Ir para o conteúdo PPGA Ir para o menu PPGA Ir para a busca no site PPGA Ir para o rodapé PPGA
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

Pesquisa prevê aplicação do modelo PhenoGlad para condição de deficiência hídrica



Plantio de gladíolo e instalação de sensores de umidade no solo na lavoura

comercial de Santa Maria.

Visando entender melhor o efeito da deficiência hídrica na cultura do gladíolo e aperfeiçoar o modelo PhenGlad para que simule o crescimento, o desenvolvimento e a qualidade de hastes florais em condição de baixa umidade no solo, uma série de experimentos será realizada pela equipe PhenoGlad neste verão. A versão atual do modelo simula o desenvolvimento do gladíolo na condição potencial, ou seja, sem limitação por deficiência hídrica.

Esta semana, nos dia 22 e 23/11, foram instalados experimentos de campo no Dpto de Fitotecnia da UFSM e em uma lavoura comercial de Santa Maria. As cultivares utilizadas foram Rose Friendship, Peter Pears e Jester, de diferentes ciclos de desenvolvimento.

As plantas serão conduzidas na condição irrigada e também não irrigada, no experimento da UFSM, e somente na condição não irrigada, na lavoura comercial. Sensores de umidade foram instalados no solo para monitorar a umidade próximo às raízes.

Em ambos os experimentos, plantas de gladíolo serão coletadas a cada estágio de desenvolvimento para determinação da massa seca de cada compartimento, e quando atingirem o ponto de colheita serão medidos os parâmetros quantitativos de qualidade das hastes florais.

Em culturas ornamentais, como o gladíolo, a qualidade do produto final é de grande importância para garantir o alto valor de comercialização das hastes florais, e nesse sentido os resultados desse estudo terão aplicação prática para o produtor garantir a melhor qualidade da produção, além de ampliar a utilização do modelo PhenoGlad como ferramenta para práticas de manejo.

Por: Equipe PhenoGlad


Publicações Recentes