Ir para o conteúdo PPGEC Ir para o menu PPGEC Ir para a busca no site PPGEC Ir para o rodapé PPGEC
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

Histórico

O Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil (PPGEC) está sediado no Centro de Tecnologia (CT) da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), a primeira Universidade Pública do interior do Brasil, localizada na cidade de Santa  Maria, estado do Rio Grande do Sul (RS).

A cidade de Santa Maria, localizada a cerca de 280 km de Porto Alegre (capital do estado), é a 5ª cidade mais populosa do Rio Grande do Sul, com mais de 280 mil habitantes (base ano 2020) e a maior cidade na região central do RS, de acordo com dados do IBGE. A cidade tem grande influência regional, sendo conhecida como a “cidade do coração do Estado do Rio Grande de Sul”, pois além da sua localização geográfica central, as principais estradas federais e estaduais que cortam o interior do país passam por Santa Maria.

O Programa de Pós-graduação em Engenharia Civil (PPGEC) teve seu início no ano de 1994, em nível de Mestrado Acadêmico, com o objetivo de qualificar profissionais para o exercício das atividades de pesquisa, ensino e extensão no campo da Engenharia Civil e áreas afins. Inicialmente, foi criado na área de concentração em Construção Civil e Preservação Ambiental; posteriormente, em 1999, houve a ampliação com a criação da área de concentração em Recursos Hídricos e Saneamento Ambiental.

Os perfis profissionais dos discentes ingressantes no programa são originários das áreas de Engenharias, Arquitetura, Agronomia, Bacharelado em Geociências, Bacharelado em Ciências Exatas e cursos superiores em tecnologias nessas áreas ou em áreas afins à Construção Civil e Preservação Ambiental e aos Recursos Hídricos e Saneamento Ambiental.

A partir do ano de 2003, o PPGEC atinge a sua maturidade em termos de organização acadêmica, administrativa e de equilíbrio entre as duas áreas de concentração, em função do número de dissertações concluídas e do tamanho do corpo docente. A evolução do PPGEC foi contínua, conforme consta no relatório dos avaliadores do triênio 2004-2006, em que o Programa obteve seu maior conceito (NOTA 4) desde sua criação, sendo que a redução do tempo médio de defesa dos trabalhos de dissertação contribuiu para a elevação da nota.

A UFSM, dando continuidade ao processo de expansão na pós-graduação, considerou oportuna a criação do nível de doutorado em Engenharia Civil nas áreas de concentração de Construção Civil e Preservação Ambiental, e Recursos Hídricos e Saneamento Ambiental, em sintonia com as exigências e aspectos normativos da CAPES e cuja avaliação é reconhecida em âmbito nacional e internacional. Então, em abril de 2004, ocorreu a aprovação pela CAPES à criação do Doutorado no PPGEC, ocorrendo o ingresso da primeira turma no segundo semestre do mesmo ano.

A estrutura curricular do Programa de Pós-Graduação em nível de Mestrado e Doutorado Acadêmico foi desenvolvida tendo em vista os objetivos de qualificação dos profissionais para o exercício das atividades de pesquisa, ensino e extensão no campo da Engenharia Civil e áreas afins.

O curso de Mestrado tem duração máxima de vinte e quatro meses e mínima de doze meses, enquanto o curso de Doutorado tem duração máxima de quarenta e oito meses e mínima de vinte e quatro meses.

Para a obtenção do título de Mestre em Engenharia Civil, o aluno deve cumprir um mínimo de 24 créditos correspondentes a disciplinas dentro da área de sua pesquisa; e ao grau do título de Doutor em Engenharia Civil, o aluno deverá cumprir um mínimo de 36 créditos correspondentes a disciplinas dentro da área de sua pesquisa.

No ano de 2020, o corpo docente do PPGEC foi formado por 33 docentes, 27 permanentes e 6 colaboradores. Nosso corpo docente é formado em sua maioria por Engenheiros Civis, contudo, contamos com Engenheiros Ambientais, Acústicos, Mecânicos, Arquitetos, e assim, doutores e pós-doutores nessas e outras áreas, desta forma podemos ofertar aos nossos alunos, disciplinas com estrutura curricular e transmissão de conhecimento diversificado.

No mesmo ano, 2020, o PPGEC tinha em média de 156 discentes ativos, entre as duas áreas de concentração e distribuídos entre as linhas de pesquisa, sendo média, 89 mestrandos, 65 doutorandos e 2 pós-doutorandos.

Historicamente, o PPGEC conta com grande interação de atividades com alunos dos cursos de graduação do CT, especialmente de Arquitetura e Urbanismo, Engenharia Civil, Engenharia Acústica, Engenharia Química e Engenharia Sanitária e Ambiental, por meio da participação de alunos de iniciação científica em diferentes projetos de pesquisa desenvolvidos no âmbito do PPGEC, participação em eventos e seminários.

Na UFSM existem alguns programas de pós-graduação relacionados à temática ambiental e/ou áreas afins à Engenharia Civil, cuja demanda por doutorado pode ser suprida pelo doutorado em Engenharia Civil, como por exemplo: PPG Engenharia Ambiental, PPG Engenharia Agrícola, PPG Engenharia de Processos, PPG Engenharia de Produção, PPG Engenharia Florestal, PPG Agrobiologia, PPG em Arquitetura, PPG Engenharia Mecânica, PPG Agricultura e Ambiente – campus Frederico Westphalen, e outros.

Temos o importante papel na formação de mestres e doutores em Engenharia Civil, no ano de 2020, com muito orgulho passamos de 500 titulados. Colocamos abaixo o número de defesas anuais do PPGEC desde a primeira turma.

Mestrado (465 defesas de dissertação):
2020: 26 defesas / 2019: 28 defesas / 2018: 29 defesas / 2017: 25 defesas / 2016: 31 defesas / 2015: 26 defesas /
2014: 26 defesas / 2013: 29 defesas / 2012: 30 defesas / 2011: 22 defesas / 2010: 13 defesas / 2009: 24 defesas /
2008: 26 defesas / 2007: 18 defesas / 2006: 12 defesas / 2005: 22 defesas / 2004: 17 defesas / 2003: 21 defesas / 
2002: 16 defesas / 2001: 10 defesas / 2000: 7 defesas / 1999: 4 defesas / 1998: 3 defesas.

Doutorado (41 defesas de tese):
2020: 8 defesas / 2019: 20 defesas / 2018: 11 defesas / 2017: 1 defesa / 2016: 1 defesa.

Podemos destacar que o ano de 2019 foi significativo ao programa, tivemos 48 defesas e podemos afirmar que isso foi reflexo do interesse e da maturidade de nosso corpo discente e docente, e que refletiu na qualidade de publicações em Periódicos qualificados CAPES.

Desejamos que os Mestres e Doutores titulados no PPGEC tenham, além das habilidades técnicas e intelectuais elevadas e diferenciadas, capacidade reflexiva, crítica e questionadora face ao saber e à tecnologia e que, apoiados nos processos metodológicos de pesquisa, sejam pesquisadores atuantes tanto em âmbito acadêmico, quanto profissional, com autonomia e inserção social. O doutoramento propiciará também a inserção internacional, e aquisição de novas possibilidades tecnológicas e sociais para o PPGEC.

O PPGEC conta com canais de comunicação para a divulgação e a comunicação com nossos alunos, egressos e a toda a comunidade interessada, estamos no Facebook, Instagram, Site institucional e You Tube.

Por fim, conforme demonstra o histórico, o PPGEC vem atuando de forma contínua na qualificação acadêmica de profissionais de diferentes áreas da engenharia nos níveis de mestrado e doutorado. Paralelamente busca melhorar seus indicadores junto à CAPES, por meio de ações como a redução no tempo de titulação, a qualificação das produções, internacionalização, impacto social e adequação do corpo docente, a captação de bolsas e recursos, entre outros, ao mesmo tempo em que adota estratégias para o desenvolvimento de pesquisas de aplicabilidade regional e nacional, mas que possuam impacto internacional.