Ir para o conteúdo PPGCS Ir para o menu PPGCS Ir para a busca no site PPGCS Ir para o rodapé PPGCS
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita
Início do conteúdo

Identidades Sociais, Etnicidade e Educação

Temática Geral da linha:  Compreende os estudos e pesquisas relativas às temáticas sobre o processo de construção de identidades, visíveis nos fenômenos das identidades étnicas e suas interfaces com os processos (i)migratórios. Abarca investigações acerca da memória coletiva, das relações étnico-raciais, mitos e história; a construção de identidades educacionais e escolares; estudos sobre a educação e aprendizagens culturais; sobre os movimentos sociais e construção de identidades sociopolíticas; e sobre as dinâmicas da agricultura familiar e do campesinato.

 

 Temáticas relacionadas às Linhas de Pesquisa para orientação

 

 

Docente: Profa. Dra. Ceres Karam Brum

1. Memória e história: a temática deseja ensejar estudos acerca das fronteiras e interfaces entre a memória coletiva e a história como campo de conhecimento, etnografias sobre a produção de memória de indivíduos e grupos sociais na construção identitária a partir da utilização do passado no presente e seus desdobramentos.

2. Representações, mitos e identidades: estudos das produções de sentido entre os grupos sociais na vivência de mitos. Identidades coletivas no Rio Grande do Sul e movimentos culturais contemporâneos.

3. Antropologia da Educação: a temática enfoca a construção de identidades educacionais e escolares na atualidade através de estudos sobre educação formal e informal, etnografia das práticas de escolarização, educação indígena e demais territórios educacionais contemporâneos.Objetiva também estudar a educação como um processo antropológico abarcando a questão da formação de professores, bem como a das práticas escolares de ensino em Ciências Sociais e seus respectivos currículos.

 

 Docente: Prof. Dr. Everton Lazzaretti Picolotto

1. Movimentos sociais e construção de identidades sociopolíticas– Interessa o estudo da diversidade de formas e significados assumidos, em especial nas sociedades contemporâneas, dos conflitos sociais e ações coletivas que se tornam visíveis na emergência de movimentos sociais e na dinâmica social construtora de identidades sociais e políticas a eles associados.

2. Agricultura familiar, organização sociopolítica e reconhecimento social: Análise da emergência dos agricultores familiares como personagens sociopolíticos no Brasil contemporâneo e das experiências sociais de subalternidade dos grupos sociais que o constituem (“colonos”, “caboclos”, etc.). Interessa investigar na experiência social destes grupos a construção de atores políticos autônomos e as lutas por superação da invisibilidade social e por reconhecimento.

 

Docente: Prof. Dr. José Marcos Froehlich

 1.Transformações sociais, construções identitárias e relações de poder – Propõe-se ao estudo de mobilizações e estratégias de construções sociais identitárias e territoriais e de contextos demarcados pela interação intercultural de coletividades, com especial interesse no papel das mediações, representações e hibridações socioculturais.

 2. Narrativas e territórios, atores e agenciamentos do discurso do desenvolvimento – Propõe-se à análise dos enunciados e estratégias que tecem o discurso desenvolvimentista e seu regime de verdade; a emergência da abordagem territorial do desenvolvimento e seus agenciamentos; os movimentos, as disputas (sociopolíticas e teóricas) e as redes de relações envolvidas nas noções de etnodesenvolvimento, biopolítica, pós-desenvolvimento e pós-colonialidade.

 

Docente: Profa. Dra. Maria Catarina Chitolina Zanini

1. Migrações, processos identitários e poder – estudo dos processos migratórios, seja em nível nacional ou internacional, e as diferentes interfaces e dinâmicas neles envolvidas;

2. Etnicidade, questões raciais, processos identitários e poder – estudo das relações sociais que envolvem disputas e construções sociais ancoradas em critérios étnicos e/ou raciais;

3. Memória, sociedade e poder – estudo das relações (políticas, culturais, econômicas e outras) existentes nos processos de construções de memórias, seus agenciamentos e disputas.

 

Docente: Profa. Dra. Maria Clara Mocellin

1. Mitos, narrativas e memórias: estudos sobre como se processam os mitos, as narrativas e as memórias, e os sentidos atribuídos aos mesmos.

2. Trajetórias, deslocamentos e itinerários: estudo de trajetórias de diferentes grupos sociais, considerando as redes de relações estabelecidas nos deslocamentos entre diferentes sujeitos, os diferentes agentes envolvidos, as disputas de poder,  e as estratégias de organização social.

3. (I)Migrações, etnicidade e poder: estudos  dos processos i(migratórios) e suas relações com a construção de diferenças sociais e étnicas. Os processos (i)migratórios e a afirmação de identidades étnicas.

 

 Docente: Profª Drª Mariana Selister Gomes  

 Educação, Turismo e Patrimônio Cultural: engloba pesquisas que analisem processos de aprendizagens culturais e de (re)(des)construção de imaginários sociais (sobretudo étnico-raciais e de gênero), através: (1) de espaços e instituições de memória coletiva (como os museus e os patrimônios culturais); (2) de encontros entre identidade e alteridade (como no turismo e nas migrações). 

 

Docente: Profª Drª Virgini Vecchioli 

Políticas públicas de memória e patrimônio. Processos de patrimonialização de lugares de sofrimento.  Os lugares de memória.  A topografia da memória. Memoriais e museus sobre regimes autoritários e sobre tragédias coletivas. A intervenção do Estado nas iniciativas de memória. Os expertos em memória. Os espaços transnacionais da memória. Os circuitos transnacionais da memória.

O ativismo em prol da memória. Iniciativas de memória dos coletivos sociais. Associações de direitos humanos, coletivos de vítimas, grupos minoritários ou estigmatizados. Memórias e identidades. As demandas de memória e verdade. A reescrita do passado. Usos presentes do passado. A transmissão da memória. Memoria e educação.

A vida política dos corpos mortos. A sacralização do passado. Estatuas. Mausoléus.  As narrativas memoriais. Rituais e datas comemorativas.   Memoria, esquecimento e silencio. Memoria e poder. Disputas pela memória. Os conflitos em torno aos memoriais, mausoléus. A memória como capital moral.

Memória e tecnologia. A fotografia, o documentário, as tecnologias interativas digitais. As novas formas de produção do passado através de tecnologias transmídia e hologramas. A representação da catástrofe através de dispositivos de realidade virtual. A economia moral da produção de memórias interativas.