Ir para o conteúdo PPGCTA Ir para o menu PPGCTA Ir para a busca no site PPGCTA Ir para o rodapé PPGCTA
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

Área de Concentração e Linhas de Pesquisa

ÁREA DE CONCENTRAÇÃO

Ciência e Tecnologia dos Alimentos

LINHAS DE PESQUISA E PROJETOS TEMÁTICOS

O Programa de Pós-Graduação em Ciência e Tecnologia de Alimentos atualmente está composto por cinco LINHAS DE PESQUISA, nas quais são desenvolvidos 15 PROJETOS DE PESQUISA TEMÁTICOS.

A linha de pesquisa “PROCESSAMENTO E ANÁLISE DE VINHOS E OUTRAS BEBIDAS ALCÓOLICAS” foi criada em 2012 e visa estudar os diversos fatores que influenciam a produção e a conservação de vinhos e outras bebidas alcoólicas. Além disso, também são estudados os diferentes componentes químicos presentes em vinhos e outras bebidas alcoólicas visando melhorar da qualidade dos produtos. Os dois projetos de pesquisa temáticos atualmente associados a esta linha de pesquisa são:

Projeto 1: FERMENTAÇÃO, CONSERVAÇÃO E ENVELHECIMENTO DE VINHOS.

Objetivos: Avaliar a influência de diferentes tipos de leveduras, cultivares de uva e condições de fermentação sobre as características dos mostos, vinhos e outras bebidas alcoólicas. 

Projeto 2: PROCESSAMENTO, CARACTERIZAÇÃO FÍSICO-QUÍMICA E AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DE FRUTAS NA PRODUÇÃO DE BEBIDAS ALCOÓLICAS E PRODUTOS DERIVADOS.

Objetivos: Viabilizar o aproveitamento de diferentes matérias-primas de origem vegetal no processamento de vinhos, espumantes e cervejas, bem como a utilização de seus resíduos em produtos industriais (geléias, doce em massa, sucos, biscoitos, etc), minimizando os impactos ambientais e agregando valor.

A linha de pesquisa “CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE CARNES E DERIVADOS” foi criada em 2012 e visa desenvolver processos e tecnologias inovadoras para a indústria cárnea. Os três projetos de pesquisa temáticos atualmente associados a esta linha de pesquisa são:

Projeto 1: ANTIMICROBIANOS E ANTIOXIDANTES NATURAIS EM CARNE E PRODUTOS CARNEOS.

Objetivos: Estudar o potencial antioxidante e antimicrobiano de compostos naturais para aplicação em produtos cárneos.

Projeto 2: APLICAÇÃO DE TECNOLOGIAS LIMPAS NA INDÚSTRIA DE CARNES.

Objetivos: Investigar a aplicação de tecnologias limpas, tais como ultrassom, água eletrolisada e microondas, na indústria cárnea.

Projeto 3: CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE CARNES.

Objetivo: Avaliar os efeitos da alimentação do animal, dos fatores pré-abate e pós-abate na qualidade da carne, desenvolver formulações que atendam os anseios dos consumidores em relação a questões nutricionais e de saúde e buscar substâncias naturais que possam melhorar o tempo de preservação da carne e de produtos cárneos.

A linha de pesquisa “QUALIDADE DE ALIMENTOS” foi criada em 2012 e visa acompanhar a produção, processamento e comercialização de produtos, observando e estabelecendo padrões e normas. Também visa avaliar as características físicas, químicas, microbiológicas, sensoriais, toxicológicas e nutricionais dos alimentos. Os cinco projetos de pesquisa temáticos atualmente associados a esta linha de pesquisa são:

Projeto 1: ASPECTOS MICROBIOLÓGICOS RELACIONADOS COM A QUALIDADE NA PRODUÇÃO DE ALIMENTOS.

Objetivos: atuar sobre a microbiota indesejável dos alimentos através da adição de microrganismos starters e probióticos e ancorar, na prevenção, a qualidade total dos mesmos.

Projeto 2: AVALIAÇÃO DA QUALIDADE NUTRICIONAL DE GRÃOS DE CEREAIS E LEGUMINOSAS.

Objetivos: determinar a composição química de diferentes cultivares regionais de cereais (arroz, aveia, cevada, milho, linhaça, chia e trigo) e leguminosas (feijão e soja), bem como, subprodutos do seu beneficiamento, e com base nos resultados agrupá-las em classes com distintas propriedades nutricionais e tecnológicas.

Projeto 3: CARACTERIZAÇÃO FISICO-QUÍMICA E AVALIAÇÃO DAS PROPRIEDADES BIOLÓGICAS DE FRUTAS NATIVAS E DE INTERESSE COMERCIAL.

Objetivos: avaliar a composição de compostos voláteis, características físico-químicas e sensoriais, o valor nutricional e as propriedades antioxidantes de frutas de interesse comercial e frutas nativas ainda não exploradas comercialmente, e investigar seu potencial de industrialização e como fonte de compostos bioativos e aditivos para a indústria de alimentos (corantes, antioxidantes, entre outros), visando o aumento de sua exploração comercial/industrial.

Projeto 4: CONVERSÃO BIOLÓGICA DE RESÍDUOS INDUSTRIAIS EM BIOMOLÉCULAS DE INTERESSE COMERCIAL.

Objetivos: desenvolver processos e produtos suportados em resíduos industriais para a obtenção de biomoléculas que agreguem valor na cadeia global de produção de alimentos.

Projeto 5: TECNOLOGIAS LIMPAS APLICADAS À PRODUÇÃO E CONTROLE DE QUALIDADE DE ALIMENTOS.

Objetivos: neste projeto de pesquisa são contempladas tecnologias não convencionais para o processamento e avaliação da qualidade de alimentos e produtos alimentícios. Dentre as tecnologias estudadas, encontram-se aquelas que empregam métodos físicos, como por exemplo, radiação micro-ondas, ultravioleta e ultrassom, bem como novos processos para utilização de substâncias químicas (p. ex., geração de cloro através da água eletrolisada). 

A linha de pesquisa “CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE LEITE E DERIVADOS” foi criada em 2013 e visa o desenvolvimento de produtos lácteos especiais, a caracterização de produtos lácteos do mercado e o aproveitamento de subprodutos da indústria de laticínios. Os dois projetos de pesquisa temáticos atualmente associados a esta linha de pesquisa são:

Projeto 1: AVALIAÇÃO DA QUALIDADE E PROCESSAMENTO DE LEITE E DERIVADOS E SEUS SUBPRODUTOS.

Objetivos: avaliar a composição e a presença de contaminantes no leite, além do processamento do leite para elaboração de diversos derivados lácteos, incluindo iogurte, bebida láctea, bebida achocolatada, queijo, doce de leite, sorvete, frozen e outros.

Projeto 2: QUALIDADE DO LEITE E SUA RELAÇÃO COM A DIETA E O MANEJO DE RUMINANTES.

Objetivos: estudar, por meio de técnicas “in vitro” e/ou “in vivo”, o valor nutricional de diferentes alimentos (plantas forrageiras “in natura” e conservadas, subprodutos e co-produtos agro-industriais, suplementos) com vistas a melhor utilização na alimentação animal, e avaliar seus efeitos sobre a produção e a qualidade do leite. 

A linha de pesquisa “ALIMENTOS E SAÚDE” foi criada em 2015 e visa investigar a relação entre alimentos e saúde, abrangendo a avaliação nutricional de alimentos, alimentos funcionais, compostos bioativos e contaminantes em alimentos. Os três projetos de pesquisa temáticos atualmente associados a esta linha de pesquisa são:

Projeto 1: ALIMENTOS FUNCIONAIS.

Objetivos: pesquisar a composição de alimentos de origem animal e vegetal na busca de compostos bioativos ou características com potencialidades de atuarem na prevenção ou na cura de enfermidades ou intoxicações nos seres humanos e, estudar formas de manipulação com a finalidade de produzir alimentos mais saudáveis para a população.

Projeto 2: COMPOSTOS BIOATIVOS EM ALIMENTOS.

Objetivos: identificar e quantificar compostos bioativos, especialmente carotenóides, compostos fenólicos e ácidos graxos, em alimentos, avaliar a sua digestibilidade, biodisponibilidade e efeitos biológicos em modelos in vitro e in vivo, em condições fisiológicas e em modelos de patologias e modelos de intoxicação.

Projeto 3: RESÍDUOS DE COMPOSTOS QUÍMICOS DE ORIGEM AGRÍCOLA E INDUSTRIAL EM ALIMENTOS: REPERCUSSÕES NA SAÚDE HUMANA.

Objetivos:  avaliar níveis de resíduos de compostos químicos de uso agrícola (agrotóxicos) e industrial (PCBs) em alimentos e em sangue humano, bem como analisar a ocorrência de alterações morfofuncionais em homens e em ratos.