Ir para o conteúdo PPGE Ir para o menu PPGE Ir para a busca no site PPGE Ir para o rodapé PPGE
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

Qualificação de Mestrado



Qualificação de mestrado

Título: Intervenção centrada na família para o desenvolvimento de habilidades comunicativas de uma criança com TEA e sua influência no empoderamento familiar

Candidata: Jéssica Jaíne Marques de Oliveira.

Data: 19/08/2015

Local: Auditório do Lince, sala3350.

Horário: 09:00 hs.

Componentes da banca:

Prof. Dr. Carlo Schmidt (presidente/orientador)

Profª. Drª. Cleonice Alves Bosa (UFRGS)

Profª. Drª. Caroline Rubin Rossato Pereira (UFSM)

Profª. Drª. ª Glaucimara Pires de Oliveira (UFSM)

INTERVENÇÃO CENTRADA NA FAMÍLIA PARA O DESENVOLVIMENTO DE HABILIDADES COMUNICATIVAS DE UMA CRIANÇA COM TEA E SUA INFLUÊNCIA NO EMPODERAMENTO FAMILIAR

O Transtorno do Espectro Autista (TEA) é caracterizado pordéficits nas dimensões sociocomunicativas e comportamentais. Essas características são percebidas desde os primeiros meses de vida de uma criança. Desse modo, para um melhor desenvolvimento dos sujeitos com TEA, necessita-se de um diagnóstico e de intervenções, ambos precocemente. As intervenções precisam ser direcionadas especificamente para as necessidades de cada indivíduo e consistem na prestação, por parte de uma equipe transdisciplinar, de serviços dirigidos não somente à criança, mas também à família. A inclusão da família como parte imprescindível da intervenção a coloca como um agente ativo, atuando ao lado dos profissionais a favor do desenvolvimento do filho. Para tanto, torna-se necessário que os pais recebam formação específica sobre intervenção e autismo, apropriando-se destes saberes. O empoderamento familiar tem sido a terminologia utilizada para designar essa capacidade contínua de grupos ou sujeitos para agirem em seu próprio benefício visando a alcançar maior controle sobre suas vidas e destinos. Neste sentido, a literatura tem mostrado que o empoderamento familiar encontra-se fortemente associado aos avanços nas intervenções com crianças com autismo, destacando sua importância para a efetividade das intervenções. O objetivo desse estudo é avaliar os efeitos de uma intervenção baseada na orientação a pais sobre o desenvolvimento de habilidades comunicativas e interacionais do filho com autismo, assim como verificar as influências dessa intervenção sobre o empoderamento familiar.Será utilizado um delineamento experimental do tipo A-B, em que os participantes serão uma criança com TEA com 15 meses de idade, seu pai e sua mãe. Espera-se que a intervenção promova o desenvolvimento nas áreas sociocomunicativas da criança bem, como incrementar o empoderamento familiar.

Palavras-chave: Intervenção, Transtorno do Espectro do Autismo, Empoderamento Familiar.


Notícia vinculada a


Publicações Recentes