Pular para o conteúdo
Português English Español Français Italiano

Redes Sociais

Início do conteúdo

Publicações

Publicações do Corpo Docente e Discente

Abaixo se encontram duas categorias de publicações, a saber:

  • Publicações de docentes do departamento de Filosofia da UFSM, a partir de 2011;
  • Publicações de discentes dos cursos de graduação e pós-graduação em Filosofia da UFSM, a partir de 2011;

 

Nota: Tendo em mente a quantidade de alunos existentes em nossos
Cursos, pedimos àqueles que desejarem ter seu material divulgado por
esta página web, que enviem o link de suas publicações, bem como seu
nome, curso e um apanhado geral do assunto publicado para:
<bachareladofilosofia@ufsm.br>. Especificando no campo “Assunto”
que se trata de Publicação discente.

Ao Corpo Docente: pedimos também aos Professores que ao publicarem
material de sua autoria, cientifiquem esta Secretaria, igualmente
através do e-mail supra, para que se possa disponibilizar o material a
todos interessados de modo mais célere. Caso o referido material esteja
disponível em sítio da internet ou em arquivo digital, favor não
esquecer de apontar o local/link em que poderá ser encontrado ou anexar
a mídia (.doc, .pdf, .txt etc).

PUBLICAÇÕES – CORPO DOCENTE/DEPARTAMENTO DE FILOSOFIA:

BRITO, Evandro Oliveira de. Tradução: Franz Brentano, “Sobre o caráter apriorístico do princípio ético“, Ethic@ – Florianópolis v. 13.2 (2014): p. 420-423. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/ethic/article/view/1677-2954.2014v13n2p420

COSTA, Paulo S. J. “A ideia de infinito e o lugar da ficção no método fenomenológico em Levinas: Dostoievski“, Ethic@ – Florianópolis v. 18 (2011): p. 99-113. Disponível em: http://www.revistaethica.com.br/V18N1art6.pdf

FABRI, Marcelo. “A razão prática segundo Husserl“. In: Tourinho & Bicudo (Orgs.), Fenomenologia: influxos e dissidências. Rio de Janeiro: Booklink, 2011. p. 40-57.

FABRI, Marcelo. “Husserl, Levinas e a crise do projeto transcendental da modernidade“. In: Cremoneze & Baptistella (Orgs.),
Sociedade pós-moderna. Nova Petrópolis: Nova Harmonia,2011. p. 15-31.

FABRI, Marcelo. “A fenomenologia levinasiana da vontade“, Ethic@, Florianópolis v. 18 (2011): p. 41-54. Disponível em: http://www.revistaethica.com.br/V18N1art2.pdf

FABRI, Marcelo. “Implicações éticas e políticas da redução fenomenológica“, Thaumazein 7 (2011): p. 3-16. Disponível em: http://sites.unifra.br/Portals/1/ARTIGOS/nro_06/MARCELO_FABRI.pdf

FABRI, Marcelo. “Da mômada ao social: a intersubjetividade segundo Levinas”, Cadernos IHU Idéias (UNISINOS) 174 (2012): p. 3-14.

FABRI, Marcelo. “Ética pura e situações motivacionais: o sujeito moral em Husserl”, Dissertatio 35 (2012): p. 31-45.

FONSECA, Renato Duarte. “Predicação e extensão conceitual em Kant: Problemas”, Manuscrito 35 (2012): p. 115-157. Disponível em: www.cle.unicamp.br/manuscrito/public/publicacoes_ranking.php?id=334

FONSECA, Renato Duarte. “Kant, identidade da apercepção e imunidade ao erro por identificação equívoca”. In: A.C.C. Fonseca et al. (orgs.). Ética, política e esclarecimento público: ensaios em homenagem a Nelson Boeira. pp. 439-352. Porto Alegre: Bestiário, 2012.

FONSECA, Renato D. “Aparência, presentação e objeto”. In: G. Louzado (org.), Ensaios sobre Kant. Porto Alegre: Linus Editores, 2012.

GRZIBOWSKI, Silvestre . “Ética no combate ao egoísmo”. São Leopoldo: Oikos, 2011. V. 1.000, 118 páginas .

GRZIBOWSKI, Silvestre. “Sujeito sem identidade em Emmanuel Levinas”, Síntese 39 (2012): p. 107-118. Disponível em: http://www.faje.edu.br/periodicos/index.php/Sintese/article/view/1632

GRZIBOWSKI, Silvestre.“O novo pensamento de Franz Rosenzweig”. Tabulae 10 (2011): p. 65-76.

GRZIBOWSKI, Silvestre .“Agostinho: O homem à imagem de Deus”. In: Anor Sganzerla; Ericson Falabretti; Antônio José Romera Valverde. (Org.). NATUREZA HUMANA EM MOVIMENTO: Ensaios de uma antropologia filosófica.  São Paulo: Paulus, 2012, v. v. 1, p. 31-40.

GRZIBOWSKI, Silvestre. “Heidegger e Levinas: da ontologia à ética da alteridade”. Revista Filosofazer, v. 1 (2012): p. 41-56.

GRZIBOWSKI,  Silvestre.“Passado Imemorial e Não-Intencionalidade: Um Estudo a partir do Tempo de Husserl e Levinas”(Timeless Past and No Intentionality: A Study from the Time of Husserl and Levinas). Thaumazein: Revista Online de Filosofia, ano V, n. 10. Santa Maria: 2012.

HAMM, Christian. “O lugar sistemático do Sumo Bem em Kant“, Studia Kantiana 11 (2011): p. 41-55.

KRASSUSKI, Jair. “A ideia de sumo bem e a teoria moral kantiana“, Studia Kantiana 11 (2011): p. 162-177.

NAPOLI, Ricardo B. di. & Nunes, Lauren. “A questão do conflito de deveres no sistema ético kantiano“. In: Dias (Org.), Filosofia da mente, ética e metaética. Rio de Janeiro: Multifoco, 2011, v. , p. 263-291.

NAPOLI, Ricardo B. di. & Weis, Minato, Fagundes, Silva, Velho, Dal Lago. “O comitê de ética em pesquisa na Universidade Federal de Santa Maria: um breve histórico“. Revista HCPA 2011; 31(3): p. 372-376. Disponível em: http://w3.ufsm.br/filosofia/?attachment_id=917

NAPOLI, Ricardo B. di. “Conflitos de deveres e a casuística na filosofia moral de Kant“, Studia Kantiana 11 (2011): p. 178-200.

NAPOLI, Ricardo B. di. “Intuicionismo moral e dilemas morais”. Dissertatio 35 (2012): p. 79-98. Disponível em: http://w3.ufsm.br/filosofia/?attachment_id=3222

NAPOLI, Ricardo B. di. “Conflitos de deveres e a casuística na filosofia moral de Kant“. Studia Kantiana, n. 11. (dez. 2011), p.178-200. Disponível em: http://w3.ufsm.br/filosofia/?attachment_id=3224

NAPOLI, Ricardo B. di. “Intuicionismo moral e dilemas morais“. In: COITINHO, D.; HOBUSS, J. (orgs.). Ação, justificação e legitimidade. Pelotas: Ed. UFPEL, 2012, p. 139-160.

NAPOLI, Ricardo B. di. “Animais como Pessoas? O lugar dos animais na Comunidade Moral“. Princípios Revista de Filosofia, v. 20, n. 33 (2013): p. 47-78. Disponível em: http://w3.ufsm.br/filosofia/?attachment_id=3223

REIS, Róbson. “Historicidade e mudanças relacionais: os limites da compreensão”. In: Stein & Streck (Orgs.), Hermenêutica e
epistemologia: 50 anos de Verdade e Método. Porto Alegre: Livraria do Advogado, 2011. p. 59-71.

REIS, Róbson. “A fragilidade da pobreza“. In: Tourinho & Bicudo (Orgs.). Fenomenologia: influxos e dissidências. Rio de Janeiro: Booklink, 2011. p. 106-127.

REIS, Róbson R.“Modalidades existenciais e negação”, O Que nos Faz Pensar 30 (2011): p. 273-288.

REIS, Róbson R. “Aspectos do pensamento indicativo-formal: negação e justificação”, Natureza Humana 13 (2011): p. 117-133.

REIS, Róbson R. “Heidegger e a ilusão transcendental”, Studia Heideggeriana 1 (2011): p. 183-218.

ROSSATTO, Noeli D. “Summum bonum: a perspectiva medieval“, Studia Kantiana 11 (2011): p. 122-138.

ROSSATTO, Noeli D. La hermenéutica medieval: un estudio desde Joaquín de Fiore. 1. ed. Madrid: EAE – Editorial Académica Española (Lap Lambert – Alemanha), 2011. 206 p.

ROSSATTO, Noeli D. “Mística e milenarismo na Idade Média”, Mirabilia 14 (2012): p. 1-8.

ROSSATTO, Noeli D.; BOTTON, João Batista. “Tempo narrado: Paul Ricoeur e Agostinho“. In: R. R. Leonhardt et al. (orgs.), O legado de Ricoeur. Guarapuava, PR: Unicentro, 2011. pp. 111-150.

ROSSATO, Noeli D.; NASCIMENTO, Cláudio R..“A luta por reconhecimento e a economia do dom”. Tradução da obra original francesa de Paul Ricoeur. Ethic@ – Florianópolis v. 9 (Dez. 2010): n. 2, p. 281 – 301. Disponível em: http://w3.ufsm.br/filosofia/?attachment_id=1689

ROSSATO, Noeli D.; NASCIMENTO, Cláudio R..“Reconhecimento simbólico e dom“. Tradução do  texto original francês de Paul Ricoeur. Ethic@ – Florianópolis v. 9 (Dez. 2010): n. 2, p. 247 – 356. Disponível em: http://w3.ufsm.br/filosofia/?attachment_id=1705

ROSSATO, Noeli D.; TREVISAN, Amarildo L.. “Reificação e reconhecimento: reflexões para a pesquisa em educação”. Linhas
Críticas v. 16 (Dez. 2010), n. 31, p. 275-286. Disponível em: http://w3.ufsm.br/filosofia/?attachment_id=1706

ROSSATO, Noeli D., et al. “Evangelho Eterno: a hermenêutica condenada”. Filosofia Unisinos v. 11(3), p. 298-339, Dez. 2010. Disponível em: http://w3.ufsm.br/filosofia/?attachment_id=1711

ROSSATTO, Noeli D.; DE MARTINI, M. “Milenarismo em Joaquim de Fiore e Antônio Vieira”, Mirabilia 14 (2012): p. 264-285.

SATTLER, Janyne. “Alternativas à ‘filosofia moral moderna’: considerações wittgensteinianas, estóicas e literárias”. In: J.S. Carmo; R. Santos. (orgs.), Ética, linguagem e antropologia: perspectivas modernas e contemporâneas, pp. 103-148. Porto Alegre: EDIPUCRS , 2012. Disponível em: http://www.academia.edu/4038861/Alternativas_a_Filosofia_Moral_Moderna_

SATTLER, Janyne. “Wittgenstein et la vie véritable: le Tractatus, les Carnets et l’Abrégé de l’Évangile de Tolstoï”, Implications Philosophiques (2011). Disponível em:http://www.implications-philosophiques.org/actualite/une/wittgenstein-et-la-vie-veritable-le-tractatus-les-carnets-et-l%E2%80%99abrege-de-l%E2%80%99evangile-de-tolstoi-i/

SATTLER, Janyne. “Belonging to the world: cosmopolitanism as a remedy against strangeness”. In: M. Kearney (ed.), From conflict to recognition: moving multiculturalism forward, pp. 119-138. Amsterdam: Rodopi, 2012.

SATTLER, Janyne. “A ética estóica no Tractatus de Wittgenstein”. In: D. Dall’Agnol et. al. (orgs.), Wittgenstein em retrospectiva, pp. 49-66. Florianópolis: Editora da UFSC, 2012.

SAUTTER, Frank Thomas. “Sobre a legitimidade de uma lógica deôntica“, Documentos del CIECE, v. 7, p. 53-70, 2011.

SAUTTER, Frank. “Resolução exemplar“, Fundamento: Revista de Pesquisa em Filosofia 1 (2011): p. 136-149. Disponível em: http://www.revistafundamento.ufop.br/pdf/vol1n2-6.pdf

SAUTTER, Frank T.“A dinâmica da argumentação sob uma perspectiva lógica”, Dissertatio 35 (2012): p. 195-207.

SAUTTER, Frank T. “Dois novos métodos para a teoria do silogismo: método diagramático e método equacional”, Notae Philosophicae Scientiae Formalis 1 (2012): p. 14-22.

SEVERO, Rogério P. “Realismo, subdeterminação e indeterminação em Quine“, Sképsis, v. 6, p. 95-107, 2011. Disponível em: http://w3.ufsm.br/filosofia/?attachment_id=962

SEVERO, Rogério P. “A note on essential indexicals of direction“, Thought: A Journal of Philosophy 1, 2012. Disponível em: http://w3.ufsm.br/filosofia/?attachment_id=1426

SEVERO, Rogério P. “The intelligibility objection against underdetermination”, Principia 16.1 (2012): p. 121-146.

SEVERO, Rogério P. “Holism and underdetermination in Quine’s thought”, Filosofia Unisinos 13.2 (2012): p. 96-113.

SPINELLI, Miguel.“Epicuro e o tema da amizade: a philía vinculada ao érôs da tradição e ao êthos cívico da pólis“, Princípios 18 (2011): p. 5-35. Disponível em: http://www.periodicos.ufrn.br/ojs/index.php/principios/article/viewFile/1304/1012

SPINELLI, Miguel. “Epicuro e o tema da amizade (II): a philía referida ao êthos legislador da pólis e ao agápê da virtude cristã”, Hypnos, n. 30 (2013), São Paulo: p. 98-126. Disponível em: http://revistas.pucsp.br/index.php/hypnos/article/view/14716/10710

SPINELLI, Miguel. “Kant leitor de Epicuro“, Studia Kantiana 11 (2011): p. 96-121.

SPINELLI, Miguel. “Sobre o conceito aristotélico de indivíduo“. In: L. C. Bombassaro et al. (orgs.), Pensar sensível: Homenagem a Jayme Paviani. Caxias do Sul: EDUCS, 2011. pp. 121-134.

SPINELLI, Miguel. “Considerações acerca da prólêpsis de Epicuro”. Trans/Form/Ação 35 (2012): p. 3-22.

SPINELLI, Miguel. “O conceito epicurista de kritêrion vinculado ao de enargeías e de kanôn”. Kriterion 125 (2012): p. 59-80.

SPINELLI, Miguel.“Bacon, Galileu e Descartes: O Renascimento da Filosofia Grega”. Coleção Humanística, n. 23, São Paulo: Edições Loyola, 2013. 1ª ed., 359 páginas.

SPINELLI, Miguel. “Filósofos Pré-Socráticos: Primeiros Mestres da Filosofia e da Ciência Grega”. Série Filosofia, n. 81, Porto Alegre: EDIPUCRS, 2012. 3ª ed., 327 páginas.

SPINELLI, Miguel. “Helenização e Recriação de Sentidos. A filosofia na época da expansão do cristianismo, séculos II, III e IV”. 2ª edição revisada e ampliada, Caxias do Sul: EDUCS (Editora da Universidade de Caxias do Sul), 2015, 750 p.

SPINELLI, Miguel. “O conceito grego da egkýklios paideía e sua difusão no período helenístico”. HYBRIS, Revista de Filosofía, Chile/Espanha. Vol. 7, N° 1. ISSN 0718-8382, Maio 2016, p. 32-58.

SPINELLI, Miguel. “Eros e Cupido: o reciclar dos mitos”. In Romanitas: Revista de Estudos Grecolatinos. UFES. n.7, 2016, p.141-158, ISSN 2318-9304. Disponível em: http://periodicos.ufes.br/romanitas/article/view/14524

TOMAZETTI, Elisete, et al. “Entre o ‘gostar’ de estar na escola e a invisibilidade juvenil: um estudo sobre jovens estudantes de Santa Maria, RS“, Educação 36 (2011): p. 79-94. Disponível em: http://cascavel.ufsm.br/revistas/ojs-2.2.2/index.php/reveducacao/article/view/2913/1666

TOMAZETTI, Elisete, et al. “Aula de filosofia e avaliação“, Educação em Revista 12 (2011): p. 97-108. Disponível em: http://www2.marilia.unesp.br/revistas/index.php/educacaoemrevista/article/viewFile/1540/1334

TOMAZETTI, Elisete, et. al. “Grupos focais com jovens e adolescentes no Rio Grande do Sul“, Interfaces da Educação 2 (2011): p. 119-130. Disponível em: http://periodicos.uems.br/novo/index.php/interfaces/article/view/1294/691

TOMAZETTI, Elisete, et. al. “As condições de (im)possibilidade da experiência em John e Jorge Larrosa: algumas aproximações“, Reflexão e Ação 19 (2011): p. 75-91, 2011. Disponível em: http://online.unisc.br/seer/index.php/reflex/article/view/2204/1702

TOMAZETTI, Elisete. “Estágio curricular supervisionado do curso de licenciatura em filosofia da UFSM: discurso de orientadora“. In: R.T. Ens et al. (orgs.). Ser Professor: formação e os desafios da docência. Curitiba: Champagnat, 2011. p. 185-202.

WILLIGES, Flavio.“Agentes morais e a identidade da filosofia de Hume”. Kriterion, vol. 52, n. 124 (2011): p. 397-415. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/kr/v52n124/a10v52n124.pdf

WILLIGES, Flavio.“Conhecimento, ceticismo e alternativas relevantes em Dretske”. Sképsis, Salvador, vol. 6 (2013): p. 40-85. Disponível em: http://www.revista-skepsis.com/pdf/40_09.pdf


PUBLICAÇÕES – CORPO DISCENTE/GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO EM FILOSOFIA:

DALCOL, Mônica Saldanha. Resenha de “Introdução a Schopenhauer”, de Adolphe Bossert. Voluntas, vol. 3, n. 1 e 2 (2012). Disponível em: http://www.revistavoluntas.org/uploads/5/8/3/2/5832849/24-3d-ed5-resenha_3_-_introduo_a_schopenhauer_mnica_dalcol.pdf

DANIEL, Jonatan Willian. Resenha de “Carleton B. Christensen Self and world: from analytic philosophy to phenomenology”(Berlim: Walter de Gruyter, 2008, 394 páginas). Natureza Humana, vol. 14, n. 1 (2012): p. 134-141. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-24302012000100008&lng=pt&nrm=iso

FAEZ, Bruno Angeli. Resenha de “Mente e Materialismo”, Psicologia e neurociência, de Saulo de Freitas Araújo (UFJF). Crítica: Revista de Filosofia, 2011. Disponível em: http://criticanarede.com/araujo.html

FAEZ, Bruno Angeli. Tradução: “Dando ao dualismo o que lhe é devido“, de William G. Lycan. Cognitio-Estudos, vol. 11, nº. 2 (2014): p. 271-286. Arquivo disponível em: Dando ao dualismo o que lhe é devido – Trad. de Bruno A. Faez

FISCHBORN, Marcelo. Resenha de “Filosofia para o ensino médio, de Silveira Teles“, Crítica: Revista de Filosofia, p. 1-4, 2011. Disponível em: http://criticanarede.com/ensinomedio.html

FISCHBORN, Marcelo. “Ações, razões e causas“, Crítica: Revista de Filosofia, 2012. Tradução do original Actions, Reasons and Causes de DAVIDSON, D., 2006, p. 23-36. Disponível em: http://criticanarede.com/accoes.html

FISCHBORN, Marcelo; AURÉLIO, Marco. “Consciência“, tradução da obra e do título original de Robert Van Gulickert, Investigação Filosófica v. E2, artigo digital 2, 2012. Disponível em: http://pt.scribd.com/doc/92224801/Marco-Aurelio-e-Marcelo-Fishborn-Andre-Abath-Traducao-Consciencia-SEP

FISCHBORN, Marcelo. Resenha de “The scientific study of dreams, de William Domhoff”, Cognitio-Estudos, vol. 9, n. 1 (2012): p. 94-98. Disponível em: http://revistas.pucsp.br/index.php/cognitio/article/view/9434/7747

FISCHBORN, Marcelo. Tradução de “Pensamento e fala”, de Donald Davidson. Cognitio-Estudos, vol. 10, n. 1 (2013): p. 128-140. Disponível em: http://revistas.pucsp.br/index.php/cognitio/article/view/10668/9863

FISCHBORN, Marcelo. Tradução de “Correspondências de 1643 entre Descartes e Elisabeth”, de Descartes; Elisabeth. Inquietude, vol. 4, n. 1 (2013). Disponível em: http://www.inquietude.org/index.php/revista/article/view/186

FISCHBORN, Marcelo. Tradução de “O problema da objetividade”, de Donald Davidson. Sképsis, vol. 6, n. 9 (2013). Disponível em: http://www.revista-skepsis.com/pdf/141_09.pdf

FISCHBORN, Marcelo. “Davidson on the impossibility of thought without language: comments on Diana I. Perez”, Principia, vol. 16, n. 2 (2012), p. 489-494. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/principia/article/view/1808-1711.2012v16n3p489/25621

GIAROLO, Kariel Antônio. “Atos superrogatórios são possíveis?”, Ethic@ – Florianópolis v. 13.2 (2014): p. 405-419. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/ethic/article/view/1677-2954.2014v13n2p405

MAGRO, Tamires Dal. “Resenha de Thomas S. Kuhn, O caminho desde a estrutura”(São Paulo: UNESP, 2006). Principia, vol. 16, n. 2 (2012): p. 345–352. Disponível em: http://www.periodicos.ufsc.br/index.php/principia/article/view/1808-1711.2012v16n2p345

MAGRO, Tamires Dal. “Ciência e progresso“, Crítica: Revista de Filosofia, 2012. Disponível em: http://criticanarede.com/progresso.html

MENDONÇA, Bruno Ramos. “Conhecimento simbólico na álgebra da lógica de Boole e Venn“. In: L.H. Dutra & A.M. Luz (orgs), Linguagem, ontologia e ação (Coleção Rumos da Epistemologia, vol. 10). Florianópolis: NEL/UFSC, 2011. Disponível em: http://www.cfh.ufsc.br/\~nel/rumos-vol10-ebook.pdf

MENDONÇA, Bruno Ramos. “Conhecimento simbólico na álgebra da lógica de Venn”, Principia, vol. 16, n. 3 (2012), p. 471-488. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/principia/article/view/1808-1711.2012v16n3p471/25620

NASCIMENTO, Laura Machado. “Impreganação teórica em Kuhn, Fodor e Pylyshyn: uma revisão preliminar”, Cognitio-Estudos, vol. 10, n. 1 (2013): p. 44-54. Disponível em: http://revistas.pucsp.br/index.php/cognitio/article/view/12164/9855

NASCIMENTO, Laura Machado. “A incomensurabilidade das teorias científicas“, tradução da obra e do título original de Paul Hoyningen-Huene e Eric Oberheim, Investigação Filosófica v. E2, artigo digital 1, 2012. Disponível em: http://pt.scribd.com/doc/92224685/Laura-Machado-Rogerio-Passos-Traducao-A-Incomensurabilidade-Das-Teorias-Cientificas-SEP#fullscreen

NASCIMENTO, Laura Machado. Tradução de “Analiticidade e holismo no pensamento de Quine”, de autoria de Peter Hylton. Sképsis, vol. 5, n. 8 (2012): p. 104-130. Disponível em: http://www.revista-skepsis.com/pdf/104_08.pdf

NASCIMENTO, Laura Machado. Resenha de “Noë, Alva. Out of our heads: why we are not our brains, and other lessons from the biology of consciousness”, Principia, vol. 16, n. 2 (2012), p. 495-504. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/principia/article/view/1808-1711.2012v16n3p495/25622

NUNES, Lauren de Lacerda; TRINDADE, Gabriel Garmendia. “Princípios de ética biomédica: a abordagem principialista de Beauchamp e Childress e a resolução de conflitos morais”, Cognitio-Estudos, vol. 10, n. 1 (2013): p. 55-66. Disponível em: http://revistas.pucsp.br/index.php/cognitio/article/view/10434/9856

NUNES, Lauren de Lacerda; TRINDADE, Gabriel Garmendia. “Conflitos morais insolúveis e sistemas racionalistas: uma abordagem sobre consistência moral“, Princípios v. 18, n. 30 (2011): p. 85-100. Disponível em: http://www.principios.cchla.ufrn.br/30P-85-100.pdf

OZGA, Juliano Gustavo. Resenha de “A Ciência Natural é uma Espécie Natural?, de Richard Rorty“, ESOCITE 2010, VIII Jornadas Latinoamericanas de Estudios Sociales de la Ciencia y Tecnologia, Buenos Aires, 2010 e Scribd., 2011. Disponível em: http://pt.scribd.com/doc/30570901/A-Ciencia-Natural-e-uma-Especie-Natural-TEXTO-INTEGRAL

RASCH, Elton L. Tradução de “A lógica de Aristóteles”, de Robin Smith. Investigação Filosófica, vol. 3, n. 2 (2012), artigo digital nº. 2. Disponível em: http://periodicoinvestigacaofilosofica.blogspot.com.br/2013/01/a-logica-de-aristoteles-traducao-sep.html

ROMANINI, Mateus.“O Pluralismo de Karl R. Popper: Críticas ao Princípio da Inviolabilidade do Mundo Físico”, Cognitio-Estudos, vol. 10, n. 1 (2013): p. 74-84. Disponível em: http://revistas.pucsp.br/index.php/cognitio/article/view/12057/9858

ROMANINI, Mateus. “Uma reflexão sobre o ensino de filosofia“, Caderno de Ensino, Pesquisa e Extensão (UFSM), v. 87, p. 18-24, 2011.

SANFELICE, Vinicius Oliveira. Resenha de “Filosofia francesa: a influência de Foucault, Derrida, Deleuze & Cia”, de François Cusset .Inquietude, vol. 4, n. 1 (2013). Disponível em: http://www.inquietude.org/index.php/revista/article/view/217\

SILVA, Gilson Olegario. “Sobre estruturas linguísticas e paradigmas: as releituras recentes de Carnap e Kuhn“. In: L.H. Dutra & A.M. Luz (orgs.), Temas de filosofia do conhecimento (Coleção Rumos da Epistemologia, vol. 11). Florianópolis: NEL/UFSC, 2011. Disponível em: http://www.cfh.ufsc.br/\~nel/rumos-vol11-ebook.pdf

SILVA, Gilson Olegario.“Sob a influência de Wittgenstein”. Cognitio – Estudos 9.2 (2012): p. 252-264. Disponível em: http://revistas.pucsp.br/index.php/cognitio/article/view/9366

SILVA, Gilson Olegario. Tradução de “Carnap e Kuhn: arqui-inimigos ou aliados próximos?”, de autoria de Gürol Irzik e Teo Grünberg. Cognitio-Estudos 9.2 (2012): p. 269-288. Disponível em: http://revistas.pucsp.br/index.php/cognitio/article/view/10865

SILVA, Gilson Olegario. “Carnap and Kuhn on linguistic frameworks and scientific revolutions”. Manuscrito (UNICAMP), v. 36 (2013): p. 139-190. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-60452013000100005&lng=pt&nrm=iso&tlng=en

STEIN, Mateus, et al. “Epistemologia“, tradução da obra e do título original de Matthias Steup, Investigação Filosófica v. E2, artigo digital 3, 2012. Disponível em: http://pt.scribd.com/doc/92224239/Eros-Moreira-Carvalho-Flavio-Williges-Mateus-Stein-e-Paola-Oliveira-de-Camargo-Alexandre-Luz-e-Delvair-Moreira-Traducao-Epistemologia-SEP#fullscreen

STEIN, Mateus. “O Problema da Identidade Pessoal em David Hume”. Frontistés – Revista Eletrônica de Filosofia (FAPAS – Santa Maria), v. 07, n. 11 (2013). Disponível em: http://192.185.213.204/~fapas413/index.php/frontistes/article/view/226

TRINDADE, Gabriel Garmendia; NUNES, Lauren de Lacerda. “A questão dos deveres indiretos para com os animais não-humanos segundo a filosofia moral kantiana“. In: L.H. Dutra & A.M. Luz (orgs.), Linguagem, ontologia e ação (Coleção Rumos da Epistemologia, vol. 10). Florianópolis: NEL/UFSC, 2011. Disponível em: http://www.cfh.ufsc.br/\~nel/rumos-vol10-ebook.pdf

ZARTH, Fernando H. F. “Ceticismo e significatividade”, Sképsis, vol. 5, n. 8 (2012): p. 44-65. Disponível em: http://www.revista-skepsis.com/pdf/44_08.pdf