Ir para o conteúdo PPGD Ir para o menu PPGD Ir para a busca no site PPGD Ir para o rodapé PPGD
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

A prática extensionista do MIGRAIDH/CSVM é indicada pelo CCSH para representar a UFSM no 39º SEURS



Indicado pelo Centro de Ciências Sociais e Humanos, CCSH, o trabalho que aborda a prática extensionista do Migraidh/Cátedra Sérgio Vieira de Mello será um dos 15 que representarão a UFSM no Seminário de Extensão Universitária da Região Sul deste ano. O trabalho de extensão intitulado MIGRAIDH: Formulação de dinâmicas de atuação a partir da atenção integral ao sujeito migrante internacional, apresentado pelas bolsistas FIEX e ODH, Márcia Stéphanie Xavier de Oliveira, Roberta Morgana Petry e Jéssica Carvalho de Souza, e orientado pela professora do PPGD e Departamento de Direito, Giuliana Redin, coordenadora do Grupo, foi escolhido pelo CCSH como melhor trabalho de extensão participante da JAI de 2020 e indicado pela Unidade para a Edição do SEURS de 2021.

O trabalho selecionado reflete a atuação do Migraidh na atenção à população migrante e refugiada a partir de três dimensões: assessoria jurídica e documental, ensino-aprendizagem do português língua de acolhimento e o atendimento clínico psicológico pelo convênio com o Núcleo de Psicanálise da UFSM. São dimensões de atuação que trazem na essência a interdisciplinaridade e a relação entre extensão, pesquisa e ensino, orientadas pela metodologia freiriana, do “Encontro com Outro” e da relação dialógica-comunicativa como pressuposto para respostas de direitos humanos voltadas à realidade vivenciada por migrantes e refugiados. 

A 39ª edição do SEURS, organizada pela UFSM em parceria com o IFFAR, será realizada de 15 a 17 de setembro, em formato online, com o tema Desenvolvimento Regional e Cidadania pela perspectiva da Extensão. O evento objetiva “promover, discutir e disseminar a extensão universitária, por meio do intercâmbio entre as Instituições Públicas de Ensino Superior do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, bem como estimular o diálogo interinstitucional e a troca de experiências entre extensionistas e destes com a comunidade e fortalecer a prática extensionista.” Neste ano, o SEURS traz como fundamento “a Extensão e suas relações com o desenvolvimento regional, os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e as influências Freireanas nesse processo, tendo em vista o centenário do Patrono da Educação Brasileira, Paulo Freire, e sua contribuição para a extensão brasileira”. O seminário deste ano também destaca a “defesa das Instituições de Ensino Superior que ofertam educação gratuita e de qualidade e o papel da extensão no desenvolvimento e implementação dessas políticas públicas.”

Para a professora Giuliana Redin, “a participação do Migraidh em mais uma edição do SEURS é muito significativa para o grupo, uma oportunidade de compartilhamento e um espaço de fortalecimento da Política de Extensão das universidades públicas, fundamental para o agir/pensar voltado à educação em direitos humanos, formação dos/as estudantes, produção do conhecimento e transformação social”. 

Em 2018, uma das ações do Migraidh também foi indicada para o 36º SEURS, que teve como tema “Extensão: ação transformadora”. O trabalho selecionado foi intitulado “Acesso à educação superior para refugiados(as) e migrantes na UFSM: caminhos para promoção de direitos”, produzido pelas estudantes Jaqueline Bertoldo e Alessandra Jungs de Almeida, com a orientação da professora Giuliana. 

Sobre o Programa de Extensão do Migraidh

O Programa de Extensão Assessoria a Imigrantes e Refugiados é o eixo extensionista do Migraidh/UFSM, Grupo de Pesquisa, Ensino e Extensão, Direitos Humanos e Mobilidade Humana Internacional, responsável técnico pela Cátedra Sérgio Vieira de Mello UFSM, convênio firmado em 2015 entre a universidade e a Agência das Nações Unidas para Refugiados. O Migraidh foi instituído na UFSM em 2013, com o projeto de pesquisa “Perspectivas Político-Normativas para a Proteção dos Direitos Humanos do Imigrante Internacional no Brasil”, sendo que em 2014 consolidou seu Programa de Extensão. 

Atualmente, o Programa de Extensão do Migraidh está em sua 2ª fase. É subsidiado e subsidia diretamente seis linhas de pesquisa que integram o Migraidh/CSVM, ligadas aos cursos de Direito, Ciências Sociais, Psicologia, Comunicação e Letras, e tem como referência o Direito Humano de Migrar.

O Programa de Extensão objetiva: a promoção de ações para o acesso a direitos da população migrante e refugiada, reconhecimento de direitos e incidência em processos legislativos e formulação de políticas públicas, apoio psicossocial, ações de integração local e combate à xenofobia. Também é por meio do Programa de Extensão que a UFSM cumpre os compromissos firmados no convênio que institui a Cátedra Sérgio Vieira de Mello na UFSM.

O Migraidh integra a Rede Brasileira de Educação em Direitos Humanos, ReBEDH, e a Rede Advocacy Colaborativo, RAC. 

Na UFSM, o Migraidh participa do Observatório de Direitos Humanos, no Eixo Imigrantes e Refugiados.

 

Notícia vinculada a

Publicações Relacionadas

Publicações Recentes