Ir para o conteúdo PPGRI Ir para o menu PPGRI Ir para a busca no site PPGRI Ir para o rodapé PPGRI
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

Última edição do Café Defesa 2017 debateu a base industrial de defesa e a dinâmica tecnológica brasileira



GECAP 2017 Cafe Defesa 3 Cartaz finalNa quarta-feira, 6 de dezembro, o Grupo de Estudos em Capacidade Estatal, Segurança e Defesa (GECAP) recebeu o Prof. Dr. Marcos Barbieri (UNICAMP).A vinda do professor à Universidade Federal de Santa Maria foi marcada pela visita do mesmo juntamente com os pesquisadores do GECAP às instalações do Tecnoparque de Santa Maria; APL Polo de Segurança e Defesa de Santa Maria; Centro de Adestramento e Avaliação – Sul; Centro de Instrução de Blindados e a Ala 4 (antiga Base Área de Santa Maria).

A noite o Professor Barbieri ministrou, no Auditório do Centro Ciências Sociais e Humanas da Universidade Federal de Santa Maria, a terceira edição do Café Defesa 2017. O evento contou com a palestra “Base Industrial de Defesa e Dinâmica Tecnológica: Diagnóstico da BID brasileira e perspectivas de novos APLs’’.

A palestra teve como objetivo fornecer um panorama geral quanto ao mercado de produtos de Defesa, apresentando tanto as características dos produtos enquadrados em tal regime quanto a lógica comercial que rege sua oferta e demanda. A existência de uma Base Industrial de Defesa consolidada sendo uma prerrogativa para o atendimento das necessidades de equipamento e manutenção das Forças Armadas, possibilitando a autonomia e independência das capacidades de exercício da força e projeção de poder.

Em sua fala, o Professor Barbieri, abordou o papel central do Estado enquanto indutor de demandas para o fomento do nível de produção e consequentemente da exportação dos produtos de defesa. Analisou, ainda, a produção tecnológica de defesa e o seu transbordamento para o setor civil por meio de setores correlatos, onde, segundo o professor, acaba por ser uma dinâmica positiva por beneficiar diretamente todas as camadas da sociedade.

Tal contexto relaciona-se com a implementação do Arranjo Produtivo Local Polo de Defesa e Segurança de Santa Maria, tanto pelos acordos de cooperação existentes entre as Forças Armadas e a Universidade Federal quanto pelo enfoque da Tríplice Hélice Santa-Mariense – composta por Forças Armadas, Universidade e Setor Empresarial – em simulações de combate, onde a utilização de tecnologias de informação e comunicação aliada à expertise e capacitação dos recursos humanos aqui observados, permitem observar boas perspectivas de fortalecimento por meio do regime para produtos estratégicos de defesa. Entretanto, os setores da hélice necessitam maior sinergia quanto à capacidade de difusão tecnológica e maior clareza quanto às suas funções, demandas que o Grupo de Estudos em Capacidade Estatal, Segurança e Defesa (GECAP) vem buscando sanar a partir do pensamento estratégico e da avaliação e reflexão quanto ao ambiente institucional local.

Confira as fotos:

{djmedia 39}
 
 
 
 
 


Notícia vinculada a


Publicações Recentes