Ir para o conteúdo Engenharia Mecânica Ir para o menu Engenharia Mecânica Ir para a busca no site Engenharia Mecânica Ir para o rodapé Engenharia Mecânica
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita
Início do conteúdo

LABORATÓRIO DE PROJETO DE SISTEMAS TÉCNICOS – LPST

Descrição

    • Professor responsável: Leonardo Nabaes Romano
    • Endereço: Prédio 10 do CT, Sala 401, junto ao Núcleo de Automação e Processos de Fabricação (NAFA)
    • Telefone: (55) 3220 – 8652
    • E-mail para contato: romano@mecanica.ufsm.br

O Laboratório de Projeto de Sistemas Técnicos (LPST), do Departamento de Engenharia Mecânica, está situado junto ao Centro de Tecnologia da Universidade Federal de Santa Maria. Foi fundado pelo Prof. Leonardo Nabaes Romano em 2004 e abriga o Grupo de pesquisa Projeto de Sistemas Técnicos, certificado pela UFSM e registrado no Diretório dos Grupos de Pesquisa no Brasil Lattes (http://dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/4428200001719196) do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), agência do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC).

O LPST tem atuação em pesquisa tecnológica e científicanos níveis de graduação e pós-graduação nas áreas da Engenharia Mecânica, Engenharia Agrícola, Engenharia de Produção e Engenharia Aeroespacial. O grupo de pesquisa LPST desenvolve projetos sob a orientação de 5 pesquisadores Doutores em Engenharia – Prof. Leonardo Nabaes Romano(DEM-CT), Prof. Alexandre Buenos(DEM-CT), Prof. Carlos Eduardo Souza (DEM-CT), Prof. Saul AzzolinBonaldo (CTISM), Prof. Paulo CarteriCoradi (UFSM-CS), titulados respectivamente pelas Instituições UFSC, UNICAMP, ITA, UFSMeUFV – e que atuam e colaboram no Programa de Pós-graduação em Engenharia Agrícola da UFSM e em outros programas externos (UFRGS, ITA, UFSC, PUC-PR, UNICAMP, UFPel entre outros).

Atualmente as linhas de pesquisas estudadas abrangem: projeto de sistemas técnicos; gerenciamento de projetos de desenvolvimento de produtos; análise dinâmica de estruturas; avaliação de tensões de sistemas mecânicos; e, engenharia de pós-colheita de produtos agrícolas. Alguns projetos desenvolvidos possuem parcerias com empresas e outras Instituições de Ensino Superior.

Desde a sua fundação, as principais repercussões do grupo incluem a formação de 25 Mestres e 6 Doutores em Engenharia Agrícola e Engenharia de Produção, além da geração de conhecimentos registrados em mais de 150 artigos técnicos e científicos apresentados em congressos da área e publicados em periódicos especializados.

Exemplos de alguns projetos em desenvolvimento na área agrícola incluem: equipamento para descarga de grãos em silos verticais de fundo plano; simulador de chuva móvel, para uso no campo ou em laboratório, para pesquisas sobre erosão hídrica e persistência de agrotóxico; mecanismo descascador de mandioca para agricultura familiar; FMEA de equipamento injetor no solo de dejetos líquidos de suínos; mecanismo aerador de solo para renovação de pastagens degradadas; sistema de corte e recolhimento da flor de tabaco para extração das sementes para produção de bioquerosene de aviação; sistema de medição e monitoramento de raios UV, pressão atmosférica e umidade relativa do ar em cabinas de máquinas agrícolas; modelagem do processo produto-serviço de máquinas agrícolas, entre outros.