Ir para o conteúdo PPGA Ir para o menu PPGA Ir para a busca no site PPGA Ir para o rodapé PPGA
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

Gladíolo: qual profundidade de plantio utilizar?



A produção de uma lavoura é influenciada desde o momento do plantio, por inúmeros fatores, um deles é a profundidade de plantio. Por isso os produtores rurais devem ficar atentos para garantir uma uniformidade na emergência das plantas, pois dependendo da profundidade em que é realizado o plantio, pode ocorrer um atraso no desenvolvimento inicial da cultura. Pensando nisso, a Equipe PhenoGlad desenvolve desde 2016, um estudo que visa entender o efeito da profundidade de plantio na velocidade da emergência das plantas de gladíolo, ou seja, quanto tempo (em dias) uma planta de gladíolo precisa para emergir de acordo com a profundidade de plantio utilizada. 

Até o momento já foram realizados três experimentos em três épocas de plantio – agosto de 2016, novembro de 2016 e agosto de 2017 – nas profundidades de 5 cm, 10 cm, 15 cm, 20 cm e 25 cm. A partir dos estudos que já foram realizados, verificou-se que em maiores profundidades, como a de 25cm, ocorre atraso na emergência das plantas quando comparada com profundidades menores, como a de 5 cm, em que as plantas emergiram mais cedo. Além disso, a velocidade da emergência também é influenciada pela temperatura, por isso este estudo está sendo realizado em diferentes épocas, como é possível observar no gráfico.

Velocidade de emergência das plantas de gladíolo nas diferentes profundidades e épocas de plantio.

Devido a diferença na velocidade de emergência nas diferentes épocas de plantio (agosto e novembro), o próximo passo é realizar mais experimentos em mais épocas, e assim, a partir dos dados coletados, construir uma função matemática que será incluída no modelo PhenoGlad para aprimorar a simulação da fase de brotação.

A data do ponto de colheita é o momento mais importante para o produtor de gladíolo, e com os dados coletados neste estudo será possível melhorar a precisão do modelo PhenoGlad e assim acertar ainda mais a data de colheita das hastes florais. Isto porque, quanto mais uniforme for a emergência das plantas, mais elas irão atingir o ponto de colheita juntas. Essas informações são de grande importância para o produtor rural, uma vez que através o uso do software do modelo PhenoGlad, melhor o produtor pode definir um cronograma de plantio, garantindo assim melhor eficiência da sua lavoura de gladíolos.

Por: Equipe PhenoGlad


Publicações Recentes