Ir para o conteúdo Programas de Residência em Área Profissional da Saúde, nas modalidades Uni e Multiprofissional Ir para o menu Programas de Residência em Área Profissional da Saúde, nas modalidades Uni e Multiprofissional Ir para a busca no site Programas de Residência em Área Profissional da Saúde, nas modalidades Uni e Multiprofissional Ir para o rodapé Programas de Residência em Área Profissional da Saúde, nas modalidades Uni e Multiprofissional
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

Recuperação de Carga Horária

Cabeçalho CORONA
Recuperação da Carga Horária Prática
    • Situações de obrigatoriedade ou não da recuperação da CH:
  1. Licença-maternidade, atestado médico e serviço militar :

CH deverá ser reposta integralmente.

  1. Convocação da justiça, doação de sangue, devidamente comprovada:  

Não há obrigatoriedade de recuperação da CH.

  1. Licença nojo de oito dias  apenas para óbito de parentes de 1º grau (ascendentes ou descendentes em linha reta):

    • Qualquer uma das três situações acima, devidamente comprovada, deve ser encaminhada à secretaria da residência, via e-mail em até 24h ou menos, incluindo afastamentos por atestados médicos de até quinze dias .
    • Considerando que a CH Prática deve ser integralizada (100% cumprida) para que residente possa concluir as devidas etapas de formação, exceto situações 2 e 3 acima, a recuperação de CH não cumprida necessita ser rigorosamente observada, de acordo com as respectivas situações:

 

RECUPERAÇÃO FALTAS INFERIOR A 15 DIAS 

    • Preferencialmente, a recuperação deverá ocorrer em turnos e horários integrais (4h ou 6h), não fracionados e fora do horário escala habitual, como no sábado ou no domingo ou em feriado, substituindo pela carga horária teórico-prática, no sentido preservar 1 folga semanal. Se nenhuma dessas situações for possível, deverá recuperar ao final da residência.
    • A recuperação deverá ocorrer no respectivo cenário de prática em que estava atuando quando ocorreu a falta. 

 

RECUPERAÇÃO FALTAS SUPERIOR A  15 DIAS (acumuladas ou sequencial):

    • A recuperação deverá ser ao final da residência e programada conforme considerações acima.
    • Entretanto, se ocorrer ao final residência, o local de recuperação deverá ser pactuado junto à coordenação do programa e registrado no plano de recuperação (anexo 01).

 

RECUPERAÇÃO FALTAS RELACIONADAS AO COVID (decorrentes de medidas preventivas previstas):

    • A recuperação poderá ocorrer durante a residência, independentemente da totalidade de dias de falta;
    • Horas excedentes registradas até final de março 2020, podem ser contabilizadas no plano de recuperação;
    • Local de recuperação pode ser em campo diferente desde que aprovado pelo núcleo gestor.
    • Recuperação no sábado, domingo e feriado computará mais 50% da carga horária habitual. Tal cálculo deverá ser realizado e registrado pelo próprio residente no respectivo formulário.
        • Ex. 4h computará 6h (4h x 1,5).

► Toda recuperação deverá ser programada e pactuada junto aos respectivos preceptores e cogestor.

Atenciosamente,

Prof.ª Vânia Olivo – Coordenadora dos PRAPS-Multi/UFSM