Ir para o conteúdo Programas de Residência em Área Profissional da Saúde, nas modalidades Uni e Multiprofissional Ir para o menu Programas de Residência em Área Profissional da Saúde, nas modalidades Uni e Multiprofissional Ir para a busca no site Programas de Residência em Área Profissional da Saúde, nas modalidades Uni e Multiprofissional Ir para o rodapé Programas de Residência em Área Profissional da Saúde, nas modalidades Uni e Multiprofissional
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

Solicitação para Vivências

  1. RESPALDO LEGAL: Existência/realização de Convênio ou Termo de Compromisso Interinstitucional, à critério da instituição em que a vivência será realizada.
  1. DURAÇÃO DA VIVÊNCIA: entre 07 a 30 dias (habitualmente), entre o 13º mês de ingresso na residência até o primeiro dia do 20º mês;
  2. DO PROCESSO DE REALIZAÇÃO DA VIVÊNCIA:

3.1. Deverá seguir as normas de cada instituição, observando minimamente o cumprimento do estabelecido neste documento.;

3.2. Esse período não será descontado das férias. Todas as despesas serão responsabilidade do residente;

3.3. Deverá cumprir a carga horária de 60hs semanais, devidamente comprovada (formulário de frequência diária). 

 

  1. OBRIGAÇÕES PRÉVIAS (Fluxo) → PELO RESIDENTE (no mínimo 60 dias antes vivência):

4.1. Realiza o contato com representante institucional – do programa de residência ou serviço ou responsável pela área de interesse (destino) – sobre a possibilidade de realização da vivência, com identificação do profissional responsável (supervisor ou preceptor) pelo seu acompanhamento/cumprimento dos critérios pedagógicos e legais; 

4.2. Após informações prévias e aceite da possibilidade da vivência, e no mínimo 45 dias antes do tempo previsto para sua realização, o residente registra as mesmas em formulário específico (abaixo);

4.3. Após preenchidas as informações do formulário, o residente solicitante encaminha o seu documento para os respectivos tutores → preceptores → supervisores → coordenação (nessa ordem), para avaliarem e autorizarem;

4.4. Concomitante à etapa anterior, o(a) residente poderá informar-se junto à instituição destino os trâmites institucionais necessários e exigidos pela instituição/unidade administrativa (Convênio, Termo de compromisso, Carta de Apresentação e demais documentação pertinente);

4.5. Após autorizado por todos os profissionais de referência, o residente encaminha o formulário (abaixo) à secretaria da coordenação, residenciamulti@ufsm.br, para que seja viabilizado o trâmite interinstitucional;

Obs: Caso necessário elaboração de Convênio, encaminhar essa etapa com 60 dias de antecedência.

    • Ressaltamos que o papel da coordenação é apenas de intermediação na solicitação da vivência, sendo de interesse e responsabilidade do residente a viabilização das etapas.

 

  1. DO PROCESSO DE SOCIALIZAÇÃO DO ESTÁGIO DE VIVÊNCIA:  

Até 15 dias após no final do estágio, o residente deverá encaminhar ao cogestor do programa, um relatório contendo:

(1) Descrição das principais vivências realizadas com reflexão crítica sobre a importância das mesmas no processo de formação profissional; 

(2) Aspectos positivos vivenciados;

(3) Aspectos que necessitam melhoria em relação ao processo que envolve o estágio de vivência;

(4) Modalidade e período em que a experiência será socializada no coletivo (com demais residentes e com equipe do serviço).