícias LEIn

Lançamento Nacional
A EDITORA INSTITUTO MEMÓRIA ESTÁ ORGANIZANDO O LANÇAMENTO NACIONAL DE OBRAS E VEM A PUBLICO JUNTO AO LEIn, CONVIDAR A  TODOS PARA A editora Instituto Memória está organizando o lançamento…
15/08/2017 - 15:41
LEIn retoma pesquisa acerca da Imigração e Geopolítica no Oriente Médio
O Laboratório de Estudos Internacionais - LEIn, retoma sua pesquisa sobre os princípais conflitos no Oriente Médio com ênfase na Imigração, na análise psicológica dos imigrantes, e também, do contexto…
22/05/2017 - 15:31
Seminário Internacional de Pesquisa, em Barcelona, trata sobre a Água e os Espaços Públicos.
A água desempenha papel importante em três áreas específicas: a composição de espaços urbanos com qualidade superior, movimento       natural da água e as restrições de design impostas…
28/09/2016 - 15:30
14º Congresso Brasileiro dos Professores de Direito Ambiental
Jalusa Prestes Abaide é professora de Direito Ambiental na Universidade Federal de Santa Maria, No Rio Grande do Sul. Fez mestrado em direito na Universidade Federal de Santa Catarina, doutorado…
15/08/2016 - 11:34
Guilherme José Purvin de Figueiredo: "Mega acidentes ambientais e irresponsabilidade Geral".
Prof. Dr. Guilherme José Purvin de Figueiredo, Procurador do Estado/SP, Professor de Direito Ambiental (COGEAE-PUC/SP e NIMA-PUC/RJ), colaborador e apoiador do LEIN,  em seu artigo publicado no site OECO (http://www.oeco.org.br/), afirma que "Não…
24/04/2016 - 11:47
VLADIMIR PASSOS DE FREITAS ASSUMIRÁ A PRESIDÊNCIA DE ASSOCIAÇÃO INTERNACIONAL EM MAIO 2016
Temos o imenso prazer em informar que no próximo dia 20 de maio, em Haia, Países Baixos, Vladimir Passos de Freitas tomará posse na presidência  “International Assoacion for Court Administration…
26/03/2016 - 15:19
Apresentação

O Laboratório de Estudos Internacionais – LEIn é um GP/CNPq interdisciplinar, que tem como principal linha de pesquisa o Direito Ambiental Internacional e Desenvolvimento Sustentável, com subtemas em Geopolítica, Imigração e Refúgio e Patrimônio Histórico e Cultural.

O LEIn é um programa amplo, que visa desenvolver e apoiar projetos de pesquisa, ensino e extensão a nível nacional e internacional através de acordos bilaterais, desde que tenham linhas de pesquisa compatíveis,podendo envolver as mais diversas áreas do saber, bem como oferecer elementos para criar uma linha da pós-graduação e pesquisa na UFSM. Desenvolve pesquisa e faz a divulgação da produção acadêmica do NÚCLEO DE ESTUDOS LIBANESES (NEL) e do NÚCLEO DE ESTUDOS JURÍDICOS SOBRE BENS NATURAIS DE DOMINIO PÚBLICO (NEJURP).

O grupo de pesquisa é composto por diversos professores pesquisadores e alunos da UFSM, bem como por pesquisadores e colaboradores de outras Instituições nacionais e estrangeiras. Na Espanha, conta com apoio de pesquisadores da Universidade de Barcelona, cujos currículos estão cadastrados juntamente com os demais participantes do LEIn/GP/CNPq.

Atualmente, o LEIn está coordenando um projeto sobre desenvolvimento sustentável aliado a questão da imigração libanesa, consolidando o NÚCLEO DE ESTUDOS LIBANESES na UFSM. Também está desenvolvendo projeto sobre imigração/refúgio e geopolítica dos países do Oriente Médio a partir de aspectos desencadeados com a chamada Primavera Árabe, tema este que está sendo polemizado em diversos meios acadêmicos e científicos da contemporaneidade. O LEIn/NEL objetiva divulgar como se dá a participação e integração do imigrante libanês e seus impactos no desenvolvimento sustentável em regiões do Brasil e no exterior; e para isto conta com apoio de embaixadas, políticos, sociedade civil organizada, imigrantes e descendentes de imigrantes, bem como de outros grupos de pesquisa brasileiros ou estrangeiros que se ocupam com o tema da imigração, árabe em especial.

 

De outro lado, o LEIn seguirá apoiando os ciclos de estudos que vinham sendo promovidos pelo Núcleo de Estudos Libaneses (NEL) e pelo Núcleo de Estudos Jurídicos sobre Bens Naturais de Domínio Público (NEJURP/CNPq), o qual atualmente tem o apoio do Instituto dos Advogados Públicos do Brasil – IBAP, Instituto Memória, Instituto da Cultura Árabe e da Associação Catalã Libanesa. Pretende finalmente criar uma revista temática para divulgar a produção dos pesquisadores, promover e apoiar eventos científicos ou workshops, sobre temas vinculados às linhas de pesquisa.

Linhas de Pesquisa
  1. Direito Internacional Ambiental
  2. Desenvolvimento Sustentável
  1. Bens Públicos / Patrimônio Cultural
  2. Imigração / Refúgio – Relações Brasil / Líbano
  3. Ciência Política / Geopolítica
Projetos

isa estudar aspectos da guerra civil da Síria, enfocando o imigrante/refugiado como sujeito de direito e assim promover uma nova forma de conscientização acerca da importância dos direitos humanos em especial os de quarta geração (direito à solidariedade e direito à paz), sobre a importância de uma política de Estado e não de governo, que promova a paz e a cidadania entre os povos. A pesquisa consiste em ter uma visão ampla e limpa de preconceitos sobre a situação dos imigrantes/refugiados sírios, bem como dar um enfoque sobre as alterações do sujeito face à guerra. (LEIn/CNPq)

Orientadora:  Profª Ph.D. Jalusa Prestes Abaide.

Pesquisadores:  Acadêmico José Eduardo Linch Daronco.

Acadêmica Joana Patias Goi.

Acadêmica Mariana.

Acadêmica Isadora Viero.

A imigração libanesa e seus impactos no desenvolvimento sustentável do estado do Rio Grande do Sul e países da América Latina. (LEIn/NEL/CNPq)

Colaboradores da UFSM no projeto:

Joel Reginato

Roberto Uebel

Gestão Ambiental do Campus –   Projeto de Ensino e Pesquisa  (UFSM/NEJURP/CNPq)

Colaboradores da UFSM no projeto:

Alice Aragones Bollick

Jasmin Machado

Marina Fonseca Falcão

Paola L. Dimperio

 

 

Gestão Ambiental do Campus: Contribuição para um Modelo de Avaliação de Desempenho Sustentável para a UFSM – Projeto de Extensão (UFSM/NEJURP/CNPq)

Colaboradores:

Profª Drª Ana Beatris de Deus

Alice Aragones Bollick (Bolsista FIEX)

Jasmin Machado

Marina Fonseca Falcão

Gabriel Pereira (Bolsista FIEX)

Paola L. Dimperio

Publicações

A Coordenadora do LEIn, Profª Drª Jalusa Prestes ABAIDE, lança um novo livro titulado “Teoria da Constituição e Pensamento Constitucional Brasileiro: Da ditadura militar à nova república”. 

RESUMO:

Esta obra expõe parte da história do constitucionalismo brasileiro, polemizando o sistema partidário no período da ditadura militar, denunciando as contradições entre a teoria e a práxis naquele momento, analisando sob um prisma que permita converter o presente trabalho em mais um instrumento para o debate e acadêmico.

Nesse período privilegia-se o aspecto da ideologia e da legitimidade para demonstrar que, aquilo que convencionaram chamar de “nova” República não caracterizou um rompimento com o regime militar, e sim confirmou uma forte presença da mesma estrutura de poder, o que será retornado no próximo livro que está pontuando os partidos políticos e as ideologias e práticas politicas a partir da CF 1988, em especial na chamada “era PT”.

A leitura de Antonio Gramsci e Umberto Cerroni teve como objetivo conhecer um modelo ideal de partido político que melhor se adequasse à democracia representativa. As categorias de Estado, sociedade civil e sociedade política, foram embasadas em Gramsci fazendo-se uma breve alusão Althusser no que diz respeito aos aparelhos ideológicos do Estado.

O interesse pela questão político-partidária é vista como um primeiro fator para a conscientização do real papel do cidadão frente à sociedade e ao Estado, uma vez que o exercício pleno da cidadania através do consenso é o único veículo para se conquistar a democracia participativa.

Para se trabalhar com as idéias destes pensadores, foi preciso reconhecer a existência de obstáculos, porque havia de se distinguir, no caso brasileiro, a coexistência contraditória de dois mundos: o mundo do “ser” e o mundo do “dever-ser”. Ao mundo do “ser” corresponde a práxis e prática político-partidária e, ao mundo do “dever-ser”, a teoria sobre partido político e democracia representativa.

A nível ideológico será demonstrada a prática do fisiologismo e do clientelismo como instrumento do Executivo para cooptação de políticos, especificamente identificados durante a elaboração da Constituição de 1988, cujo momento foi estipulado como marco temporal para o estudo, mas que o cidadão crítico poderá fazer sua própria releitura delimitando outros momentos do pós ditadura militar, como ocorreu nos governos de Dilma Rousseff e de Michel Temer, o que passou a chamar-se “presidencialismo de cooptação”.

Sustenta-se, na conclusão, que os partidos políticos e a legislação eleitoral estão mais identificados com a ordem passada ainda vigente, do que com a melhor eficácia da democracia representativa ou com a transformação social que possibilite maior participação do povo nas decisões e no seu bem estar. Constata-se que os partidos são cooptados pelas benesses proporcionadas pela política clientelista do Estado, e a sociedade civil sofre o constante engodo proporcionado pelo poder Executivo quando manipula casuisticamente a legislação partidária.

Instituto de Advocacia Pública (IBAP) lança o primeiro volume da Revista PUB: Uma Revista para Advogado Público ler após o Expediente.

A Revista de fácil e excitante leitura, traz artigos que enriquecem a nossa cultura!!! Produção que merece conhecimento de todos.

 

A Revista PUB (co-edição IBAP, APEP & Sindiproesp) está realizando desde o dia 06 de março um debate virtual sobre a obra “Doutor Fausto”, de Thomas Mann.

Os convidados especiais foram os professores Florivaldo Meneses (Música – UNESP), Jorge de Almeida (Teoria Literária – USP) e Marcelo Ridenti (Sociologia – Unicamp).
Como entrevistadores, tivemos a participação do Prof. Dr. Gulherme José Purvin de Figueiredo e  do Prof. Dr. Ricardo Camargo, ambos membros do Instituto de Advocacia Pública.
Atividade digna de publicação.

Membros
Profª Drª. Jalusa Prestes Abaide

Coordenadora LEIn/CNPq/UFSM

Currículo
Prof. Dr. Julio César Farret
Currículo
Prof. Dr. Guilherme José Purvin de Figueiredo

Advogado Público do Estado de São Paulo (IBAP), Professor de Direito Ambiental e Coordenador da Asso

Currículo
Prof. Dr. Jorge Alberto Buchabqui

UFRGS

Currículo
Profª. Drª. Maria Jesus Montoro i Chiner

UB/ES

Currículo
Prof. Dr. Jordi Martinell

UB/ES

Currículo
Profª. Drª Fatiha Sahli

UC/Marrocos

Ghassan Saliba

Catliban/Espanha

Drª. Marina Fonseca Seelig Falcão

Pesquisadora LEIn/NEJURP - UFSM

Currículo
Material Adicional

Um grande apoiador do LEIn, o Instituto Memória, vem cadastrando monografias, teses e dissertações, a fim de promover a democratização do ensino de qualidade. O Instituto Memória é composto por uma das maiores e melhores equipes editoriais do país, tendo mais de 16 anos no mercado, com mais de 5.000 artigos publicados.

 

O conselheiro editorial é composto por doutores (títulação mínima) de renome e de atuação nacional e internacional. O Instituto tem um site, www.institutomemoria.com.br, onde há mais dados sobre ele. O Instituto é a editora oficial do Congresso Latino-Americano da Paz, que este ano acontece no Peru.

O LEIn agradece profundamente o imenso apoio que o Instituto Memória traz ao nosso laboratório, contribuindo para a formação acadêmica de milhares de estudantes, e escritores em toda a América Latina.

 

Exposição de fotos retrata a realidade de crianças refugiadas

Uma exposição sobre os imigrantes, que dá rostos, humaniza, traz empatia, reflexão e desconstrói estereótipos.  A mostra “Infância Refugiada”, da fotógrafa brasileira Karine Garcês, abrirá no próximo dia 27 de junho no espaço Matilha Cultural, no centro de São Paulo, apresentando ao público imagens de crianças palestinas refugiadas na Turquia, no Líbano e na Síria.

Composta por 25 fotos (selecionadas de um banco de duas mil), a exposição nasceu em 2014, após uma viagem de Karine à Turquia, onde viu crianças em condições precárias, passando frio e fome, em meio aos sonhos de seus pais de vê-las indo para a escola. “As crianças expressavam o mesmo desejo de estudar, falavam que queriam ser professores de inglês, advogados. Dar três pares de botas e levar alguns brinquedos não eram suficientes”, conta Karine.

A também bacharel em Relações Internacionais se converteu ao islamismo após visita à Arábia Saudita, onde fez peregrinação em torno do Kaaba – repetindo os passos dos profetas Adão, Abraão e Mohamed – e passou a se dedicar a mostrar a realidade dos refugiados em contraste à forma como a mídia e a academia retratam o mundo árabe. Ela teve suas primeiras aulas de fotografia em 2012, na Faixa de Gaza. A exposição é o resultado de seu propósito. “A fotografia tem um papel social. O meu fotografar mostra que as diferenças devem nos levar à união e não à exclusão. O Mundo Árabe é sempre retratado com violência e espetacularização”, critica.

Karine ressalta o papel da mídia e da academia de manter esses estereótipos. “São noticias sempre prontas ao consumo, que geram desinformação pela superficialidade. A academia acaba por se levar pela mídia. Vemos acadêmicos usando termos que a mídia coloca de forma pejorativa , como ‘jihadista’ ”, analisa.

Além das imagens, a exposição conta com quatro fotos com processamento tátil para deficientes visuais, que recria a sensação das fotografias. A entrada é livre e gratuita, inclusive para cães-guia.

Serviço

Exposição “Infâncias Refugiadas”

Data: A partir de 27/junho

Local: Matilha Cultural – Rua Rego Freitas, 452 – Centro (São Paulo)

Dias e horários: Terça a domingo, das 12h às 20h e Sábado, das 14h às 20h

PARCEIROS

Instituto dos Advogados Públicos do Brasil – IBAP

Centro de Estudos da América Latina – CECAL/USEK

Instituto Memória

Instituto da Cultura Árabe