Ir para o conteúdo PPGEE Ir para o menu PPGEE Ir para a busca no site PPGEE Ir para o rodapé PPGEE
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita
Início do conteúdo

Grupos de Pesquisa

O Centro de Excelência em Energia e Sistemas de Potência (CEESP) é um grupo de pesquisa sediado no Centro de Tecnologia da Universidade Federal de Santa Maria (CT-UFSM) e cadastrado no Diretório de Grupos do CNPq. Suas atividades iniciaram

em 1986, tendo sido reconhecido oficialmente pelo Conselho do CT-UFSM em 1989 sendo um dos seus Grupos de Pesquisa mais produtivos e ativos – na ocasião o grupo tinha a denominação de Núcleo de Desenvolvimento de Microcentrais (NUDEMI). A partir do ano 2000 o nome NUDEMI foi substituído por Centro de |Estudos em Energia e Meio Ambiente (CEEMA). Recentemente o grupo adotou o nome CEESP por congregar também um número significativo de pesquisadores que atuam na área de sistemas elétricos de potência.

Os pesquisadores do Grupo são frequentemente convidados para proferir palestras, consultorias ou para apresentação de resultados de pesquisa, por inúmeros organismos: Light Rio de Janeiro, Fundação Roberto Marinho, UNESCO (Uruguai), COPEL, COPPE, Grupo CEEE, UFRGS, AES-Sul, RGE, CEFET (Pato Branco-Paraná), LAPEM-UFSM, USP, UNICAMP, Universidad de Missiones (Argentina), Universidad Oriental do Uruguai, França, Reino Unido, entre outros. Mais recentemente, estabeleceram-se laços de cooperação com a Colorado School of Mines (CSM-Colorado-USA) pela afinidade de áreas relacionadas à geração distribuída, redes elétricas inteligentes e integração de fontes alternativas de energia. Esta Universidade Americana interessou-se pelo novo conceito de Centrais de Energias Alternativas, ora cunhado pelo CEESP-UFSM, para permitir o funcionamento entre as tradicionais Centrais Térmicas, Eólicas, Fotovoltaicas e Hidroelétricas.

Inspirados na criação do CEESP-CT-UFSM, a UNESCO propiciou a criação de um co-irmão também denominado CEESP-Uruguay na cidade de Salto, com o apoio do Coordenador do Programa de Ciência e Tecnologia do Uruguai, Dr Eng. Jorge Omar Bueno e da Universidad Tecnologica do Uruguai. O CEESP destacou-se também no desenvolvimento de diversas técnicas para associação de geradores assíncronos incluindo também painéis fotovoltaicos, controles eletrônicos de tensão e rotação pela carga para geração de energia elétrica, modelamento de células de combustível, aplicações das redes elétricas inteligentes nos sistemas de distribuição, em cujas áreas o grupo é pioneiro no Brasil, e automação usando técnicas de inteligência artificial. O nome do Centro de Tecnologia da UFSM, através do CEESP, esteve sempre presente nestas oportunidades.

O grupo publica anualmente dezenas de artigos em revistas e congressos nacionais e internacionais (IEEE, IEE, AMSE, UNESCO, etc.), resultado de um relacionamento efetivo com diversas empresas da Região (ELETROSUL, AES-Sul, GRUPO CEEE, RGE, Usina Hidroelétrica de Nova Palma-UHENPAL, Muxfeld Energia, Spall Equipamentos Industriais, Kohlbach Motores, CCE-Engenharia, EBERLE, Polo Transformadores, Ichiban Instrumentação e Controles, Assepro, ELLFEN Energia Eólica e Manutenções,; Advanced Machines Company, entre outras). Ao longo de sua história, o CEESP transferiu para o meio produtivo inúmeras tecnologias, patrocinadas pela FAPERGS, SEBRAE, CNPq, FINEP, CENERGS ou pelas próprias empresas interessadas. Foram recebidas inúmeras doações de material permanente, consumo e material bibliográfico que foram acrescentadas desde 1986 ao patrimônio do UFSM-CT em nome do CEESP. Presentemente, conta com bolsistas entre alunos de graduação e pós-graduação, nos níveis de mestrado e doutorado e outros pesquisadores vindos de empresas.

O CEESP está atualmente sediado no Centro de Tecnologia da UFSM sendo que a maior parte de suas instalações estão localizadas num amplo conjunto de laboratórios (Eletrônica Leve, Eletrônica Industrial, Montagens Eletromecânicas, Processamento da Energia, Célula de Combustível, Modelamento de Fontes de Energia, Redes Elétricas Inteligentes (Lab Smart Grid), Laboratório de Proteção, Laboratório de Energia e Sistemas de Potência). A área experimental encontra-se em um terreno localizado em uma das avenidas principais do Campus da UFSM. Nesta área são realizados os ensaios de campo e aplicações experimentais do aproveitamento da energia geotérmica. Utilizando-se de uma respeitável infra-estrutura de pesquisa montada com recursos próprios e doações ao longo dos vinte e sete anos de sua existência, o CEESP tem demonstrado cada vez maior de cooperação com outros organismos como o Instituto Politécnico de Kiev (Ucrânia), a Colorado School of Mines (Estados Unidos) e INESC-PORTO.

CONTATO

O GEDRE nasceu no ano de 1996 por iniciativa dos professores Ricardo Nederson do Prado e Alexandre Campos, do Curso de Engenharia Elétrica da UFSM. A partir de 1997, com a defesa da primeira dissertação sobre reatores eletrônicos na PPGEE/UFSM, firmou-se um grupo de trabalho sobre reatores eletrônicos para lâmpadas de descarga. O GEDRE tem publicações em congressos internacionais (PESC, IAS, IECON, ISIE, CIEP, IMEC, EPE) e nacionais (CBA, COBEP, INDUSCON), assim como em revistas internacionais (IEEE, IES) e nacionais (SBA, SOBRABEP). Dezenas de dissertações de mestrado já foram defendidas e aprovadas. Há ainda inúmeras dissertação de mestrado e teses de doutorado em andamento. O GEDRE tem projetos aprovados com recursos junto ao CNPq e à FAPERGS, recebendo também recursos da CAPES através do PPGEE/UFSM. O grupo possui bolsistas CAPES, CNPq-PIBIC, FAPERGS e PRAE-UFSM.

CONTATO

O Grupo de Eletrônica de Potência e Controle (GEPOC) da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) teve sua origem em 1987, quando contava com apenas dois docentes, Prof. José Renes Pinheiro e Prof. Hilton Abílio Gründling, mestres em engenharia elétrica na época.

Inicialmente, o GEPOC tinha forte atuação na orientação a alunos de graduação através da iniciação científica e consultoria a algumas empresas da região. O GEPOC foi concebido com o objetivo principal de reunir professores pesquisadores para um trabalho em conjunto visando os seguintes aspectos: otimizar e racionalizar os recursos recebidos pelos professores na compra de equipamentos e no suporte a pesquisa; disponibilizar a um maior número de alunos os equipamentos adquiridos pelo grupo; aumentar a quantidade de produções técnico-científicas do grupo, sem perder de vista a qualidade; planejar de forma organizada as ações e metas deste grupo, segundo o perfil de atuação do grupo na UFSM; valorizar as ações coletivas em detrimento das ações individualizadas. Embora os objetivos iniciais do GEPOC fossem bastante desafiadores, a dimensão inicial do grupo aliada a sua formação dificultavam a sua expansão.

Com uma visão de vanguarda na UFSM, os professores idealizadores do GEPOC, estabeleceram como eixos fundamentais do avanço e crescimento do grupo a melhoria de suas qualificações bem como a necessidade de agregar novos pesquisadores doutores. Assim, a partir de 1994 o GEPOC passou a contar com mais dois professores, Prof. Dr. Humberto Pinheiro e Prof. Dr. Hélio Leães Hey. Com a conclusão do doutoramento do Prof. José Renes Pinheiro em 1994 e do Prof. Hilton Abílio Gründling em 1995, o GEPOC passou a contar, então, com um grupo de quatro professores doutores.

O GEPOC sempre se pautou na busca da excelência acadêmica, através do elevado nível de ensino, pesquisa e extensão. Por exemplo, os 6 primeiros doutores em Engenharia Elétrica formados no Rio Grande do Sul foram formados no GEPOC.

Contexto atual

Atualmente, o GEPOC é composto por um corpo docente formado por trinta (30) doutores pesquisadores, e mais de 140 alunos distribuídos entre iniciação científica, mestrado, doutorado e pós-doutorado.

A infra-estrutura dos laboratórios do GEPOC tem crescido de forma bastante satisfatória, graças ao apoio da UFSM/PPGEE e de órgãos de fomento como CAPES, CNPq, FINEP e FAPERGS, bem como de recursos oriundos de projetos de pesquisa e desenvolvimento realizado junto a empresas do setor eletro-eletrônico. Atualmente, o GEPOC disponibiliza aos seus pesquisadores e alunos em torno de 800 m² de área física, divididas em laboratórios de pesquisa, biblioteca e sala de estudos para alunos de pós-graduação, sala de microcomputadores para alunos de iniciação científica, secretaria, almoxarifado e sala de professores. Conta também com uma área de 800 m² disponíveis para a instalação de painéis fotovoltaicos.

O GEPOC disponibiliza diversos equipamentos para seus pesquisadores, incluindo: osciloscópios digitais, sistema de prototipagem, metalização e máscara de solda, analisador de rede/espectro/impedância, fontes programáveis de potência, analisadores e medidores de energia monofásicos e trifásicos, emuladores de painéis fotovoltaicos, painéis fotovoltaicos, conjuntos motores-geradores, multímetros true RMS, entre outros.

Graças à qualidade do saber produzido no GEPOC e no PPGEE, aliado a interação com o setor produtivo, todos os egressos estão colocados no mercado, seja através da docência em instituições de ensino e pesquisa, seja em empresas do setor eletro-eletrônico do país ou do exterior. A forte vinculação do GEPOC com a produção científica de qualidade, pode ser verificada através dos currículos Lattes/CNPq de seus pesquisadores, bem como através do diretório dos grupos de pesquisa do CNPq, onde se observa uma excelente regularidade e um elevado número de publicações em periódicos/conferências reconhecidos ao longo destes anos.

CONTATO

  • Universidade Federal de Santa Maria | Campus Universitário, 1000 – Camobi | CT – Prédio 10 | GEPOC – Sala | Santa Maria, RS
  • +55 (55) 3220 9492
  • http://coral.ufsm.br/gepocufsm/