Ir para o conteúdo UFSM Ir para o menu UFSM Ir para a busca no portal Ir para o rodapé UFSM
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

Centro de Estudos em Energia e Meio Ambiente

CENTRO DE ESTUDOS EM ENERGIA E MEIO AMBIENTE (CEEMA)

Pesquisa Em Atividade

Contato:

(55) 3220-8792 Sala:10 – CT

Apresentação

O Centro de Estudos em Energia e Meio Ambiente – CEEMA teve sua origem a partir do Núcleo de Desenvolvimento de Microcentrais (NUDEMI) que foi um grupo de pesquisa sediado no CT-UFSM e cadastrado no Catálogo do CNPq. Foi reconheci oficialmente pelo Conselho do CT em 1989 sendo um dos seus Grupos de Pesquisa mais produtivos e ativos. O grupo já publicou dezenas de artigos nacionais e internacionais (IEEE, AMSE, UNESCO, etc(, resultado de um relacionamento efetivo com diversas empresas da Região (Kohlbach, CCE-Engenharia, EBERLE, Polo Transformadores, Ichiban Instrumentação e Controle, Assepro, ELLFEN Energia Eólica e Manutenções, entre outras. Também atua junto às concessionárias de energia elétrica do estado do Rio Grande do Sul – RGE, CEEF, UNHENPAL, MUXFELD – através dos projetos de pesquisa e desenvolvimento (ANEEL – Agência Nacional de Energia Elétrica).

Ao longo de sua história, o CEEMA transferiu inúmeras tecnologias para o meio produtivo patrocinadas pela FAPERGS, SEBRAE, CNPq, FINEP, CENERGS ou pelas próprias empressas interessadas.

Desde sua criação, as atividades do CEEMA têm estado em estreita cooperação com o Programa de Pós-Graduação em Engenharia Elétrica da UFSM.  O CEEMA tem tido atuação com o Programa de Pós-Graduação em Engenharia Elétrica da Universidade do Rio Grande do Sul, com o Instituto de Química da Universidade de São Paulo (São Carlos), com o Departamento de Sistemas de Energia da Universidade Estadual de Campinas (São Paulo), com o Colorado School of Mines (Estados Unidos) e com a Universidade Técnica Nacional da Ucrânia. Presentemente, conta com 20 bolsista entre graduação e pós-graduação

Ao longo da sua história, O CEEMA transferiu inúmeras tecnologias para o meio produtivo patrocinadas pela FAPERGS, SEBRAE, CNPq, FINEP, CENERGS ou pelas próprias empresas interessadas.

Desde sua criação, as atividades do CEEMA têm estado em estreita cooperação com o Programa de Pós-Graduação em Engenharia Elétrica da UFSM. O CEEMA tem tido atuação com  Programa de Pós-Graduação em Engenharia Elétrica da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, com o Instituto de Química da Universidade de São Paulo (São Carlos), com o Departamento de Sistemas de Energia da Universidade Estadual de Campinas (São Paulo), com o Colorado School of Mines (Estados Unidos) e com a Universdiade Técnica Nacional da Ucrânia.

Os membros do Grupo são frequentemente convidados para proferir palestras, consultorias ou apresentação de resultados de pesquisa, por inúmeros organismos: Light Rio de Janeiro, UNESCO (Uruguai), COPEL, COPPE, CEEE, UFRGS, CEFET (Pato Branco-Paraná), LAPEM-UFSM, USP, Universidade de Missiones (Argentina), Universdidade Oriental do Uruguai, entre outros. Inspirados na criação do NUDEMI-CT-UFSM, a UNESCO propiciou a criação de um co-irmão também denominado NUDEMI-Urugay na cidade de Salto, com o apoio do Coordenador do Programa de Ciência e Tecnologia do Uruguai, Dr. Jorge Omar Bueno e da Universidad Tecnologica do Uruguai. O NUDEMI destacou-se também no desenvolvimento de diversas técnicas para controles eletrônicos pela carga para geração de energia elétrica, do qual é o pioneiro no Brasil, e automação usando técnicas de inteligência artificial

O nome do Centro de Tecnologia da UFSM, através do nosso NUDEMI, esteve sempre presente nestas oportunidades. Os interesses atuais da equipe são as novas formas de geração de energia elétrica empregando células de combustível, não exatamente na fabricação da célula, mas na sua aplicação como fone de energia renovável, limpa e eficiente, como também na área de distribuição de energia elétrica tendo expressiva atuação nos projetos de pesquisa e desenvolvimento mais especificamente na área de planejamento, operação e qualidade de energia