Ir para o conteúdo Ir para o menu Ir para a busca Ir para o rodapé
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita
Início do conteúdo

Grupos de Pesquisa

O MUTARE tem por missão desmistificar o uso e adoção da Strategic Change (SC), tanto na Academia, como em organizações. Entre seus objetivos primos está o de se aproximar da fronteira do conhecimento em SC. Os eixos de investigação do MUTARE se constituem de modo geral em estudos sobre a ocorrência de mudanças organizacionais e seu escopo de investigação se dá em quatro linhas de pesquisa: 1) Mudanças Organizacionais; 2) Estrutura e Processos Organizacionais; 3) Estratégia e Planejamento; 4) Inovação e Comportamento Organizacional. Um dos diferenciais do grupo está em sua concepção, cuidou-se em extrapolar as barreiras de uma só IES, buscou-se a afinidade entre pesquisadores e suas expertises, somadas às qualidades que cada um traz de suas organizações de origem. Essa formatação proposital permite ao grupo assimilar o conceito MUTARE em seu cotidiano e desenvolver um espírito investigativo e adaptativo de roadmapping além das pesquisas “curriculares” para suas ações científicas.

Lider: Gilnei Luiz de Moura

Link para o diretório do CNPq  

s estudos e pesquisas desenvolvidos contribuem para a maior compreensão de temáticas ainda pouco exploradas no Brasil, como os processos de inovação sustentável, subsidiando a formulação de políticas de inovação, de fortalecimento da cultura empreendedora e a competitividade internacional. Com a realização das pesquisas os pesquisadores envolvidos participam de um processo de construção de competências nesta área. As atividades desenvolvidas deverão impactar mudanças no processo de inovação e na competitividade empresarial. As dissertações e teses desenvolvidas poderão servir de base para os pesquisadores, estimulando a capacitação crítica e o comprometimento com os desafios que a sociedade contemporânea impõe à atividade de pesquisa e com criação de novas tecnologias para o desenvolvimento sustentável.

Líder : Clandia Maffini Gomes

            Flavia Luciane Scherer

Link para o diretório do CNPq

Sob a ótica das Finanças Tradicionais procura-se, a partir de modelos matemáticos e técnicas estatísticas, construir e validar modelos aplicados ao contexto financeiro, principalmente em estudos relacionados às finanças corporativas (política de dividendos, estrutura de capital, governança corporativa) e mercado financeiro (eficiência dos investimentos, previsibilidade de retornos e liquidez). Sob a ótica das Finanças Comportamentais o objetivo é entender como aspectos psicológicos, geralmente ligados ao perfil e às crenças e culturas dos indivíduos podem influenciar na tomada de decisão financeira. Nesta linha busca-se o aprofundamento do conhecimento dos fatores comportamentais que influenciam nos níveis de tolerância ao risco e no endividamento dos indivíduos. Apesar de utilizarem pressupostos e técnicas diferentes, os dois focos centrais de pesquisa do grupo buscam conhecer a dinâmica do processo decisório financeiro e seus fatores determinantes visando propiciar melhores estratégias de investimentos, bem como um maior número de opções aos gestores de investimentos, investidores e gerentes financeiros. Gestores de investimentos terão um melhor entendimento dos seus clientes podendo construir e oferecer produtos mais adaptados às suas necessidades além de conseguirem modelos mais adequados para avaliação de risco, o que contribui para melhorar a segurança do sistema financeiro. Por outro lado, os investidores terão um maior número de oportunidades de investimento oferecidas a si o que poderá proporcionar um maior grau de adequação das atividades de investimento à sua capacidade de assumir risco e endividar. Gerentes Financeiros poderão utilizar estratégias de gerenciamento mais adequadas aos seus atuais acionistas e futuros investidores o que possibilitará, de um lado, a diminuição dos custos de agência e do custo de capital e, por outro lado, o fortalecimento do mercado de capitais.

Líder: Paulo Sergio Ceretta 

         Kelmara Mendes Vieira

Link para o diretório do CNPq

O intuito deste grupo de pesquisa é desenvolver formas de empreendedorismo e inovação na Gestão Pública Brasileira. Três perguntas básicas norteiam o trabalho do grupo: Como inovações realmente desenvolvem ao longo do tempo em relação à realidade implementada? Quais os resultados dos processos de inovação implementados? E em que medida pode o conhecimento sobre a gestão da inovação pública pode ser generalizado a partir de uma dada situação? Dessa forma, quatro níveis de análise no setor público estão incluídos – grupal, individual, organizacional e interorganizacional. Cinco conceitos básicos ou unidades de análise fornecem a estrutura comum: as pessoas iniciam e desenvolvem as ideias envolvendo-se em transações (relações) com os outros para alcançar os resultados dentro de mudança institucional e contextos organizacionais públicos. Os projetos de pesquisa exigem estudos longitudinais, estudos de caso comparativos para que os pesquisadores possam observar cuidadosamente uma ampla variedade de inovações como elas se desenvolvem em ambientes naturais de campo em tempo real. Linhas de pesquisa principais do grupo são: O papel da liderança na inovação no setor público; Coordenação não hierárquica na gestão pública. Gestão inovativa da transversalidade e redes interorganizacionais na prestação de serviços públicos; Parcerias público-privadas; Estruturas institucionais que favorecem o empreendedorismo e para o funcionamento eficiente da Administração Pública.

Líder: Breno Augusto Diniz Pereira

           Kelmara Mendes Vieira

Link para o diretório do CNPq 

O grupo de pesquisa denominado “Sistemas, Estruturas e Pessoas” visa de uma maneira específica, estudar, discutir, gerar e divulgar conhecimentos sobre e para as organizações, como unidades individuais ou participando de configurações interorganizacionais, apoiando-se na sustentabilidade dos negócios. De uma maneira mais geral, procura-se discutir a articulação entre indivíduo, a organização e a sociedade. Essas escolhas permitem que se trabalhe na interface de diversos temas, a maioria multidimensional e de caráter interdisciplinar, relacionados a seguir, dentre outros: complexidade (epistemologia, metodologia e aplicação), desenvolvimento sustentável, relacionamentos interorganizacionais (cadeias, redes, clusters, alianças), desenvolvimento local/regional, cooperação, confiança, competitividade, conhecimento e aprendizagem gerencial, transdisciplinaridade, multidimensionalidade e comportamento organizacional. Geralmente, procura-se trabalhar na interface entre dois ou mais desses temas, inclusive, associando-lhes, quando pertinente, temas a priori considerados como paradoxais.

Líder: Breno Augusto Diniz Pereira 

            Mauri Leodir Löbler

Link para o diretório do CNPq 

Líder: Eugênio de Oliveira Simonetto

Link para o diretório do CNPq 

O grupo estuda o desenvolvimento de heurísticas e metaheurísticas para problemas de otimização combinatória. Como forma de publicizar e ampliar os horizontes de aplicação da pesquisa desenvolvida pelo grupo todos os métodos desenvolvidos, bem como todas as instâncias utilizadas para testá-los estão disponíveis na Internet no endereço: http://glover.ce.ufsm.br .No endereço acima também pode-se encontrar uma estrutura para o desenvolvimento de métodos heurísticos e metaheurísticos voltados ao ambiente CORE ( Combinatorial Optimization Repository Environment), aumentando a rapidez e a qualidade no desenvolvimento de algoritmos. Além disso tem-se a preocupação com a formação de recursos humanos qualificados para atuar no grupo, bem como desenvolver seus trabalhos de pesquisa tanto em nível de graduação quanto em pós-graduação. Para isso desenvolvemos e mantemos um Ambiente Multimídia para Educação Mediada por Computador, onde pode-se além de melhorar a qualidade em sala de aula, trabalhar com aspectos relacionados ao ensino científico e Tecnológico.

Líder: Felipe Martins Müller

           Olinto César Bassi de Araújo

Link para o diretório do CNPq

O escopo de atuação deste grupo de pesquisa para a comunidade acadêmica e para a sociedade é contribuir para a compreensão do comportamento empreendedor de indivíduos no contexto organizacional e suas relações no ambiente socioeconômico.

Líder: Ítalo Fernando Minello

Link para o diretório do CNPq 

Este grupo de pesquisa tem como objetivo promover a geração e a disseminação do conhecimento voltado para a sustentabilidade organizacional comprometida com a inovação estratégica em processos e produtos organizacionais os quais vão ao encontro das demandas do consumidor. Eixo temáticos: – Inovação; – Sustentabilidade; – Estratégia-Desempenho-Competitividade; – Comportamento do Consumidor; – Gestão; – Ensino e Aprendizagem. Os resultados dos projetos de pesquisas vinculados serão transferidos para a sociedade, mediante diversos mecanismos, dentre os quais se podem destacar a interação entre os PPGs em nível de mestrado e doutorado e melhorias de processos e produtos organizacionais resultando em impactos econômicos, sociais e ambientais que construam avanços sociais significativos.

Líder: Luciana Flores Battistella

           Márcia Zampieri Grohmann

Link para o diretório do CNPq 

Líder: Luciana Flores Battistella

           Márcia Zampieri Grohmann

Link para o diretório do CNPq: 

O GPCET tem como objetivo o desenvolvimento de pesquisas sobre comportamento, estresse e trabalho, visando contribuir para o conhecimento das temáticas pertinentes a essas áreas em organizações de diferentes segmentos e nos aspectos que interferem na vida daqueles que nelas trabalham.

 O GPCET também tem como intuito realizar, promover e na divulgação de projetos de pesquisas interdisciplinares e interinstitucionais a partir de uma rede de cooperação com pesquisadores oriundos de diversas áreas e instituições (profissionais, professores, graduandos, mestrandos, doutorandos, empresas, etc.).

As principais linhas de pesquisas são: Comportamento – Abordagem Biopsicossocial; Qualidade de Vida no Trabalho; Bem-Estar; Engajamento; Psicologia Organizacional; Satisfação; Vínculos (Comprometimento e Entrincheiramento); Tópicos Emergentes em Gestão de Pessoas. Estresse – Síndrome de Burnout (Esgotamento Emocional); Estresse Ocupacional; Coping (Estratégias de Enfrentamento); Prazer-Sofrimento; Trabalho – Sentido e Significado; Relações de Trabalho Gênero e Diversidade (gênero, classes sociais, orientações sexuais, aparência, deficiência); Inclusão, Exclusão e Discriminação no Trabalho; Estudos interculturais sob múltiplas perspectivas.

Líder: Luis Felipe Dias Lopes

            Laura de Azevedo Guido     

Link para o diretório do CNPq

Com a organização do grupo de pesquisa, pretende-se ampliar e aprofundar, teórica e analiticamente, a formação de graduandos em ciências econômicas da Universidade Federal de Santa Maria, bem como gerar novos conhecimentos e capacitar recursos humanos para atuarem na análise de sistemas agroindustriais, visando a assessoria técnica e administrativa em organizações públicas, cooperativas e empresas privadas. Para tanto, o grupo propõe-se analisar os componentes estruturais, a dinâmica produtiva, comercial e tecnológica dos principais sistemas agroindustriais. Nessa perspectiva sistêmica, os principais focos analíticos são: a) as características da estrutura de mercados agroindustriais. São temas de pesquisa: a caracterização dos mercados, do comportamento e formação de preços, do padrão de concorrência, das estratégias das empresas, dos tipos de barreiras à entrada; b) as características do desempenho produtivo e comercial de agentes econômicos e/ou de setores de sistemas agroindustriais; c) os condicionantes de geração e difusão de tecnologias e de serviços no âmbito do sistema agroindustrial e seus impactos no desenvolvimento regional.

Líder: Pascoal José Marion Filho

Clailton Ataídes de Freitas

Link para o diretório do CNPq