Ir para o conteúdo Corpus Ir para o menu Corpus Ir para a busca no site Corpus Ir para o rodapé Corpus
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

Conferência: Ésquilo e Sócrates: do impulso dionisíaco ao apolíneo na obra O nascimento da tragédia, de F. W. Nietzsche



Conhecida como a primeira grande obra de Nietzsche, O Nascimento da Tragédia apresenta as ideias do filósofo sobre os princípios que regem o mundo natural e o mundo das artes: o racional apolíneo e o instintivo dionisíaco. Na próxima terça, receberemos na UFSM o professor Luis Rubira, do curso de Filosofia da UFPEL, que discutirá esse e outros aspectos da obra de Nietzsche. Abaixo, as informações sobre o evento.

  Data: 14/05/2013 Horário: 15 Horas Prof. Dr. Luis Rubira Filosofia – Universidade Federal de Pelotas   Ementa: A obra O nascimento da tragédia, considerada por Giorgio Colli como “a obra mais difícil de Nietzsche” (Écrits sur Nietzsche, p. 13), apresenta as teses nietzschianas do dionisíaco e do apolíneo, que fizeram o filólogo alemão ingressar no debate filosófico em torno da tragédia grega. Desponta, então, o Nietzsche filósofo que, ao analisar a tragédia grega de Ésquilo a Eurípedes, percebe a “decadência” dos impulsos dionisíacos na Grécia da época de Sócrates. A presente palestra visa reconstruir os momentos principais desta reflexão.  

Horário: 17h Horas

 Conversa com Pesquisador: Nietzsche e a Compreensão do Trágico Prof. Dr. Luis Rubira (UFPEL) Mediador: Prof. Dr. Enéias Farias Tavares (UFSM)   Inscrições: tragediagrega.ufsm@gmail.com

Conhecida como a primeira grande obra de Nietzsche, O Nascimento da Tragédia apresenta as ideias do filósofo sobre os princípios que regem o mundo natural e o mundo das artes: o racional apolíneo e o instintivo dionisíaco. Na próxima terça, receberemos na UFSM o professor Luis Rubira, do curso de Filosofia da UFPEL, que discutirá esse e outros aspectos da obra de Nietzsche. Abaixo, as informações sobre o evento.

  Data: 14/05/2013 Horário: 15 Horas Prof. Dr. Luis Rubira Filosofia – Universidade Federal de Pelotas   Ementa: A obra O nascimento da tragédia, considerada por Giorgio Colli como “a obra mais difícil de Nietzsche” (Écrits sur Nietzsche, p. 13), apresenta as teses nietzschianas do dionisíaco e do apolíneo, que fizeram o filólogo alemão ingressar no debate filosófico em torno da tragédia grega. Desponta, então, o Nietzsche filósofo que, ao analisar a tragédia grega de Ésquilo a Eurípedes, percebe a “decadência” dos impulsos dionisíacos na Grécia da época de Sócrates. A presente palestra visa reconstruir os momentos principais desta reflexão.  

Horário: 17h Horas

 Conversa com Pesquisador: Nietzsche e a Compreensão do Trágico Prof. Dr. Luis Rubira (UFPEL) Mediador: Prof. Dr. Enéias Farias Tavares (UFSM)   Inscrições: tragediagrega.ufsm@gmail.com

Publicações Relacionadas

Publicações Recentes