Ir para o conteúdo PPGA Ir para o menu PPGA Ir para a busca no site PPGA Ir para o rodapé PPGA
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

Comercialização dos gladíolos para o dia das Mães do Projeto de parceria Emater/PhenoGlad



A comercialização dos gladíolos do projeto de parceria da Emater/RS-Ascar com a Equipe PhenoGlad gerou mais de 2.500 hastes de gladíolos que foram comercializadas durante a última semana até o dia das Mães tendo como resultado de vendas R$ 4.340,00 reais. O projeto da parceria Emater/RS-Ascar, Regional de Santa Maria, e Equipe PhenoGlad, tinha como objetivo divulgar a cultura do gladíolo e agregar renda ao pequeno produtor feirante, com a comercialização para o Dia das Mães. Foi desenvolvido em cinco municípios na Região Central do Rio Grande do Sul, Santa Maria, Dilermando de Aguiar, Cachoeira do Sul, Santiago e Nova Palma.

Participaram do projeto sete produtores que foram acompanhados durante o cultivo do gladíolo pela Equipe PhenoGlad Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) juntamente com os extensionistas dos escritórios municipais da Emater/RS-Ascar de cada um dos municípios envolvidos. Foi dado todo o suporte ao produtor, desde a participação nas principais atividades de manejo da cultura, como o plantio, a adubação, tutoramento e a colheita. O produtor entrou com o trabalho de fazer o preparo do solo, aplicação calcário e fez a adubação orgânica. 

A comercialização teve início na quinta-feira (10) em Santa Maria, com a PoliFeira do Agricultor, na UFSM, com a família Zorzella Souza, representada pela Dona Maria Domingues Zorzella Souza, que produz gladíolo a 40 anos e participa de três feiras semanais na cidade, mas produzia apenas para épocas específicas, como finados. Com o projeto, ela afirma ter aprofundado seus conhecimentos na cultura do gladíolo e garante que para o futuro irá cultivar o gladíolo o ano todo, assim agregando renda não apenas em datas especiais.

   

   

Na tarde da quinta foi a comercialização em Santiago, com a família Crestani, que participou da feira da cidade. A Kelly Cristani produzia outras flores, e conhecia o gladíolo através de Palma de Santa Rita, porém, nunca tinha cultivado. Através do projeto conheceu a cultura do gladíolo e realizou seu primeiro cultivo visando o dia das Mães. “Foi uma nova experiência, o gladíolo é fácil de cultivar e teve uma ótima aceitação das pessoas” afirma Kelly. A cidade de Santiago antes da família Crestani não tinha histórico de produção de flores para a comercialização, foi através do projeto que a produção teve início.

Na manhã de sexta-feira (11) foi dia da feira em Cachoeira do Sul, onde a Odete Menez Silva e o Antônio Menez Silva comercializaram seus gladíolos.

Também em Cachoeira do Sul, a Maria Carvalho e o Diesser Carvalho vederam seus gladíolos na feira da cidade. Apesar deles já terem tido experiência com gladíolo, eles afirmam que com o projeto conheceram outra forma de produzir a flor com uma qualidade superior. Diesser afirma que a aceitação do público é muito boa e que pretendem continuar produzindo o gladíolo por ser uma cultura fácil no manejo.

Em Dilermando de Aguiar teve a comercialização de gladíolos da dona Ivorema Staggemeier e do Sr. Elton Staggemeier. Os gladíolos foram todos vendidos na cidade.

Na cidade de Nova Palma, a comercialização aconteceu na casa Sr. Valdomiro Facco e a da Sra. Ione Facco, que também vendem morangos, e aproveitaram para apresentar para seu público o gladíolo.

 

Por: Equipe PhenoGlad


Publicações Recentes