Ir para o conteúdo LASUB Ir para o menu LASUB Ir para a busca no site LASUB Ir para o rodapé LASUB
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

Pesquisa

Trânsitos (des)identitários: arte como processo de subjetivação (CNPq-PIBIC)
O projeto pretende pesquisar como determinados(as) artistas (des)configuram a(s) sua(s) identidade(s), propondo processos de subjetivação como práticas artísticas de si. Sugere-se que existe na arte ? contemporânea ? uma dimensão de si trabalhada por artistas que desestabilizam as formas de percepção da individualidade. As múltiplas relações com o(s) outro(s) no mundo modificam os contextos de concepções de si, questionando determinações intrínsecas e fixas. Os distintos desdobramentos dessas práticas artísticas contemporâneas inauguram modos de linguagem, evocando temporalidades e espacialidades em articulação com múltiplas discursividades da cultura, como a literatura ou o cinema. Sugere-se pensar que as condições de possibilidade de (des)configurações identitárias na arte obedecem a uma sensibilidade de vulnerabilidade cultural e, onde as conotações plásticas e visuais constituem-se como uma potência estética de si. Existem implicações significativas a partir das diferentes fragilidades do(a) artista. Como podem ser pesquisadas as múltiplas linguagens dos processos de subjetivação? Quais as noções que predispõem o marco operativo de uma poética condicionada pelos afetos de uma cultura? A pesquisa contribui para o campo da pesquisa em arte contemporânea em um contexto de interdisciplinaridade, investigando os processos de subjetivação que interferem na constituição de si do(a) artista.

CNPq