Ir para o conteúdo Letras Ir para o menu Letras Ir para a busca no site Letras Ir para o rodapé Letras
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo
Início do conteúdo
Publicado: 6 novembro 2017 - 14:49 | Última modificação: 24 setembro 2020 - 09:06
Ouvir
25ª SEMANA DE LETRAS

TÉCNICO-CIENTÍFICOS

Universidade Federal de Santa Maria - Santa Maria

06/11/2017 08:30 - 09/11/2017 21:30

Descrição

De 06 a 09 de novembro de 2017 será realizada e XXV edição da Semana de Letras da UFSM, evento promovido pelas Coordenações dos Cursos de Licenciatura e Bacharelado em Letras. Convidamos a todos os integrantes da comunidade acadêmica para, ao longo do evento, comemorarem conosco a inauguração do prédio próprio do Curso de Letras, uma conquista histórica que sinaliza e consolida a importância e a legitimidade do curso alcançadas ao longo de sua trajetória de mais de 50 anos.

Para celebrar esse momento tão relevante em nossa história, propõe-se o diálogo sobre os desafios na formação do profissional da área, tendo em vista o momento histórico-político atual, no qual as universidades brasileiras passam por reformas curriculares para adequarem-se às Diretrizes Curriculares Nacionais para a formação inicial em nível superior  (Resolução CNE/CP 02/2015). Portanto, apresenta-se o evento como uma reflexão sobre os desafios inerentes ao campo profissional das Letras diante das transformações pelas quais passa a nossa sociedade e suas novas demandas.

A programação da XXV Semana de Letras incorporará, de maneira integrada, o Colóquio Interdisciplinar do Bacharelado em Letras e o Seminário Desafios na Formação Docente. A participação no evento ocorrerá nas seguintes modalidades: comunicações, exposição de trabalho em pôster e ouvinte. Informações detalhadas sobre as inscrições podem ser encontradas aqui.

Organização

Comissão organizadora

Colóquio Interdisciplinar do Bacharelado Seminário Desafios na Formação Docente
Prof. Dr. Anselmo Peres Alós Profª. Drª. Andrea Ad Reginatto
Profa. Drª. Evellyne Patrícia de Sousa Costa Profª. Drª. Andrea do Roccio Souto
Profa. Drª. Francieli Matzembacher Pinton Profª Ms. Carolina Fernandes Alves
Prof. Dr. Pablo Nunes Ribeiro Técn. Adm. Fabrício Leão Correa
Profa. Drª. Rosaura Albuquerque Leão Profª. Drª. Larissa Montagner Cervo
Profa. Drª. Tatiana Keller Profª. Drª. Leila Teresinha Maraschin
Profª. Ms. Nara Soares Torres
Profª. Drª. Simone Mendonça Soares
Profª. Drª. Taís da Silva Martins
Resumos

Serão aceitos resumos para apresentações nas sessões de comunicação (15 min de apresentação) e sessões de pôsteres, de acordo com os seguintes eixos temáticos:

          Eixo temático 1 – Estudos linguísticos

          Eixo temático 2 – Estudos literários

          Eixo temático 3 – Ensino de línguas e de literaturas

          Eixo temático 4 – Questões interdisciplinares

Eixo temático 5 – Relatos de experiências na área de Letras

  • Há um limite de 10 comunicações por eixo temático. Ao exceder esse número, os trabalhos serão direcionados à sessão de pôsteres.
  • O assunto do e-mail deve ser “Submissão de resumo”.
  • O participante deve indicar no corpo do e-mail seu nome, sua filiação, o nome do orientador, o eixo temático no qual se inclui o trabalho, e se é pôster ou comunicação oral.
  • Os resumos de pôsteres devem informar também o evento em que serão apresentados (Colóquio Interdisciplinar do Bacharelado ou Seminário Desafios na Formação Docente).
  • Prazo final para o envio de resumos: 23/10/17.

  •  Divulgação do aceite: até 30/10/17.
Normas para submissão

Normas para o envio de resumos: Os resumos devem ter a extensão de 300 a 500 palavras, com margens de 2,5 cm, fonte Times New Roman (tamanho 12) e espaçamento simples. Devem conter o título do trabalho, o nome e a instituição do autor, o nome e a instituição do orientador, 3 a 5 palavras-chave, além das referências bibliográficas. Cada participante pode apresentar no máximo 2 trabalhos (uma apresentação individual e uma como co-autor) e fica vetada a apresentação do mesmo pôster em sessões diferentes.

Normas para composição do pôster:

a) É obrigatório que seja confeccionado com cordão para pendurar.

b) Dimensões (sugerimos atenção):

largura: mínima 50cm e máxima 90cm

altura: mínima 80cm e máxima 120cm

c) Deverá constar no banner:

  • Eixo temático
  • Título idêntico ao do resumo aceito
  • Nomes dos autores e respectivas instituições
  • Nome do orientador e respectiva instituição
  • Órgãos de fomento (caso existam)
  • Breve apresentação do tema
  • Dados da pesquisa (introdução, metodologia, resultados e conclusões)
  • Referências bibliográficas essenciais

d) Organizar as informações utilizando recursos gráficos (figuras, fotos, tabelas e gráficos) de modo a tornar o conteúdo facilmente compreensível e que desperte interesse no público.

IMPORTANTE!

Os resumos deverão ser enviados para o e-mail xxvsemanadeletras.resumos@gmail.com.

Sessões de Pôster

Colóquio Interdisciplinar do Bacharelado

Data: 06-11-2017     Horário: 13:30    Local: Auditório do Prédio 40A/Letras – SALA 2202

APRESENTADOR (A) TÍTULO DO PÔSTER
Barbara Lilian Nascimento Ferreira LÍNGUA PADRÃO: O QUE É E O QUE ELA REPRESENTA PARA SOCIEDADE
Betiane Thaise Streck REDES SOCIAIS E IDEOLOGIA(S): UMA ANÁLISE DOS DISCURSOS DE ÓDIO
Dario Trevisan de Almeida Filho POÉTICA E METAPOESIA EM RICARDO REIS
Franciele Farias Sepel RESSONÂNCIAS DA LEI DA MORDAÇA NO SUJEITO-PROFESSOR E NO SUJEITO-ALUNO
Gabriela Gonçalves Ribeiro UMA ANÁLISE DISCURSIVA DA QUESTÃO MIGRATÓRIA E SUA RELAÇÃO COM A IDEOLOGIA DE UM REGIME DITATORIAL
Gisele Dalmolin Bonella O PODER DO FEITIÇO: EPIFANIA EM EVELINE
Jean Machado Senhorinho REVISANDO O PARADOXO DA FICÇÃO: EMOÇÕES POR PERSONAGENS FICCIONAIS?
Jefferson Paim Luquini PARA QUE A LUZ DO ABAJUR LILÁS NUNCA SE APAGUE: PROBLEMATIZANDO CORPO, GÊNERO E SEXUALIDADE.
Joyce Alessandra Chaves Ventura ORGANIZAÇÃO TEXTUAL-INTERACIONAL DO GÊNERO ORAL STAND UP
Lariane Londero Weber A LINGUAGEM E SUBJETIVIDADE DOS TEXTOS MIDIÁTICOS: UMA ANÁLISE SOBRE A CONSTRUÇÃO DO DISCURSO POLITICO NA ATUALIDADE
Laura Velasques Gomes FORMULAÇÕES NO DISCURSO PRESIDENCIAL: O IMPEACHMENT EM EVIDÊNCIA
Luciane de Lima Paim SEGREDOS FAMILIARES: A VIOLÊNCIA CONTRA MULHER COMO HERANÇA
Maike Isaquiel Bandeira Moraes A FORMAÇÃO NA EDUCAÇÃO BÁSICA SOMBREADA PELO SILENCIAMENTO DA AVALIAÇÃO TRADICIONAL
Maurício Bilião BIBLIOTECA MATTOSO CÂMARA: UMA REFLEXÃO SOBRE A CONSTITUIÇÃO DO ACERVO/ARQUIVO PESSOAL DO LINGUISTA
Patrini Viero Ferreira NATALINA SOLEDAD: UMA SAGA DE LUTA
Rafael Basso Xavier

João Bosco Rodrigues

OS EFEITOS DE SENTIDO NO CURSO DE LETRAS: EM BUSCA DE UMA

CARTOGRAFIA

Sandra Luciene de Aragão Teixeira Lopes EDIÇÃO E ASPECTOS PALEOGRÁFICOS DE TRÊS MANUSCRITOS DO 2º LIVRO DE BATISMO DE ESCRAVOS DO SÉCULO XIX DA CIDADE DE CACHOEIRA DO SUL

Os participantes que desejarem poderão reapresentar seus pôsteres no dia 07/11, às 13h30, no mesmo local.

Seminário: desafios na formação docente

Data: 08/11/2017   Horário: 17h30   Local: Auditório do Prédio 40A – SALA 2202

APRESENTADOR (A) TÍTULO DO PÔSTER
Aline Marafiga de Oliveira

Evandro Dinat e Silva

LA ZARZUELA, ARTE, CULTURA E LÍNGUA ESPANHOLA NO RÁDIO
Brendom da Cunha Lussani

Rosiene Almeida Souza Haetinger

A CONSTRUÇÃO DO SUJEITO NA OBRA VIDAS SECA, DE GRACILIANO RAMOS A PARTIR DA PERSPECTIVA DA TEORIA DA ENUNCIAÇÃO DE BENVENISTE
Camilla Machado Cruz O DISCURSO FEMINISTA NAS PICHAÇÕES DE CÓRDOBA E SANTA MARIA: A ESCRITA URBANA CONTRA O MACHISMO
Caroline Dambrozio Guerra PROJETO DE LEI Nº 1676: DE QUE IMAGINÁRIO ESTAMOS FALANDO
Cássius Selvero Pazinato EFEITOS DE SENTIDO NO DISCURSO DO BULLYING NAS TIRAS DO PERSONAGEM ARMANDINHO: SUJEITO E ALTERIDADE
Débora Wink

Isabel Motta

Sabrina Damiani

PROCESSO DE CONSTRUÇÃO DO CORPUS-UFSM
Elivélton Assis Krümmel DISCURSOS SOBRE/PELA MULHER: A MEMÓRIA PELO VIÉS RELIGIOSO-POLÍTICO-SOCIAL
Janete Correia Vargas A RELEVÂNCIA DOS RECURSOS MULTIMODAIS EM RESENHAS DE BOOKTUBERS COMO ESTRATÉGIAS DE INCENTIVO À LEITURA
Karina Moraes Kurtz REPRESSÃO E VIOLÊNCIA EM “DRY SEPTEMBER” DE WILLIAM FAULKNER
Liliane Monteiro

Alexandre Preto

Carolina Piovesan

Ester Guiliani

PET LETRAS E A SUA IMPORTÂNCIA NA FORMAÇÃO ACADÊMICA: UM CRESCIMENTO PESSOAL, PROFISSIONAL E SOCIAL.
Naura Nascimento Coelho A LINGUÍSTICA DO TEXTO E O ENSINO DA PRODUÇÃO TEXTUAL NAS AULAS DE LÍNGUA ESPANHOLA EM UMA TURMA DE ENSINO DE JOVENS E ADULTOS – EJA
Raquel Schaefer Klauck PARCEIROS DE LEITURA E ESCRITA E A TEORIA DA ENUNCIAÇÃO (EU-TU-AQUI-AGORA)
Rosana Maria Schmitt ARTIGOS DE OPINIÃO NA ESCOLA: ESTRATÉGIAS ARGUMENTATIVAS MOBILIZADAS POR ALUNOS DO ENSINO FUNDAMENTAL
Rafaela Zaferi Moser FEIRA CULTURAL: UMA PROPOSTA DE IMERSÃO EM LÍNGUA ESTRANGEIRA POR INTERMÉDIO DE ASPECTOS CULTURAIS
Thágila da Silveira Ribeiro ANÁLISE DO DUOLINGO PARA A APRENDIZAGEM DE ELE: PRIMEIRAS CONSIDERAÇÕES

Os participantes que desejarem poderão reapresentar seu pôster no dia 09/11, às 18h, no mesmo local.

Comunicações

Seminário: desafios na formação docente

Data: 08/11/2017   Horário: 14h – 17h

Eixo temático 1 – Estudos Linguísticos

Sala: 2220 – Prédio 40A/Letras

HORÁRIO APRESENTADOR (A) TÍTULO DA COMUNICAÇÃO
14h Annie Meireles Resch INSTITUCIONALIZAÇÃO DO SABER LINGUÍSTICO: O TRABALHO DE JOAQUIM MATTOSO CÂMARA JR. NA REVISTA LETRAS PARANÁ
14h20 Emanuele Coimbra Padilha CRENÇAS SOBRE A APRENDIZAGEM DE LÍNGUA ESTRANGEIRA NA ESCOLA PÚBLICA
14h40 Evelise da Silveira Portes DA FALA À ESCRITA: AS MARCAS DE ORALIDADE PRESENTES EM PRODUÇÕES TEXTUAIS DE ALUNOS DO ENSINO MÉDIO
15h Felipe Rodrigues Echevarria QUEM SÃO AS CHINAS? A CONDIÇÃO DA MULHER INDÍGENA REVELADA ATRAVÉS DE UM VERBETE
15h20 Gabriela Eckert Pereira

Rodrigo Poletto

ARTIGOS DE OPINIÃO ESCOLA: UMA ANÁLISE PILOTO DAS FUNÇÕES

DAS VOZES TEXTUAIS

15h40 Janys Kerolyn Ballejos Cruz BLACK MIRROR E A CONSTITUIÇÃO DO SUJEITO A PARTIR DA AVALIAÇÃO DO OUTRO
16h Letícia Dias da Silva A ATIVIDADE DE ANÁLISE LINGUÍSTICA EM LIVROS DIDÁTICOS DE LÍNGUA PORTUGUESA NO ENSINO FUNDAMENTAL
16h20 Luane Guerra Vitorino O DEBATE PÚBLICO REGRADO NA ESCOLA BÁSICA: UMA PROPOSTA DE INTERAÇÃO
16h40 Nathália Marques Flores POSICIONAMENTO DO SUJEITO NO ESPAÇO DIGITAL
17h Thaynara Luiza de Vargas A LINGUAGEM NA FRONTEIRA DO RIO GRANDE DO SUL: DICIONÁRIO COMPARTILHADO

Eixo temático 2 – Estudos Literários

Sala: 2320 – Prédio 40A/Letras

HORÁRIO APRESENTADOR (A) TÍTULO DA COMUNICAÇÃO
14h Camila Stefanello AS HISTÓRIAS DE FAMÍLIA NOS ROMANCES DE ANTÓNIO LOBO ANTUNES
14h20 Cristiane Aparecida da Rosa Rossi O CAINISMO E O(A) PROTAGONISTA INFANTIL/JUVENIL EM LOS ABEL, DE ANA MARÍA MATUTE, E DUELO EN EL PARAÍSO, DE JUAN GOYTISOLO: UMA INTERPRETAÇÃO PARA O PÓS-GUERRA CIVIL NA ESPANHA.
14h40 Gabriel Eduardo Bortulini POESIA E RITMO: NOTAS SOBRE A BUSCA PELA MUSICALIDADE NA CRIAÇÃO POÉTICA
15h João Pedro Sgarbi Rocha

Homero Salustiano da Cruz Filho

Rosana Rodrigues Lopes

ANIMAÇÃO À LEITURA ATRAVÉS DAS AÇÕES DO NÚCLEO DE FORMAÇÃO DO LEITOR LITERÁRIO (NULI)
15h20 Kerolyn Pereira Sarate PARADA DA LEITURA
15h40 Larissa Garay Neves O LEITOR IMPLÍCITO EM SÃO BERNARDO, DE GRACILIANO RAMOS
16h Lenine Ribas Maia LAVOURA ARCAICA E A FOCALIZAÇÃO EM PRIMEIRA PESSOA
16h20 Mônica Saldanha Dalcol AS VOZES AFROBRASILEIRAS QUE NARRAM: UMA ANÁLISE DE ÚRSULA E QUARTO DE DESPEJO
16h40 Tiago Pereira A LETRA ESCARLATE: A VIOLÊNCIA MORAL EM RESPOSTA AO INDIVIDUALISMO REPRESENTADO POR HESTER PRYNNE NA COMUNIDADE PURITANA DO SÉC. XVII
17h Yasmim Mahmud Kader MULHERES-LEOAS: A FORÇA FEMININA EM A CONFISSÃO DA LEOA DE MIA COUTO

Eixo temático 3 – Ensino de Línguas e de Literaturas

Sala: 2218 – Prédio 40A/Letras

HORÁRIO APRESENTADOR (A) TÍTULO DA COMUNICAÇÃO
14h Adriana Macedo Nadal Maciel AVALIAÇÃO DA ORALIDADE NA AULA DE INGLÊS COMO LÍNGUA ESTRANGEIRA
14h20 Daiane Lamana Carvalho DESVIOS ORTOGRÁFICOS NO ENSINO MÉDIO: UMA ANÁLISE FOCADA NA RELAÇÃO ORALIDADE E ESCRITA
14h40 Gabriel Salinet Rodrigues

Karina dos Reis Costantin

“ESSA ATIVIDADE COBRA O QUÊ?” ANÁLISE DE EXERCÍCIOS PARA O ENSINO DE INGLÊS COMO LÍNGUA ADICIONAL
15h Igor de Oliveira ANÁLISE TEXTUAL EM INGLÊS FOCADA NO DESENVOLVIMENTO DAS COMPREENSÕES ORAL E ESCRITO
15h20 Isabele Corrêa Vasconcelos Fontes Pereira

Neosane Schlemmer

ENSINO DE LÍNGUA ESPANHOLA NO BRASIL: REFLEXÕES SOBRE PARÂMETROS CURRICULARES NACIONAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL
15h40 Neosane Schlemmer

Isabele Corrêa Vasconcelos Fontes Pereira

DON QUIXOTE NA SALA DE AULA: UMA PROPOSTA DOCENTE
16h Patricia dos Santos

Aline Arnemann

O (PAPEL DO) TEXTO BASE NO PROCESSO DE PRODUÇÃO TEXTUAL
16h20 Priscylla Pirasol de Carvalho Marchioni ENTENDENDO A EVASÃO NO COMPONENTE CURRICULAR MORFOLOGIA

Eixo temático 4 – Questões interdisciplinares  e  Eixo temático 5 – Relatos de experiência na área de Letras

Sala: 2118 – Prédio 40A/Letras

HORÁRIO APRESENTADOR (A) TÍTULO DA COMUNICAÇÃO
14h Dulcimar Fonseca Garcia GÊNEROS: A REFLEXÃO ACERCA DOS PROBLEMAS SOCIAIS – DA REPORTAGEM À MÚSICA
14h20 Edemar Pereira Nunes Júnior POLÍTICAS  PÚBLICAS EDUCACIONAIS E GESTÃO DA EDUCAÇÃO BÁSICA MEDIADAS POR RECURSOS EDUCACIONAIS ABERTOS
14h40 Evelise Pereira da Silva

Cássius Pazinato

MAGIA DO CINEMA, UNINDO A ARTE DA MÚSICA À ARTE CINEMATOGRÁFICA
15h Fabiana Veloso de Melo A DISCIPLINA REDAÇÃO NA EDUCAÇÃO BÁSICA BRASILEIRA: LUGAR, LIMITES, FRONTEIRAS E DESAFIOS
15h20 Gabriela Ewald Richinitti NEW JOURNALISM: O FATO SEGUNDO A FICÇÃO
15h40 Isabel Speggiorin Devincenzi CORPO E VIOLÊNCIA EM A COR PÚRPURA, DE ALICE WALKER
16h Karina dos Reis Costantin

Gabriel Salinet Rodrigues

FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE LÍNGUA INGLESA DO LINC
16h20 Leonardo Wittmann WE, THE WOLVES: ENTRE ANIMAIS FEROZES E IRMANDADES SECRETAS
16h40 Luna Conrad Cruz LITERATURA AFRICANA
17h Nícollas Cayann A METÁFORA DO ARQUIPÉLAGO E O MITO “ILHA DO BRASIL”: LATINIDADE VS. TROPICALIDADE
Oficinas
Colóquio interdisciplinar do bacharelado
Título: A produção e a revisão de textos na formação do bacharel em Letras

Proponente: Cleide Inês Wittke (UFPel)

Número de vagas: 35

Data: quarta-feira (08/11) às 9h.

Local: prédio 40ª (sala 2120)

Resumo: O homem é um ser social e está em constante interação com o outro que o cerca (BAKHTIN, 1992). Essa característica o leva à busca de estabelecer comunicação, seja falando ou escrevendo, todavia, essas duas competências funcionam de modos distintos (MARCUSCHI, 2008, 2010). O desenvolvimento do uso da fala ocorre de forma mais natural, desde os primeiros anos de vida, imitando aqueles que nos cercam; já as competências em leitura e escrita são mais complexas e demandam acompanhamento de alguém mais experiente, iniciando com a alfabetização e seguindo com o letramento (ROJO, 2012), ao longo da vida, no meio acadêmico e também fora dele. Nesse contexto e considerando que o foco desta oficina é o domínio da prática da revisão textual, desenvolveremos nossa atividade na busca de respostas às seguintes questões: Pode um revisor de textos ser competente sem dominar as habilidades de leitura e de escrita? Quais são os conhecimentos necessários para produzir bons textos e também para revisá-los (COELHO NETO, 2008)? Basta o domínio no uso de questões linguísticas, ortográficas e gramaticais? E quanto aos aspectos textuais e sociodiscursivos? Com base em teorias que abordam sobre a questão, pretendemos estabelecer um diálogo com os (futuros) bacharéis em Letras, desenvolvendo atividades de escrita e de revisão textual, com vistas a refletir sobre a importância desse domínio na sua formação profissional.

Palavras-chave: Texto; produção escrita; revisão textual; formação profissional.

Título: Diálogos entre África e Brasil: o conto contemporâneo de autoria feminina

Proponente: Demétrio Alves Paz (UFFS)

Número de vagas: 40

Data: quarta-feira (08/11) às 14h.

Local: prédio 40ª (sala 2120)

Resumo: A oficina pretende apresentar a produção contística de três escritoras africanas de língua portuguesa e de duas afro-brasileiras com o intuito de perceber as diferentes representações que a mulher adquire nos textos literários. Investigaremos três escritoras dos PALOP (Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa): Dina Salústio, Olinda Beja e Paulina Chiziane, representando respectivamente Cabo Verde, São Tomé e Príncipe, e Moçambique. Já as escritoras afro-brasileiras estudadas são Miriam Alves e Conceição Evaristo. Na análise, por meio da leitura de contos, buscaremos temáticas semelhantes, tais como a condição feminina e o papel da mulher na sociedade contemporânea, assim como destacar a dimensão estética, social e política que suas obras merecem.

Palavras-chave: Literaturas africanas de língua portuguesa; Literatura afro-brasileira; Literatura de autoria feminina.

Seminário Desafios na Formação Docente
 Título: As palavras, as redes de sentido e o processo de constituição político-social brasileiro

Proponentes: Verli Petri (UFSM), Elivélton Assis Krümmel (PPGL/UFSM), Andressa Brenner Fernandes (PPGL/UFSM) e Thais Costa da Silva (Letras/UFSM)

Número de vagas: 20

Data: quinta-feira (09/11), às 14h.

Local: prédio 40A

Resumo: Ao propormos esta oficina, buscamos contribuir com a reflexão acerca da constituição, instituição e circulação de sentidos das palavras, a partir das formas como estão dispostas nos dicionários, ao longo dos últimos 100 anos de produção dicionarística em língua portuguesa, com destaque nas produções brasileiras. Para tanto, pretendemos promover a desconstrução do estereótipo do dicionário como “detentor do saber” e trazer à baila discussões que coloquem em questão o dicionário enquanto historicamente constituído sob diferentes condições de produção, sinalizando para as posições-sujeito, ideologias e, consequentemente, para os processos de produção de sentidos que podem ser depreendidos, a partir da metodologia “palavra-puxa-palavra”. É neste espaço que podemos observar os discursos que circulam em dada conjuntura sócio-histórica. A Análise de Discurso de Linha Francesa posta em relação com a História das Ideias Linguísticas dará sustentação teórica e prática para esta oficina. Vamos explicitar como as palavras constituem imbricadas redes de sentidos, promovendo movimentos de repetição e de alteração, a partir de palavras utilizadas, com recorrência, em notícias de jornais, artigos de opinião, vídeos, etc., que corroboram com a temática político-social brasileira, explicitando os sentidos que na atualidade emergem em comparação com os sentidos “cristalizados” no dicionário. De fato, os sentidos sempre podem ser outros (Orlandi, 1999).

Título: PowToon: vídeos animados como ferramenta educacional

Proponentes: Vanessa Streb (UFSM) e Guilherme Santos (UFSM)

Número de vagas: 20

Data: quinta-feira (09/11), às 14h.

Local: prédio 40A

Resumo: No cenário em que as nossas relações de interação social muitas vezes são mediadas com o auxílio da tecnologia, faz-se necessário que o professor conheça e domine os mais variados suportes tecnológicos possíveis. Em contexto de docência, esse assunto requer uma atenção especial, pois, a tecnologia, quando usada em sala de aula com um propósito educativo, é capaz de auxiliar o professor de forma benéfica nas elaborações de suas aulas, além de também ser capaz de integrar as diversas áreas do conhecimento, proporcionando, assim, a interdisciplinaridade. Atualmente a profissão professor, no sentido de ensino tradicional, está desacreditada, pois a educação, na atual configuração, não responde aos anseios, nem às expectativas sociais. Nesse sentido, o objetivo desta oficina é apresentar e praticar com o público participante o PowToon, uma ferramenta online capaz de criar vídeos bastante lúdicos, com o intuito de auxiliar os professores e futuros professores a elaborarem suas aulas de uma forma diferente, divertida e convidativa à participação do aluno no momento da aprendizagem.

Palavras-chave: PowToon. Vídeos animados. Ferramenta Educacional.

Título: Prática de análise linguística na escola

Proponentes: Francieli Matzenbacher Pinton (UFSM), Gabriela E. Pereira, Romário Volk, Letícia Dias

Número de vagas: 20

Data: quinta-feira (09/11), às 14h.

Local: prédio 40A

Resumo: Desde a publicação dos Parâmetros Curriculares Nacionais do Ensino de Língua Portuguesa – PCN (Brasil, 1997 e 1998), a interligação entre os eixos de ensino, leitura, produção de textos orais e escritos e análise linguística tem se constituído um grande desafio para professores e pesquisadores do campo da linguística aplicada. Em razão disso, esta oficina tem por objetivo apresentar a Análise Linguística (AL) como eixo estruturante de atividades de leitura e produção de textos. Para tanto, assumimos a perspectiva de que a AL faz parte das práticas letramentos e consiste na reflexão sobre o uso da linguagem associado à caracterização e funcionamento dos gêneros textuais. Nesse sentido, a oficina contemplará três momentos: análise de atividades em materiais didáticos, apresentação de proposta de AL e elaboração de atividade de AL. No primeiro momento, serão analisadas atividades em materiais didáticos do ensino fundamental e médio a fim de estabelecer as diferenças entre ensino de gramática e prática de análise linguística. Após análise, será apresentada uma atividade de AL com foco na leitura e produção de exemplares de gênero das esferas literária e jornalística. Por fim, os participantes serão convidados a elaborar uma proposta de AL para ser socializada e discutida com o grupo.

Palavras-chave: língua portuguesa, ensino, análise linguística

Título: Séries Literárias & Storytelling Transmídia: o mercado editorial e o ensino de literatura na escola

Proponente: Enéias Tavares (UFSM)

Número de vagas: 20

Data: quinta-feira (09/11) , às 14h.

Local: prédio 40A

Resumo: Esta oficina será dividida em quatro módulos, de uma hora cada. Nos dois primeiros, discutiremos o conceito de “storytelling transmídia” e analisaremos o caso de Brasiliana Steampunk, obra literária que reinterpreta os heróis da literatura brasileira num cenário retrofuturista. O terceiro módulo será constituído de um exercício prático no qual, partindo da literatura brasileira, os participantes poderão desenvolver um projeto transmídia visando o ensino de literatura na escola. O quarto módulo será dedicado ao debate dos projetos e a eventuais perguntas ao ministrante.

Título: Língua e sistemas não verbais: uma proposta enunciativa de análise

Proponentes: Silvana Silva (UFRGS), Célia Méa (UFSM)

Número de vagas: 20

Data: quinta-feira (09/11), às 14h.

Local: Prédio40A

Resumo: Benveniste pouco escreveu sobre sistemas não verbais. No entanto, sua reflexão permite uma análise integrada de sistemas verbais e não verbais de língua, em especial na leitura que propomos para o texto Semiologia da língua (PLG II).  Além disso, segundo Flores (2013), há uma renovação na leitura da obra de Émile Benveniste: novos estudos revelam uma antropologia da linguagem, da enunciação.  Tais estudos revelam não somente a presença do sujeito na língua, mas também a marca do homem na linguagem. Ainda, é numa perspectiva antropológica de linguagem que se vislumbra a relação entre indivíduo, sociedade e linguagem; entre sujeito, cultura e língua.   Há que se ressaltar ainda o conceito inaugural de formas complexas do discurso, tal como expresso no artigo O aparelho formal da enunciação (PLG II). Serão também utilizadas reflexões contidas no livro Estatutos sociais da obra Vocabulário das Instituições Indo-Europeias, volume I. Essa oficina pretende apresentar uma proposta semiológica de língua bem como apresentar um modelo metodológico-analítico que integra voz, gesto, olhar e fala. Para tanto nos valemos das reflexões de Carmem Luci Costa Silva (2009), Sonia Dalpiaz (2012) e Silvana Silva (2013; 2016; 2017) como ponto de partida para a discussão. Por fim, apresentaremos a análise de um vídeo em que há interlocução entre um professor e um aluno (tal como analisada pela pesquisa de Marques de Oliveira e Silva, 2017).

Palavras-chave: Émile Benveniste; teoria da enunciação; sistemas verbais e não-verbais; análise enunciativa; ensino de língua.

IMPORTANTE:

as inscrições nas oficinas acontecerão no credenciamento do evento.

Publicação

Submissão de trabalhos para a Revista Expressão

Serão publicados dois volumes especiais da Revista Expressão dedicados à XXV Semana de Letras. Para saber como submeter seu trabalho, clique AQUI!

Revista Expressão (vol. 1 – Estudos Linguísticos): submissões até 15/02/2018.

Revista Expressão (vol. 2 – Estudos Literários): submissões até 15/05/2018.

Programação

Colóquio Interdisciplinar do Bacharelado em Letras

Segunda-feira (06/11)

 

08h30: Credenciamento [Auditório Multiweb – Prédio 67]

09h: Abertura Solene do Evento [Auditório Multiweb – Prédio 67]

10h: Palestra – Gênero gramatical em uso no português do Brasil (Prof. Dr. Luiz Carlos Schwindt – UFRGS)

[Auditório Multiweb – Prédio 67]

12h: Intervalo de almoço

12h30: Momento Musical [Banda Êxtase e Matheus Rossi] [Auditório da Letras – Prédio 40A]

13h30: Sessão de pôsteres [Auditório da Letras-  Prédio 40A]

15h: Palestra Transparência morfológica, composicionalidade semântica e reanálise estrutural em verbos do português

(Profa. Dra. Indaiá de Santana Bassani – Unifesp) [Auditório do CCSH – Prédio 74C]

16h30: Coffee break [CCSH – Hall do Prédio 74C]

17h15: Café com Pessoa [Sala 2120 – Prédio 40A/Letras]

 

Terça-feira (07/11)

 

10h30: Palestra – De centramentos e deslocamentos: economia e barbárie nas literaturas africanas em língua portuguesa (Prof. Dr. Daniel Conte – Feevale) [Auditório do CCSH – Prédio 74C]

12h: Intervalo de almoço

13h30: Sessão de pôsteres [Auditório da Letras – Prédio 40A]

15h: Palestra – Narrativa, memória e relações de poder (Profa. Dra. Ilse Vivian – URI) [Auditório do CCSH – Prédio 74C]

16h30: Coffee break

 

Quarta-feira (08/11)

 

08h30: Oficina – A produção e a revisão de textos na formação do bacharel em Letras (Profa. Dra. Cleide Inês Wittke – UFPel) [Sala 2120 – Prédio 40A/Letras]

14h: Oficina – Diálogos entre África e Brasil: o conto contemporâneo de autoria feminina (Prof. Dr. Demétrio Alves Paz – UFFS) [Sala 2120 – Prédio 40A/Letras]

Seminário Desafios na Formação Docente

Terça-feira (07/11)

18h: Credenciamento [Auditório do CCSH – Prédio 74C]

19h30: ConferênciaDesafios da Formação Docente em Letras (Prof. Dr. Edgar Roberto Kirchof – ULBRA-Canoas) [Auditório do CCSH – Prédio 74C]

Quarta-feira (08/11)

08h30: Mesa Redonda I – Diversidades – Questões Ambientais e Direitos Humanos [Auditório do CCSH – Prédio 74C]

– Profa. Dra. Célia Helena Pelegrini Della Méa (UFSM)- coordenadora

– Profa. Dra. Martha Bohrer Adaime (UFSM)

– Prof. Dr. Jerônimo Siqueira Tybusch (UFSM)

– Profa. Dra. Daniela Richter (UNIFRA/FAMES)

 Coffee break

 10h30: Mesa Redonda II – Diversidades – Questões Étnico-Raciais e de Gênero [Auditório do CCSH – Prédio 74C]

– Prof. Dr. Anselmo Peres Alós (UFSM) – coordenador

– Profa. Dra. Rosimeri Aquino (FACED/UFRGS) [violência, juventude e sexualidade no espaço escolar]

– Prof. Dr. Demétrio Paz (Letras/UFFS-Cerro Largo) [Literatura e relações étnico raciais no espaço escolar]

– Profa. Dra. Janyne Sattler (UFSC)

 14h: Sessões de Comunicações [Prédio 40A/Letras]

 17h30: Sessão de Pôsteres [Auditório da Letras – Prédio 40A]

 19h: Mesa redonda III – Ensino e Tecnologias: Reflexões e Possibilidades [Auditório do CCSH – Prédio 74C]

– Profa. Dra. Suzana Reis (UFSM) – coordenadora

– Profa. Dra. Junia de Carvalho Braga (UFMG)

– Profa Ms. Juliana Jacques (UFSM)

 21h: Sessão de Relatos de Experiências em Ensino de Língua Espanhola [Auditório do CCSH – Prédio 74C]

– Profa. Dra. Ivani Cristina Fernandes  (UFSM) – debatedora

– Profa. Dra. Mônica Nariño Rodríguez (UFRGS)

– Profa. Dra. Luana Rosalie Stahl (Colégio Estadual Coronel Pilar)

 Quinta-feira (09/11)

9h: Sessão de Relatos de Experiências em Ensino de Literatura [Sala 2120 – Prédio 40A/Letras]

– Profa. Dra. Andrea do Roccio Souto (UFSM) – debatedora

– Profa. Dra.  Fabiane Verardi Burlamaque (UPF)

–  Prof. Rodrigo Bentancurt (Colégio G10/Totem)

– Prof. Guilherme Guerra (Orquestrando Arte)

 Coffee break

 10h30: Sessão de Relatos de Experiências em Ensino de Língua Inglesa [Sala 2220 – Prédio 40A/Letras]

– Profa. Dra. Patricia Marcuzzo (UFSM) – debatedora

– Prof. Dr. Faber Becker  (Yazzigi/Escola PIO XII)

– Prof. Eliseu Alves da Silva (E.E.E.M. Cilon Rosa/PPGL/UFSM)

 10h30: Sessão de Relatos de Experiências em Ensino de Língua Portuguesa [Sala 2120 – Prédio 40A/Letras]

– Profa. Dra. Márcia Cristina Correa (UFSM) – debatedora

– Profa. MS. Louise Cervo Spencer (UFSM/Colégio Técnico Industrial)

– Profa. Dra. Maristela Juchum (UNIVATES)

 14h: Oficinas [Prédio 40A/Letras]

 18h: Sessão de Pôsteres [Auditório da Letras – Prédio 40A]

 19h30: Mesa Redonda IV – Letras e Mediação Cultural [Auditório do Colégio Politécnico]

Profa. Dra. Andrea do Roccio Souto (UFSM)  coordenadora

– Prof. Dr. Lawrence Pereira Flores (UFSM)

– Profa. Dra. Débora Mutter (ULBRA – Canoas / Memorial do Rio Grande do Sul)

– Profa. Dra. Fabiane Verardi Burlamaque (UPF)

 21h30: Encerramento [Auditório do Colégio Politécnico]

Inscrição

A XXV Semana de Letras incorporará, de maneira integrada, o Colóquio Interdisciplinar do Bacharelado em Letras e Seminário Desafios da Formação Docente. Os participantes poderão se inscrever em cada um desses eventos, separadamente, ou em ambos, sem distinção de valor para apresentação ou não de trabalho. Os certificados serão de 40h para cada evento.

 

Valores das inscrições:

Colóquio Interdisciplinar do Bacharelado em Letras: R$30,00

Seminário Desafios na Formação Docente: R$30,00

Colóquio + Seminário: R$40,00

 

 Clique aqui para realizar sua inscrição!

 

Observações importantes: 

submissão de resumos deverá ser feita por e-mail.

prazo para o pagamento da inscrição: 02/11/17.

Localização

Universidade Federal de Santa Maria

Av. Roraima - 1000 - Camobi

Santa Maria - Rio Grande do Sul