Ir para o conteúdo PPGCS Ir para o menu PPGCS Ir para a busca no site PPGCS Ir para o rodapé PPGCS
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

Motoristas e cobradores de ônibus de Santa Maria decidem suspender greve



Em reunião realizada na noite de domingo, sindicato da categoria aceitou a proposta de aumento.

Depois de quase uma hora de reunião de portas fechadas, o Sindicato dos Trabalhadores de Veículos Rodoviários (Sitracover) de Santa Maria aceitou o reajuste salarial proposto pelo Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros (Setrans) de 12,4%. Com isso, os trabalhadores optaram por não realizar a greve no transporte coletivo, que estava marcada para esta segunda-feira.

Proposta apresentada em reunião definirá o futuro da greve dos ônibus em Santa Maria

O reajuste é retroativo ao mês de fevereiro e será pago em duas parcelas: a primeira no dia 13 de abril, e a segunda, em 13 de maio. Além disso, o vale-refeição também terá um reajuste de 20%. Outras reivindicações da categoria, como a implantação de um plano de saúde, não foram contempladas e continuarão na pauta de futuras negociações.

Estiveram reunidos 253 funcionários das empresas de ônibus, sendo que 13 deles votaram por não aceitar a proposta do Setrans, conforme Rogério Costa, presidente do Sitracover:

– Debatemos o assunto, todos esclareceram as dúvidas que tinham, e depois votamos. Nesse momento da economia, é o que pudemos conquistar. Apenas 13 dos presentes votaram contra a proposta – disse Costa.

Porém, alguns trabalhadores temem que a população tenha de arcar com o preço do aumento, com um reajuste de passagem:

– Tem que ficar claro que nenhum cobrador ou motorista é a favor do aumento da passagem – disse o motorista Acísio Silveira da Silva, ao deixar a assembleia.

O prefeito Cezar Schirmer afirmou, no domingo à noite, que, em algum momento, terá de rever a passagem, mas que isso não acontecerá nos próximos dias:

– Tentei articular um acordo com os empregados e os patrões. Em algum momento, terá de ser concedido, mas não sei quando.


Publicações Recentes