Ir para o conteúdo Ir para o menu Ir para a busca Ir para o rodapé
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita
Início do conteúdo

Sobre o curso

Apresentação

O Curso de Engenharia Civil da UFSM foi reconhecido nos termos do Parecer n° 2.056/75-CEF, tendo sido criado pela Lei n° 3.834-C/60.

Nome/Ano da versão: 2005

Situação da versão: Corrente

Regime letivo: Semestral

Turno: Diurno

Carga horária total: 3.990 h

Carga horária por período: Mínimo: 270 h  –  Máximo: 540 h

Número de períodos:  Ideal: 10   –   Mínimo: 10   –   Máximo: 15

Número máximo de trancamentos:  Totais: 5    –    Parciais: 12

Formas de Ingresso

– Sistema de Seleção Unificado/SISU (77 vagas, 39 para 1ª turma e 38 para 2ª turma);

– Processos de Transferência (Interna ou Externa) ou Ingresso/Reingresso (conforme editais específicos).

Título Profissional: Engenheiro Civil.

Mercado de Trabalho

O engenheiro civil possui um amplo mercado de trabalho, em função de suas inúmeras atribuições. A maior demanda de atuação do engenheiro civil provém de escritórios e empresas de construção, de materiais de construção e indústrias urbanas. No setor público, pode desenvolver atividades ligadas ao planejamento, saneamento, construção civil e transportes.

Objetivo do Curso

O Curso de Engenharia Civil da UFSM tem por objetivo geral, formar profissionais de nível superior que tenham formação generalista, alicerçada em sólido aprendizado técnico-científico, gerencial e social, aptos a absorver e desenvolver novas tecnologias e atuar criativa e criticamente na identificação das demandas sociais e no desenvolvimento sustentado da região e do país.

Objetivos Específicos

· Oportunizar conhecimentos e capacitar a vivência dos  princípios éticos na sua atividade profissional;

· Formar profissionais conscientes da sua responsabilidade profissional e social;

· Capacitar seus egressos para elaborar, coordenar, implantar e operar projetos, fiscalizar as atividades profissionais referentes à geomática, hidrologia, hidráulica, geotécnica, construção civil, saneamento, transporte e meio ambiente;

· Avaliar o impacto de projetos de engenharia no contexto social e meio-ambiente.

Estrutura Curricular

O currículo do curso de Engenharia Civil da UFSM desenvolve-se amparado na Resolução CNE/CES, de 11 de março de 2002,  que institui as Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Engenharia, observando a existência três núcleos de conteúdos.

1º) Núcleo de Conteúdos Básicos

Metodologia Científica e Tecnológica, Comunicação e Expressão em língua portuguesa e estrangeira, informática, Expressão Gráfica, Matemática, Física, Fenômenos dos Transportes, Mecânica dos Sólidos, Eletricidade Aplicada, Química, Ciência da Tecnologia dos Materiais, Administração, Economia, Ciências do Ambiente e Humanidades, Ciências Sociais e Cidadania, constituindo-se disciplinas individuais ou distribuídos dentro de diversas disciplinas.

2º) Núcleo de Conteúdos Profissionalizantes

Algoritmos e Estruturas de Dados, Ciências dos Materiais, Construção Civil, Geotecnia, Hidráulica, Hidrologia Aplicada, Métodos Numéricos, Sistemas Estruturais e Teoria das Estruturas, Topografia e Geodésia, Transportes e Logística.

3º) Núcleo de Conteúdos Específicos

Disciplinas que complementam ou aprofundam os conteúdos profissionalizantes, completando a carga horária do curso.

Perfil desejado do formando

Um profissional consciente de sua responsabilidade profissional e social, inserido no mundo produtivo, mantendo-se atualizado e contribuindo, efetivamente, utilizando-se da tecnologia adquirida, em prol do desenvolvimento da sociedade em que vive.

Competências e Habilidades

Considerando o perfil desejado para o engenheiro civil, o formando deverá desenvolver as seguintes competências e habilidades para o exercício das suas atividades profissionais:

· aplicar os conhecimentos tradicionais da matemática, da química e das ciências físicas, aliados às técnicas e ferramentas modernas para o desempenho das atribuições profissionais da engenharia civil;

· Projetar e conduzir experimentos, assim como analisar e interpretar resultados;

· Projetar sistemas, componentes e processos que os constituem, bem como outras atividades pertinentes de sua profissão;

· Atuar em equipes multidisciplinares;

· Diagnosticar e apresentar soluções aos problemas de engenharia;

· Compreensão da ética e responsabilidade profissional;

· Comunicar-se efetivamente em suas diversas formas;

· Entender o impacto das soluções da engenharia no contexto sócio-econômico e ambiental;

· Engajar-se no processo de aprendizagem permanente.

Áreas de Atuação

A Engenharia Civil é uma modalidade muito abrangente, podendo-se atuar na área consultiva e de construção.

A Engenharia Consultiva permite ao profissional projetar qualquer tipo de obra: edifícios, galpões, estradas, barragens, pontes, ferrovias, entre outros. Cada tipo de obra é composta por diversos tipos de projetos.

Fundações

Através do conhecimento do tipo de solo, no local onde será implantada a obra, das características da edificação a ser construída, o engenheiro especifica e dimensiona o tipo de fundação adequada.

Estruturas

O profissional projeta o “esqueleto” da edificação, de maneira a proporcionar segurança e o máximo desempenho durante a vida útil.

Instalações

Hidráulica, elétrica, telefonia, segurança.

Materiais

Através do estudo da Ciência dos Materiais, pesquisas e ensaios em laboratórios, o profissional se intera dos materiais e suas características e propriedades, de maneira a se adotar melhor utilização.

Tecnologia e Produção

O engenheiro visa a racionalização de projetos e obra, de maneira a otimizá-los, aumentando a produtividade, reduzindo desperdício de material e mão-de-obra, além da ergonomia e qualidade.

Patologias

O profissional faz o diagnóstico das construções, determinando as possíveis causas das deteriorações, bem como especifica reparos necessários.

Incorporações e Empreendimentos

O engenheiro, muitas vezes atuando como empresário, estuda a viabilidade econômica do empreendimento.