Ir para o conteúdo POSCOM Ir para o menu POSCOM Ir para a busca no site POSCOM Ir para o rodapé POSCOM
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

Dissertação defendida no POSCOM/UFSM é vencedora do Prêmio Compós 2017



defesa Fer

Fernanda e membros da banca após a defesa da dissertação. Desde a esquerda: Dr.ª Miriam Adelman (UFPR), Me. Fernanda Scherer, Dr.ªVeneza Ronsini (UFSM) e Dr.ª Liliane Brignol (UFSM).

A pesquisa “Consumo midiático em comunidade online: um estudo sobre o Mundo T-Girl”, de autoria de Fernanda Scherer, foi eleita a Melhor Dissertação de 2017 pelo Prêmio Compós de Teses e Dissertações Eduardo Peñuela, promovido pela Associação Nacional dos Programas de Pós-Graduação em Comunicação (Compós). O trabalho foi orientado pela professora Dr.ª Veneza Mayora Ronsini.

Esta é a segunda vez consecutiva que uma dissertação defendida no Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal de Santa Maria ganha a premiação da Compós. Em 2016, a dissertação “Documentário queer no Sul do Brasil (2000-2014): narrativas contrassexuais e contradisciplinares nas representações das personagens LGBT”, de Dieison Marconi Pereira, foi a premiada.

Fernanda explica que a dissertação consistiu em um estudo do consumo cultural midiático, utilizando-se da etnografia em âmbito online como aporte metodológico, sobre uma comunidade do Facebook, a Mundo T-Girl, composta majoritariamente por mulheres transexuais e travestis, articulando o contexto das integrantes e teorizando as relações de gênero. A problemática que cerca a pesquisa são os sentidos que integram e distinguem mulheres transexuais e travestis, objetivando investigar as razões pelas quais aquele grupo se integra no Mundo T-Girl.

O estudo teve como foco os comentários das integrantes do grupo acerca de conteúdos sobre celebridades compartilhados por elas e veiculados por diferentes empresas comunicação. “Através das discussões geradas sobre as celebridades, tentamos investigar quais são as percepções de mundo das mulheres da comunidade, as quais nos revelaram sentidos sobre os lugares que estão reservados para o feminino na sociedade atual e também sobre o desequilíbrio e a precariedade do acesso aos direitos políticos, civis e sociais por parte das pessoas transexuais e travestis no Brasil”, acrescenta. Sobre o seu interesse pela temática da pesquisa, Fernanda entende que “sabemos muito pouco sobre as percepções das mulheres transexuais e travestis. Por isso, tentamos diminuir o silenciamento dessas mulheres, gerador de desconhecimento e, por consequência, discriminação sobre as suas demandas, experiências e concepções”.

A dissertação “Consumo midiático em comunidade online: um estudo sobre o Mundo T-Girl” foi desenvolvida na Linha de Pesquisa Mídia e Identidades Contemporâneas e defendida em 04 de março de 2016. O trabalho está disponível para consulta na íntegra no repositório da biblioteca da UFSM, clicando aqui.

O Prêmio Compós de Teses e Dissertações Eduardo Peñuela é concedido anualmente, contemplando teses e dissertações defendidas durante o ano anterior e indicadas pelos programas de Pós-Graduação em Comunicação filiados à Compós. Na edição de 2017, 33 dissertações e 17 teses disputaram a premiação. O resultado foi divulgado pela Associação nesta quinta-feira, 25 de maio. A entrega da premiação às/aos vencedoras/es será realizada durante o 26º Encontro Nacional da Compós que acontece em São Paulo, entre os dias 06 e 09 de junho.


Publicações Recentes