Ir para o conteúdo UFSM Ir para o menu UFSM Ir para a busca no portal Ir para o rodapé UFSM
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

O IMPACTO DO DIAGNÓSTICO DE TRANSTORNO DO ESPECTRO AUTISTA NO CONTEXTO FAMILIAR: UMA REFLEXÃO DA TERAPIA OCUPACIONAL

O IMPACTO DO DIAGNÓSTICO DE TRANSTORNO DO ESPECTRO AUTISTA NO CONTEXTO FAMILIAR: UMA REFLEXÃO DA TERAPIA OCUPACIONAL

Pesquisa Em Atividade

Apresentação

O Transtorno do Espectro Autista (TEA), segundo o manual diagnóstico estatístico de transtornos mentais (DSM-V) é a classificação diagnóstica de todos os tipos de autismo. Um dos momentos mais difíceis para a família é a informação do diagnóstico, a forma como as informações são passadas e como prosseguir com o tratamento após a descoberta. A pesquisa será realizada por meio da revisão integrativa, analisando os artigos de revistas indexadas, nas bases de dados da Biblioteca Virtual em Saúde (BVS), Literatura Internacional em Ciências da Saúde (MEDLINE), Literatura Latina – Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS), Index Psicologia – Periódicos técnico-científicos; Base de Dados de Enfermagem (BDENF), LIS – Localizador de Informação em Saúde, que abordam a temática sobre a aceitação das famílias de indivíduos autistas, suas experiências e sentimentos com a descoberta e a inclusão social feita após o diagnóstico. A pesquisa será realizada no período de janeiro de 2020 a agosto de 2020. Espera-se que, através deste estudo, os profissionais que se proponham a realizar uma intervenção com pessoas com TEA e seus familiares, compreendam o impacto que a notícia do diagnóstico positivo teve no âmbito familiar e a partir deste entendimento possam traçar estratégias de intervenção que não só visem o desenvolvimento de seu paciente, mas também ampliando o olhar para o contexto familiar e o quanto este interfere na evolução do paciente.