Ir para o conteúdo POSCOM Ir para o menu POSCOM Ir para a busca no site POSCOM Ir para o rodapé POSCOM
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

Maria Immacolata Lopes realiza conferência de abertura



A pesquisadora Maria Immacolata Vassallo de Lopes vem à cidade de Santa Maria (RS) para realizar a conferência de abertura da II Jornada Gaúcha de Pesquisadores da Recepção. Em sua fala, que traz como tema “A Recepção Transmidiática e os Desafios da Pesquisa em Rede”, Immacolata discutirá os desafios teóricos e metodológicos da pesquisa em recepção a partir de sua experiência com o OBITEL (Observatório Ibero-americano de Ficção Televisiva).

Professora Maria Immacolata Lopes irá abordar o tema
“A Recepção Transmidiática e os Desafios da Pesquisa em Rede” na abertura da II Jornada

Graduada em Ciências Sociais pela Universidade de São Paulo (USP), com mestrado e doutorado em Ciências da Comunicação pela mesma instituição e pós-doutorado na Universidade de Florença (Itália), Immacolata é um dos principais nomes na pesquisa em Comunicação do Brasil. A pesquisadora, que é professora titular da Escola de Comunicações e Artes da USP, coordena o Centro de Estudos de Telenovela e o Centro de Estudos do Campo da Comunicação, ambos da USP, além de ser diretora da MATRIZes, revista do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação daquela instituição.

Desde quando cursava Ciências Sociais, Immacolata interessava-se pela comunicação de massa. Foi esse interesse que a levou a estudar os programas radiofônicos populares em seu mestrado e, alguns anos depois, já em seu doutorado, a proposição de um modelo metodológico para a pesquisa em comunicação. Na década de 1990, percebendo uma defasagem em relação aos estudos de recepção de telenovela no Brasil, Immacolata resolveu empreender uma pesquisa em grupo intitulada Vivendo com a Telenovela, que buscava refletir a cultura por meio do cotidiano, tentando compreender como a narrativa teleficcional se inseria na vida das pessoas.

Em 2005, a pesquisadora criou uma rede de pesquisa internacional, o OBITEL, da qual é também coordenadora. O OBITEL integra pesquisadores de onze países. A quantidade de pesquisadores envolvidos na rede, bem como o volume das pesquisas, possibilitaram a criação de uma extensão com foco na produção teleficcional no país, o OBITEL Brasil.

A conferência de abertura da II Jornada Gaúcha de Pesquisadores da Recepção ocorre na manhã do dia 17 de julho, a partir das 9h15min, no auditório do prédio 74-C, no campus da UFSM.

 Texto: Marlon Dias | Foto: Divulgação | Contato: jornadagauchaderecepcao@gmail.com


Notícia vinculada a


Publicações Recentes