Ir para o conteúdo Corpus Ir para o menu Corpus Ir para a busca no site Corpus Ir para o rodapé Corpus
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

Pequisadora do Labeurb (UNICAMP) fala para integrantes do Laboratório Corpus



Pfeiffer-3-300x223

Com fôlego incansável, olhar fixo no interlocutor, bem humorada e espontânea, demonstrando uma memória privilegiada, Cláudia Pfeiffer trouxe para Santa Maria seus conhecimentos articulados no cerne da Análise de Discurso, da História das Idéias Linguísticas e de disciplinas que se entrecruzam nesse entremeio de articulação teórica. A professora Cláudia Pfeiffer marcou de forma indelével a terceira Jornada da série de 10 encontros do XIX Seminário Corpus. Tal evento está sendo realizado pelo Laboratório Corpus – Estudo de Fontes da Linguagem – do PPGL/CAL/UFSM, a série de jornadas vai trazer até dezembro conferencistas de renome nas áreas da Linguística e da Literatura.
Nesta segunda-feira (05/11), pela manhã, a pesquisadora do Laboratório de Estudos Urbanos da Unicamp trouxe para sua conferência o tema Instrumentos Linguísticos, Ensino e Políticas Públicas: uma relação na HIL – História das Idéias Linguísticas e apresentou em cinco etapas os principais momentos de seu percurso de investigações científicas. Para a pesquisadora “as políticas de ensino estruturam-se sob o mesmo funcionamento que sustenta as políticas públicas em geral”, quais sejam: “as políticas sociais são instrumentos importantes no sentido de amenizar as desigualdades do mercado”.

Ainda, sob sua produção, uma definição teórica acerca do “sujeito urbano escolarizado – o sujeito tocado de uma só vez pelos sentimentos do letramento e da urbanização, em uma palavra: civilização”. Quanto à questão de políticas curriculares do ensino tradicional/profissional, a pesquisadora mencionou a cultura da performatividade, processo no qual “as identidades sociais são forjadas na lógica dos desempenhos”. Isso implica afirmar que melhores currículos garantem melhores desempenhos na avaliação e no mercado, cabendo às propostas curriculares prescrever as orientações capazes de projetar as identidades dos docentes para a inserção na cultura da performatividade.

Durante a tarde, das 14h às 17h, a Profª. Cláudia Pfeiffer participou do “Conversas com o Pesquisador” respondendo a perguntas e dialogando com os integrantes (acadêmicos, pesquisadores e professores) do Laboratório Corpus que leram seus textos. Ao final, a Profª. Amanda Scherer, coordenadora do Laboratório, não escondeu o seu entusiasmo e emoção reconhecendo todo o aparato mobilizado pela UFSM para trazer à Santa Maria pesquisadores de renome e com tanto a dizer e inspirar a imersão em águas cada vez mais profundas e necessárias da pesquisa linguística.

Na próxima segunda-feira, dia 12, teremos mais uma jornada e, desta vez, o Laboratório Corpus traz a Santa Maria a Profª. Dr. Irène Fenoglio, pesquisadora do CNRS, em Paris, França.

fenoglio-jpg-726x1024

Publicações Relacionadas

Publicações Recentes