Ir para o conteúdo PPGCC Ir para o menu PPGCC Ir para a busca no site PPGCC Ir para o rodapé PPGCC
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

Defesa de Dissertação 27/03



Título: A.G.I.M.C: AGENTE INTELIGENTE CONVERSACIONAL COMO GUIA EM UM MUSEU VIRTUAL 3D DA COMPUTAÇÃO
Aluno: Andréia Solange Bos
Orientador: Felipe Martins Müller
Data: 27/03/15
Horário: 11horas
Local: Prédio 48- Auditório CPD (Centro de Processamento de Dados) UFSM
Banca:
Dr. Felipe Martins Müller – Orientador
Dr. Roseclea Duarte Medina- Examinador
Dr. Silvia de Castro Bertagnolli- Examinador

Resumo: Este trabalho tem a finalidade de auxiliar no aumento da interatividade em mundos virtuais, em especial dentro de um museu virtual para o ensino de introdução á computação. Optou-se pela utilização de agentes de software com fins instrucionais e interacionais personificados através de avatares inteligentes guias do museu. É apresentado, neste trabalho, o museu virtual 3D sobre a história da computação, desenvolvido através da plataforma de mundos virtuaisOpenSimulator, onde foram utilizadas suas ferramentas de modelagem e desenvolvimento de objetos 3D com o uso descripts, bem como o foco do projeto, que é o desenvolvimento dos agentes de software. Para atingir os objetivos desse trabalho foi realizada uma pesquisa com um estudo de caso a fim de verificar se a utilização de um agente inteligente em um mundo virtual pode facilitar ou apoiar no processo de ensino aprendizagem com conhecimentos sobre a parte histórica da computação. A construção do ambiente com a integração de um agente inteligente denominado de AGIMC (Agente Inteligente do Museu da Computação) utilizou o servidor público do pandorabots. Para verificar a viabilidade de uso do ambiente foi realizado um estudo de caso, que demonstrou que o uso desses ambientes contribui como um apoio ao ensino, mas existindo também algumas limitações tecnológicas que podem dificultar o seu uso e sua prática no contexto educacional. Foi realizada uma avaliação com alunos do IFRS- Campus Canoas. Os resultados obtidos durante a avaliação com os alunos atenderam as expectativas, obtendo resultados bons no uso do método SUS (System Usability Scale), indícios de que o agente apoiou na concepção do conhecimento da turma na disciplina, apesar de algumas dificuldades encontradas na sua implementação.

Publicações Relacionadas

Publicações Recentes