Ir para o conteúdo PPGBA Ir para o menu PPGBA Ir para a busca no site PPGBA Ir para o rodapé PPGBA
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

Sobre

O Programa de Pós-graduação em Biodiversidade Animal está localizado no Campus Camobi – UFSM na modalidade Mestrado e Doutorado – Presenciais. A área de conhecimento do curso é classificada como Biodiversidade. Atualmente, a coordenação é de responsabilidade de ANDRÉ PASSAGLIA SCHUCH, a coordenação substituta de CRISTIAN DE SALES DAMBROS e a secretaria de SIDNEI SANTOS DA CRUZ.

O Programa de Pós-Graduação em Biodiversidade Animal (PPGBA) constitui-se em uma unidade do Centro de Ciências Naturais e Exatas (CCNE) da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). O Programa foi criado para proporcionar qualificação de recursos humanos, geração e difusão de conhecimentos científicos na área de Biodiversidade Animal e afins, aumentando os índices de fixação de docentes-pesquisadores de elevada capacitação científica na região e em áreas carentes do país. O Programa iniciou-se com o curso de Mestrado em Biodiversidade Animal em 2003, e em 2009 iniciou-se a primeira turma do curso de Doutorado. Até o ano de 2019, 212 defesas foram realizadas, sendo 165 defesas de Mestrado e 47 defesas de Doutorado. Atualmente, o Programa conta com 51 alunos matriculados, dos quais 24 são mestrandos e 27 são doutorandos.

 

Objetivo do Programa:

Formar recursos humanos qualificados, Mestres e Doutores, com perfil multidisciplinar e sistêmico, crítico e reflexivo, consciente do seu papel na sociedade e aptos a promoverem o desenvolvimento científico e social do Rio Grande do Sul e de outras regiões do país, bom como gerar e difundir conhecimento científico de alta qualidade, por meio de pesquisas integradas, com foco na ecologia, sistemática e evolução do reino animal, como base para a conservação e manejo da fauna.

 

Consolidação do corpo docente:

Atualmente, dos 17 docentes do núcleo permanente, 12 (70,6%) são atualmente bolsistas de Produtividade em Pesquisa do CNPq (PQ-CNPq), como listado abaixo:

André P. Schuch (Pq2)

Andressa Paladini (Pq2)

Bernardo Baldisserotto (Pq1A)

Élgion Lúcio da Silva Loreto (Pq1B)

Leonardo Kerber (Pq2)

Lizandra Jaqueline Robe (Pq2)

Nilton Cáceres (Pq1C)

Sandro Santos (Pq1B)

Sérgio Dias da Silva (Pq2)

Sônia Zanini Cechin (Pq1B)

Tiago Gomes dos Santos (Pq2)

Vânia Lúcia Loro (Pq1C).

 

Esse resultado serve como indicativo de um desenvolvimento permanente de atividades de pesquisa qualificadas pelos nossos docentes ao longo dos últimos anos. Também, deve-se levar em consideração que, dentre os cinco docentes do núcleo permanente que não possuem bolsa de produtividade em pesquisa, três orientadores são docentes contratados nos últimos quatro anos e que ainda não concorreram à chamada de bolsa PQ-CNPq: Cristian Dambros, Mariana Gomes e Flávio Pretto. Há expectativa, portanto, de que o número de bolsistas PQ-CNPq aumente nos próximos anos, principalmente ao longo do próximo quadriênio.